Gincana acirra os jogos da Escola Decisivo-Anglo.

Provas como Circuito elétrico e Torta na cara animaram os competidores e as torcidas, na manhã desta terça-feira, no ginásio da UNIGRAN.
A agilidade, a precisão, a paciência e o raciocínio foram as técnicas exigidas dos atletas do XIV Evento Cultural, Esportivo e Social da Escola Decisivo-Anglo, nesta terça-feira, quando foram realizadas as provas de “Circuito elétrico” e “Torta na cara”. Em quadra, as cinco equipes - Rússia, Estados Unidos, África do Sul, China e Austrália – tiveram que suar bastante para conseguir pontuação nas provas. O resultado final da classificação das equipes acontece na quinta-feira. Movidos pelo espírito esportivo, os alunos do 1 ao 3º do Ensino Médio estão organizados em equipes que levam nomes de países que disputarão os Jogos Olímpicos China-2008. As torcidas formaram grande coro, com músicas improvisadas, além de muito barulho com cornetas para intimidar os adversários. O evento iniciou na quarta-feira da semana passada e está sendo realizado no ginásio de esportes da UNIGRAN. Coordenados pelos professores, os atletas adentraram a quadra para disputar o “Circuito elétrico”, formado por 15 testes. O vencedor seria o time que realizasse a prova no menor tempo. A disputa era feita em equipes, e ao término de cada etapa, outro competidor prosseguia com as demais tarefas, até fechar o ciclo de provas. O jogo tinha início quando o primeiro competidor de uma equipe encontrasse a chave correta, em um molho de 28, e abrisse um cadeado, dando a largada às demais provas. Entre os testes, estava o do casal que se vestisse em papel invertido, em homenagem aos personagens “Bebel e Agostinho”, do programa de humor “A Grande Família”, da rede Globo, acertar a bola na cesta de basquete, encontrar dois pares de tênis espalhados no chão com os olhos vedados e calçar na cadeira, localizar balas em prato de farinha mergulhando o rosto, estourar balões sentando-os em cima, corrida do saco, entre outros. As equipes em quadra se transformavam numa batalha contra o tempo. O nervosismo tomava conta e nem sempre a prova ocorria conforme o esperado. João Henrique e Natalia Molossi, da equipe Rússia, se atrapalharam ao encaixar a porca correta no respectivo parafuso. O teste era o último do circuito. “Não sei o que aconteceu, a gente tentou várias vezes mais não conseguimos” diz João Henrique. Eram seis porcas para seis parafusos. Quem não participou das provas ficou na arquibancada. As amigas Larissa Duarte e Amanda Cosntantini, juntamente com a equipe da África do Sul, torciam o tempo todo contra os adversários. “Temos que fazer pressão psicológica, é um jogo, queremos ver nossa equipe ganhar”, conta Larissa. Da mesma forma Amanda compartilha a idéia e diz que, “a torcida traz motivação e deixa a competição mais animada”. Jogo das tortas Mais do que responder a pergunta correta, o cuidado se voltava às tortas que eram expostas em cima da mesa e a qualquer deslize o rosto poderia ser lambuzado. De cada lado cinco atletas representavam a equipe que venceria o adversário ao completar seis acertos. As perguntas eram de conhecimentos gerais e englobavam assuntos das disciplinas de sala de aula. Atenção era o ingrediente principal, embora eles queriam apenas se divertir. Premiação O resultado final com a pontuação das equipes acontece na quinta-feira (3) quando será realizada a prova social, com a pesagem da arrecadação de agasalhos e alimentos, além das provas de decoração típica das salas de aula com as características de cada país e com a degustação de bebidas e comidas típicas, feita pelo corpo de jurado. A classificação será a soma da pontuação de todas as modalidades, entre elas as provas esportivas, com o handebol, basquete, vôlei, futsal, futebol suíço, cabo de guerra, judô, tênis de mesa, xadrez e natação. (FV)

UNIGRAN - Centro Universitário da Grande Dourados
FONE: (67) 3411-4141 / Fax: (67) 3411-4167
Rua Balbina de Matos, 2121 - Jd. Universitário
CEP: 79.824-900 - Dourados/MS
Todos os Direitos Reservados

Baixe os apps Unigran