Para professor, imprensa falha na formação de consciência ambiental.

Eron Brum abriu debates sobre mídia, ecologia e sociedade, no X Intercom Centro-Oeste, realizado na UNIGRAN.
A mesa-redonda “Mídia, Ecologia e Sociedade” – tema do X Intercom da Região Centro-Oeste, congresso realizado pela UNIGRAN, em parceria com a Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação” –, reuniu ecocomunicadores de Mato Grosso do Sul e de outros estados no debate sobre a cobertura jornalística e divulgação publicitária de causas ambientais. O professor Eron Brum, doutor em Ciências da Comunicação e professor-adjunto da Uniderp-Campo Grande, falou sobre experiências e pesquisas com Comitivas Pantaneiras – tropas especializadas em transporte de gado pelo Pantanal –, e das agressões ao meio ambiente no Estado, que afeta também a qualidade de vida das pessoas. Para o professor, juntamente com a escola, que também estaria devendo em seu papel, a mídia de massa tem responsabilidade na alfabetização ambiental da população, especialmente, das pessoas que vivem nas áreas não-urbanizadas. Ele entende que, ao privilegiar os desastres ambientais, a mídia esquece de utilizar seus meios como instrumentos de formação de consciência. “A mídia procura priorizar mais as catástrofes, isso é importante também, mas ela esquece o outro lado, que é a cobertura permanente, o jornalismo explicativo, interpretativo, educativo, nós precisamos, no Brasil, de alfabetização ecológica, e é impossível alfabetizar só pelas escolas, e a mídia chega fácil à sociedade”, disse o palestrante em entrevista para esta coluna. Eron Brum argumenta que os índices de degradação, cada vez piores, mostram que a mídia não está usando seus reID_CURSOs para contribuir com a educação ambiental. “A gente não está vendo evolução, a mídia não está cumprindo seu papel, e essa é a grande crítica que fazemos aos meios de comunicação de massa”, disse o professor. A primeira mesa de debates do Intercom Centro-Oeste 2008 (X Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação da Região Centro-Oeste) foi mediada pelo jornalista Allison Ishy, e contou as contribuições das palestrantes Yara Medeiros, fundadora do Núcleo de Ecocomunicadores de MS, Patrícia Zerlotti, da ONG Ecoa – Ecologia e Ação, e Gisele Neuls, do Instituo Centro de Vida. (JR)

UNIGRAN - Centro Universitário da Grande Dourados
FONE: (67) 3411-4141 / Fax: (67) 3411-4167
Rua Balbina de Matos, 2121 - Jd. Universitário
CEP: 79.824-900 - Dourados/MS
Todos os Direitos Reservados

Baixe os apps Unigran