Projeto de Psicologia auxilia alunos na escolha vocacional.

Equipe de orientadores do Núcleo de Psicologia. Atividades são voltadas à dinâmica de grupo, entrevistas e realização de testes psicológicos.
Decidir o ID_CURSO a prestar vestibular e seguir carreira profissional torna-se tarefa árdua para muitos alunos do ensino médio. Diante das dificuldades apresentadas pelos vestibulandos, o ID_CURSO de Psicologia da UNIGRAN, com o projeto de extensão “Orientação vocacional”, desenvolve atividades com alunos no processo da escolha profissional. O projeto encerra a primeira etapa de orientações neste mês e continua no próximo semestre. A orientação é feita em dez encontros, um por semana, com grupos de 8 a 12 orientandos. Desenvolvidos por acadêmicos do 5º ano de Psicologia, as etapas são voltadas à dinâmica de grupo, entrevistas e realização de testes psicológicos. A supervisora do projeto, professora Sílvia Mara Pagliuzo Muraki, explica que os procedimentos visam a instrumentalizar a escolha e a construção da identidade profissional, por meio do autoconhecimento e da articulação entre aspectos do mercado de trabalho. Desenvolvido desde 2006, o projeto iniciou com atendimento aos alunos do 3º ano do ensino médio da Escola Anglo de Dourados. Este ano, as atividades ampliaram para atender 180 estudantes, transformando-se em Projeto de Ensino. “Era realizado apenas no segundo semestre, mas devido à demanda, estendemos durante o ano inteiro”, conta a supervisora. No primeiro semestre é aplicado como Projeto de Ensino, de avaliação disciplinar do acadêmico, e no segundo semestre, de Extensão, por meio do voluntariado. As escolas atendidas são o Anglo, Presidente Vargas, Floriano Viegas e Ceia. Os atendimentos ao Anglo e Presidente Vargas são realizados no Núcleo de Psicologia da UNIGRAN, no centro da cidade, as demais escolas por estarem localizadas em bairros distantes do Núcleo, os encontros são feitos nas próprias escolas. “É muito interessante o teste de orientação vocacional, eu tinha dúvidas entre o ID_CURSO de Enfermagem e Psicologia. Com as atividades desenvolvidas pelos orientadores percebi que a minha vocação está em Psicologia”, disse o estudante Jhonatan da Silva, da Escola Presidente Vargas, durante o penúltimo encontro. Ele conta que teve a oportunidade de tirar as dúvidas sobre profissões como também conhecer o mercado de trabalho em outras áreas de interesse. No último encontro, os orientandos apresentam a devolutiva do trabalho desenvolvido, com a decisão autônoma. Para auxiliar na escolha, as atividades abordam as competências e habilidades que o mercado de trabalho busca nos profissionais de cada área. “Durante os encontros trabalhamos com a capacitação de trabalho em equipe, comunicação interpessoal, autoconhecimento, liderança. Todo esse processo auxilia nas decisões”, diz a psicóloga. A especialista aponta que o teste aplicado é apenas um instrumento dentro do processo vocacional, apresentando as tendências a partir das respostas dos alunos. Por serem adolescentes ela diz que a decisão de escolher o ID_CURSO recebe influência de vários fatores que interfere na seleção, como a família, o status e o salário. “Partindo desses aspectos o trabalho busca a reflexão do aluno para que possa analisar os fatores determinantes que cerca as decisões. A escolha é autônoma”, comenta. “Eu tinha quase certeza que a minha vocação profissional é com o ID_CURSO de Engenharia de Alimentos. As reuniões que tive com orientadores ajudaram a amadurecer a idéia, certificar da escolha e ampliar a minha visão sobre o mercado de trabalho”, conta a estudante Daizi Fátima Gomes, da Escola Presidente Vargas. Contribuir com a decisão dos vestibulandos não é o único objetivo do projeto. “O processo em si não é apenas a escolha, trabalhamos com o crescimento pessoal dos alunos. Apresentamos informações sobre a profissão, o salário, as áreas de atuação e as faculdades que oferecem os ID_CURSOs”, explica a acadêmica orientadora Ediles Vieira. Em cada reunião, os acadêmicos de Psicologia apresentam relatórios a professora Sílvia Mara para orientá-los no desenvolvimento das atividades. Com o término das reuniões, o resultado das decisões pode ser repensado. Segundo a especialista, os desejos de vida pessoal e profissional das pessoas passam por alterações e a escolha não é encarada como decisão para o resto da vida. (FV)

UNIGRAN - Centro Universitário da Grande Dourados
FONE: (67) 3411-4141 / Fax: (67) 3411-4167
Rua Balbina de Matos, 2121 - Jd. Universitário
CEP: 79.824-900 - Dourados/MS
Todos os Direitos Reservados

Baixe os apps Unigran