V Encontro de Educação: Formação do professor reflexivo requer educação continuada.

Alda Osório diz que o professor deve escolher estratégias adequadas, para que o ensino e a aprendizagem se tornem significativos.
Refletir sobre a prática docente em sala de aula. O mundo contemporâneo não há mais espaço para ao professor autoritário. O assunto esteve em debate no V Encontro Multidisciplinar de Educação da UNIGRAN, na terça-feira, no aspecto de que a importância da reflexão é evidenciada na prática profissional do educador, para criar novos marcos de referência e novas formas e perspectivas de perceber e de agir. “Refletir sobre a prática profissional é valorizar o trabalho que está sendo desenvolvido com alunos em sala de aula, para tanto é necessário que o professor tenha formação continuada”, argumenta a docente Alda Osório, da UFMS. Ela ministrou a palestra “Formação do professor reflexivo nos ID_CURSOs de licenciatura”. Doutora em ensino na educação brasileira, pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita (Unesp), atuando principalmente na prática pedagógica, alfabetização e formação de professores, comentou que grande parte dos educadores que atuam na profissão não foram educados a serem reflexivos. Missão que deve ser discutida amplamente nas universidades para formar profissionais que possam refletir as atividades desenvolvidas dentro e fora da sala de aula. Com a dificuldade pela falta de material de apoio didático nas escolas do ensino básico, especificamente as públicas, a missão do professor contemporâneo torna-se um desafio ainda maior. Alda Osório diz que ser professor reflexivo não é apenas avaliar as atividades de sala de aula, é necessário que o docente se envolva em trabalhos coletivos, palestras, seminários, pesquisas, para adquirir experiências. “Antes de criticar a prática do outro é necessário que se auto-avalie”, observa. Criar novas formas de ensinar e estimular os alunos a obter o melhor aprendizado são pontos significativos que o professor deve estar atento para preparar a aula. A palestrante faz criticas a docentes que aplicam o mesmo conteúdo e desenvolvem todos os anos as mesmas atividades. Para ela, é necessário o professor conhecer os educandos, escolher estratégias adequadas, para que o processo ensino aprendizagem se torne significativo. “Muitos alunos se identificam com a disciplina por conta da maneira com que o professor leciona as atividades. Isso mostra que a ação docente leva a marca do professor, daí a importância de refletir e buscar novos caminhos e atender novas necessidades que a todo instante são transformadas”, pontua. Alda Osório define que tornar-se professor reflexivo implica no processo evolutivo, com fases e impactos distintos, e o ponto de partida é a experiência adquirida como aluno, nos bancos da faculdade, e o ponto de chegada, a experiência como professor. (FV)

UNIGRAN - Centro Universitário da Grande Dourados
FONE: (67) 3411-4141 / Fax: (67) 3411-4167
Rua Balbina de Matos, 2121 - Jd. Universitário
CEP: 79.824-900 - Dourados/MS
Todos os Direitos Reservados

Baixe os apps Unigran