Durante a Expoagro, Simpósio da UNIGRAN enfoca a biossegurança na avicultura.

André Barros, gerente de uma grande indústria, falou sobre a importância da avicultura para o estado, na primeira palestra do Simpósio de Avicultura.
O ID_CURSO de Medicina Veterinária da UNIGRAN promoveu, na manhã desta segunda-feira, o “2º Simpósio de Avicultura”, no auditório do Parque de Exposições João Humberto Andrade de Carvalho. O evento teve como tema “A Avicultura como Fator de Desenvolvimento” e as palestras enfocaram a biossegurança na avicultura moderna e familiar. Estiveram presentes cerca de 250 pessoas, entre acadêmicos, empresários e produtores rurais, além de estudantes de Agronomia, Tecnologia em Agronomia, Tecnologia em Manejo e Nutrição Animal e de outras instituições de ensino superior. Também participaram da organização o Sindicato Rural de Dourados e a empresa Ouro Fino. Segundo o coordenador estadual da Doux Frangosul, André Luís Barros, que falou sobre o “Desafio da avicultura moderna”, o mercado externo é exigente em relação à biossegurança, na fabricação dos produtos de origem animal. “O desafio é em relação à biossegurança, pois, para a empresa se manter no mercado, ela precisa evitar doenças aviárias e oferecer um produto de qualidade ao consumidor, levando em conta a saúde do mesmo e demonstrando respeito”, afirmou. André Luís disse ainda que os profissionais da área e os acadêmicos devem saber sobre a importância da avicultura para o Estado de Mato Grosso do Sul, não só em termos de produção industrial, mas também familiar, em que o frango caipira é a opção de um grande segmento de consumidores. Sobre isso, o professor Alfredo Sampaio Carrijo, que tratou da “Criação de frango caipira na agricultura familiar”, começou dizendo que o respeito às normas de biossegurança é tão necessário quanto nas grandes granjas. Ele comentou que muitas doenças comuns às aves desaparecem ou são facilmente controladas apenas com medidas de higiene e controle da qualidade da água e das rações servidas aos bichos. Carrijo falou que, em relação ao frango de granja comum, o frango caipira pode deixar mais lucro ao pequeno produtor. “A gente quer implantar, aqui, na região, esse ID_TIPO de criação que produz um animal de melhor qualidade, mas dentro de medidas sanitárias rígidas, como é feito na Europa [e] o objetivo maior é ensinar ao pessoal que o frango caipira é mais caro para se produzir, mas o seu preço é melhor e o ganho do pequeno produtor é maior”, explicou o palestrante. O Simpósio de Avicultura foi encerrado com mesa-redonda , com a participação dos palestrantes convidados e a platéia. (BD-JR)

UNIGRAN - Centro Universitário da Grande Dourados
FONE: (67) 3411-4141 / Fax: (67) 3411-4167
Rua Balbina de Matos, 2121 - Jd. Universitário
CEP: 79.824-900 - Dourados/MS
Todos os Direitos Reservados

Baixe os apps Unigran