Tamanduá-bandeira recebe atendimento de emergência no Hospital Veterinário da UNIGRAN.

Depois de medicado, animal ferido por cachorros passou pelo Raio X, para verificação de eventual fratura óssea.
Professores e estagiários do Hospital Veterinário da UNIGRAN cuidaram de um paciente incomum, nesta terça-feira. Um tamanduá-bandeira agredido por cachorros, na Fazenda Santa Quitéria, em Caarapó, foi trazido por policiais da Polícia Militar Ambiental com ferimentos na cabeça e nas pernas. O tamanduá de 1,92 m de altura foi socorrido pelos professores Robson de Almeida e Fabiana Satake, com assistência do funcionário Daniel Escobar e da aluna Sirlei Buff, do 6º semestre de Medicina Veterinária. O animal foi encaminhado ao Hospital por precaução da Polícia Ambiental, a fim de se constatar se havia osso fraturado ou outro ferimento mais graves. Fabiana Satake fez os exames, medicou o animal e disse que ele pode ser devolvido ao seu ambiente amanhã mesmo. Neste caso, quanto maior for o tempo de internação, menor será a probabilidade de o bicho se recuperar. “É necessária a soltura rápida. Como este é um animal silvestre, ele pode morrer antes de ser solto, por não se alimentar no cativeiro”, disse a médica veterinária. Esta não é a primeira vez que o Hospital Veterinário recebe um animal silvestre como paciente. Ano passado, uma cobra sucuri e um urubu foram medicados por professores e estagiários. O Hospital fica no campus da UNIGRAN e funciona de segunda a sexta-feira, nos horários matutino, entre 7h30 e 11h30, e vespertino, das 13h às 17h. O telefone para informações é 3411-4199. (AF – JRA)

UNIGRAN - Centro Universitário da Grande Dourados
FONE: (67) 3411-4141 / Fax: (67) 3411-4167
Rua Balbina de Matos, 2121 - Jd. Universitário
CEP: 79.824-900 - Dourados/MS
Todos os Direitos Reservados

Baixe os apps Unigran