Acadêmicos apresentam 32 trabalhos no Seminário de Iniciação Científica.

Estudantes defenderam trabalhos em evento de Pesquisa: Everton, Elenilson e Fernando, com o prof. André Muller, de verde, foram destaques.
Trinta e dois estudantes apresentaram trabalhos durante o “III Seminário de Iniciação Científica” e “III Encontro de Jovens Pesquisadores”, que terminou ontem, no anfiteatro da UNIGRAN. Eles concorreram ao Prêmio Jovem Pesquisador, que foi instituído neste ano com o objetivo de incentivar a iniciação científica em todos os ID_CURSOs. Segundo a secretária da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação da Instituição, Ana Amélia Gomes, o evento está mais fortalecido. “Houve uma dedicação maior dos acadêmicos e orientadores [e] as apresentações foram muito positivas, constatamos que os alunos estavam mais preparados e com trabalhos de maior qualidade”, disse a secretária, que destacou a participação dos acadêmicos, também como ouvintes, interessados nas apresentações. “Tivemos um número grande de alunos participantes, o que contribuiu muito com as apresentações”, comentou. O seminário reuniu trabalhos com temas diversificados e muitos acadêmicos viram nessa uma oportunidade para compartilhar experiências, como relatou a estudante de Biomedicina, Kyncya Palácio dos Santos. “Achei interessante participar, porque acabei vendo novos conceitos e adquiri novas idéias sobre pesquisas”, disse ela. Também se inscreveram ao Prêmio acadêmicos de Farmácia, Fisioterapia, Jornalismo, Pedagogia, Enfermagem e Medicina Veterinária. Cada candidato teve dez minutos para apresentar o resumo de seu trabalho, nesta terça-feira (25), de manhã e à tarde. Os resultados foram anunciados em cerimônia realizada à noite. O acadêmico do 2º ano de Farmácia Elenílson Figueiredo da Silva, de 19 anos, recebeu a nota 9,3 por sua pesquisa sobre a anatomia das folhas de uma planta de uso medicinal, a batata-de-purga (Operculina macrocarpa), e ficou em primeiro lugar no Prêmio “Jovem Pesquisador da UNIGRAN”. A pesquisa de Elenílson não está concluída. O acadêmico investiga as estruturas foliares que contêm o princípio ativo da planta, fazendo análises de laboratório, estudos de campo e pesquisa bibliográfica, e diz que o conhecimento dos livros passou a ter maior sentido após a primeira experiência como pesquisador. “Muitas coisas que eu não aprendi antes, hoje, estou vendo de novo, estou relembrando outras e estou me aperfeiçoando”, disse o acadêmico. A segunda nota mais alta foi a do estudante de Biomedicina Everton de Brito Costa, que obteve 9,1 dos jurados, pela apresentação “Micro-RNAs e RNAs de interferência: biogênese e função”. Por um décimo, não houve tríplice empate na segunda colocação. Os acadêmicos de Pedagogia Flávia Maria Scorza e Fernando Onofre Fernandes, de Farmácia, ganharam 9,0, pelos trabalhos “A importância do jogo pedagógico na prática do professor da Pré-Escola”, e “Avaliação da qualidade de cápsulas gastro-resistentes, contendo salfassalazina, provenientes de farmácias magistrais, em Dourados”. Os trabalhos foram avaliados pelos professores Adriana Mestriner, Carlos Murchão, André Mueller, Lucinete Colombo, Cynara Bono, Angela Midori, Aletéia Ferruzi, Shirlayne Barros, Claudia Beloni e Vanderlei Berto. Eles usaram como critérios o domínio de conteúdo, clareza, precisão, criatividade, qualidade do material (slide de apresentação) e resultados parciais ou finais de cada estudo. Para o professor André Muller, coordenador do ID_CURSO de Farmácia, os alunos da UNIGRAN mostraram que são capazes de fazer ciência. “Fazer ciência é despertar não o conhecimento que está no livro, porque no livro, vocês [alunos] adquirem conhecimento; na pesquisa, vocês produzem conhecimento, que depois poderá até ir parar nos livros. Fica, aqui, o incentivo para quem ainda não se iniciou, que no ano que vem seja um pesquisador científico”, disse o professor, no encerramento do encontro. As notas dos trabalhos estarão disponíveis aos seus autores, a partir de sexta-feira, 28, na Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação da UNIGRAN. (AV-JR).

UNIGRAN - Centro Universitário da Grande Dourados
FONE: (67) 3411-4141 / Fax: (67) 3411-4167
Rua Balbina de Matos, 2121 - Jd. Universitário
CEP: 79.824-900 - Dourados/MS
Todos os Direitos Reservados

Baixe os apps Unigran