Em atividade de campo , acadêmicos de Veterinária aprendem sobre produção de leite.

Na propriedade de Sybele Stefanelo (ao centro), grupo de estudantes teve aulas práticas sobre a manutenção dos equipamentos de ordenha.
Um grupo de estudantes do segundo ano de Medicina Veterinária concluiu na Fazenda Flor do Campo, sexta-feira, o primeiro de vários ID_CURSOs teórico-práticos que a UNIGRAN oferece neste ano, em parceria com o Sindicato Rural de Dourados e com Serviço Nacional de Aprendizagem Rural. Centrados em temas como o adestramento de eqüinos, inseminação artificial e a aplicação de medicamentos em bovinos, a seqüência de ID_CURSOs iniciada em 2003 enfatiza a importância de o médico veterinário conhecer os detalhes de tarefas que são geralmente desempenhadas por auxiliares em uma fazenda. A ordenha mecânica é uma delas. Durante três dias da semana passada, os acadêmicos aprenderam a desmontar para limpeza e a montar uma ordenhadeira mecânica e tiveram aulas sobre conservação da qualidade do leite e transmissão de doenças a que estão sujeitas as vacas leiteiras. A mastite, infecção no úbere que pode levar o animal à morte, é uma das mais temidas nas leiterias. “Muitas vezes, acontece de a vaca ser contaminada aqui, na ordenhadeira”, afirma o agrônomo Eurípedes Alves Junior, ministrante do ID_CURSO. O educador do Senar explicou que o treinamento em “Operação e Manutenção de Ordenhadeira Mecânica”, o mesmo que já foi desenvolvido nos Estados do Paraná, São Paulo e Minas Gerais, tem por objetivo especializar profissionais e estudantes de Veterinária com conhecimentos acerca do funcionamento das ordenhadeiras mecânicas. Segundo disse, como já houve em outras regiões do país, existe em Mato Grosso do Sul carência de médicos veterinários com conhecimentos mais aprofundados acerca desses sistemas de produção, bem como sobre o gado leiteiro de modo geral. “Nos outros Estados, o Senar resolveu essa carência com ID_CURSOs como esse que ministramos agora e que eu considero muito importante para os participantes”, disse Eurípedes Alves. A proprietária da Fazenda Flor do Campo, a produtora rural Sybele Baganha Stefanelo, também reconhece o valor dessa formação. Por isso, ela não somente cedeu as instalações, cuja produção de leite pode chegar a 3.000 litros por dia, mas também explicou aos estudantes quais são os cuidados com a saúde e a nutrição de um rebanho de 270 animais e como é a organização do espaço numa propriedade de quase 200 hectares. Há mais de cinco anos investindo na produção de leite, ela orienta pessoalmente os funcionários na fabricação de rações e na ensilagem do milho cultivado na Fazenda e inspeciona a limpeza d as instalações, especialmente, as de ordenha. “As dificuldades são muitas, mas o nosso esforço é com a qualidade do produto e conseguimos isso com muito trabalho e aprendizado”, falou Sybele Stefanelo, que se disse valorizada pela escolha de sua propriedade para o ID_CURSO. Para a turma , a aula de campo, na Fazenda, e os dois dias de aulas teóricas, no Sindicato Rural, deviam se repetir sempre. “Pelo menos uma vez por semana, eu acho”, disse estudante Alceu. A coordenadora do ID_CURSO de Medicina Veterinária, professora Fabiana Satake, informou que já tem programado outros quatro ID_CURSOs de formação complementar, três dos quais já estão agendados: “Manejo Racional de Bovinos para Abate” e “Controle de Formigas Cortadeiras”, nos dias 9 e 10 de março, e de “Implantação e Manejo Básico de Piscicultura”, também para o mês que vem, nos dias 9, 10 a 11. A data de realização do outro ID_CURSO, o para “Formação de Agente em Saúde animal”, ainda está para ser definida.

UNIGRAN - Centro Universitário da Grande Dourados
FONE: (67) 3411-4141 / Fax: (67) 3411-4167
Rua Balbina de Matos, 2121 - Jd. Universitário
CEP: 79.824-900 - Dourados/MS
Todos os Direitos Reservados

Baixe os apps Unigran