Estudantes de Enfermagem e Biomedicina atuam em campanha de prevenção ao câncer.

Acadêmicos da Instituição trabalharam com professores, médicos, enfermeiros e voluntários na campanha do Dia Mundial de Combate ao Câncer.
Trinta acadêmicos de Enfermagem e quinze do ID_CURSO de Biomedicina da UNIGRAN tomaram parte, ontem, Dia Mundial de Combate ao Câncer, da campanha organizada pela Rede Feminina de Combate ao Câncer, Hospital Evangélico e pela Secretaria Municipal de Saúde. O trabalho de alerta e orientação foi realizado na Praça Antônio João, no período da manhã, e na Reserva Indígena de Dourados. No centro da cidade, os acadêmicos distribuíram folhetos explicativos para a população, nas ruas e nas lojas, sobre os cânceres mais incidentes na região e os reID_CURSOs que existem em Dourados, para diagnóstico e tratamento. A campanha teve cunho de educação em saúde e ênfase nos cânceres de próstata, nos homens, e de mama, nas mulheres. “É um dia de conscientização, apesar de que, todos os dias, nós devemos estar preservando a nossa saúde, mas hoje é um dia especial, para alertar as pessoas a se cuidarem, para que se amem, essa é a idéia”, disse Iracema Tibúrcio, presidente da Rede Feminina de Combate ao Câncer. Ela explicou que, apesar de ser administrada por mulheres – hoje, a entidade conta com 60 voluntárias, e está capacitando outras 80, neste final de semana – a Rede Feminina de Combate ao Câncer presta assistência a todos que necessitem de auxílio, especialmente, à população carente. Segundo a responsável técnica pelo Projeto da Mulher, em Dourados, Grace Chedid, o trabalho visou orientar as mulheres sobre os diagnósticos dos cânceres de colo de útero e de mama, os mais incidentes no sexo feminino, na Grande Dourados. Em relação ao câncer de mama, ela desaconselha as mulheres a confiarem apenas no auto-exame dos seios. “Hoje em dia não se preconiza mais o auto-exame, somente esse, mas sim que a paciente procure uma unidade de saúde, porque, muitas vezes, ela não se conhece direito e não sabe diferenciar o que é normal ou é anormal e acaba não diagnosticando nada”, disse a técnica em saúde. Segundo informou o médico Cláudio Ohashi, radioterapeuta do Grupo Oncológico do Hospital Evangélico, o Estado apresenta elevada incidência de cânceres de pele – o mais comum – de cabeça e pescoço, de próstata, de colo de útero e de mama. Cerca de 1.700 novos casos é diagnosticado anualmente, em Mato Grosso do Sul, o que representa um dos maiores índices do país: algo em torno de 255 casos novos por cem mil mulheres, e 245 casos por cem mil homens. O Hospital Evangélico é um pólo de atendimento a pacientes com câncer que engloba 35 municípios, disponibilizando serviços de radioterapia, quimioterapia e de assistência psicológica aos pacientes. (entrevistas e foto: Priscilla Greff).

UNIGRAN - Centro Universitário da Grande Dourados
FONE: (67) 3411-4141 / Fax: (67) 3411-4167
Rua Balbina de Matos, 2121 - Jd. Universitário
CEP: 79.824-900 - Dourados/MS
Todos os Direitos Reservados

Baixe os apps Unigran