Pedagogia
Habilitação LICENCIATURA
Reconhecimento Curso Nota 4
Investimento R$ 446.00
Duração e Periodo NOTURNO
8 semestres

* Valor da mensalidade com desconto de pontualidade, válido somente para pagamento até o dia 10 de cada mês.
VESTIBULAR INSCRIÇÕES ABERTAS INSCREVA-SE
O objetivo da UNIGRAN é colocar no mercado pedagogos capazes de exercer o trabalho com competência em todas as múltiplas vertentes desta profissão. Para tanto, durante os oito semestres, o curso conta com uma estrutura curricular que alia teoria e prática de forma coordenada, possibilitando, desta maneira, a formação deste profissional com conhecimento abrangente e com plenas condições de se aprofundar e especializar em quaisquer das linhas de atuação.

Sendo a educação infantil um dos principais campos da pedagogia, a Instituição conta com uma ampla brinquedoteca, com mais de 80m², uma infraestrutura ímpar no estado. Neste ambiente os acadêmicos compreendem a relevância do ‘brincar’ no desenvolvimento humano e aprendem a fomentar e desenvolver atividades lúdicas que maximizam a capacidade cognitiva da criança. Além disso, na biblioteca os alunos terão acesso a uma vasta gama de títulos, clássicos e contemporâneos, que juntamente com a capacidade do corpo docente, garantem o teor generalista dos futuros pedagogos.
A disciplina Filosofia da educação proporciona elementos para a análise dos modelos da prática educativa partindo de uma abordagem das teorias educacionais e a valorização dos novos paradigmas da Educação, salientando a leitura de educadores contemporâneos, adeptos da tendência filosófica que percebem a educação, enquanto instrumento de transformação da sociedade.
A educação como prática social. Pedagogia como ciência e sua relação com as demais ciências da educação. História do curso de pedagogia. A identidade profissional do pedagogo e seu papel diante das realidades contemporâneas. Tendências pedagógicas da prática escolar.
Linguagem verbal e não verbal como representação da realidade. O processo de comunicação. Leitura, interpretação e produção de textos orais e escritos, com ênfase em seus aspectos estruturais, semânticos, sintáticos, pragmáticos e discursivos. Gêneros textuais. Análise linguística dos textos produzidos pelos acadêmicos.
Literatura infantil e o significado social para a infância: do imaginário ao real. Relação entre a literatura e o conhecimento de mundo. Relação da criança com o universo da leitura no espaço escolar. Docente como mediador da leitura e do prazer de ler. Literatura infantil e contação de história. Autores e obras representativos da literatura infantil. Literatura Vs avaliação.
O papel da ciência. Tipos de conhecimentos. Conceito e classificação das pesquisas. Pesquisas em educação. Projetos de pesquisas. A coleta de dados em pesquisa de campo na área educacional. Pesquisas teóricas. O significado da pesquisa no cotidiano do profissional de educação. Normas da ABNT.
A disciplina Filosofia da educação proporciona elementos para a análise dos modelos da prática educativa partindo de uma abordagem das teorias educacionais e a valorização dos novos paradigmas da Educação, salientando a leitura de educadores contemporâneos, adeptos da tendência filosófica que percebem a educação, enquanto instrumento de transformação da sociedade.
Estudo da História da Educação através dos tempos, dos povos primitivos aos dias atuais, na perspectiva sócio-histórico-cultural. Processo Educacional dos povos ágrafos. Processo Educacional dos povos clássicos (Greco-romana). Processo Educacional medieval. Processo Educacional do homem moderno. Educação nos séculos: XVIII, XIX e XX. Tendências da educação contemporânea.
Comunicação e linguagem. Língua, linguagem e fala. Modalidades oral e escrita. Variação linguística. Leitura, texto e textualidade. Características macro e micro estruturais do texto. Mecanismos de construção textual. Correção gramatical. Leitura, interpretação e produção de textos. Texto: a coerência e a coesão.
A ciência do Desenvolvimento. Teorias Psicológicas do Desenvolvimento. Pesquisa sobre Desenvolvimento. Fases do desenvolvimento: vida pré-natal e infância.
Estudar as transformações educacionais e verificar as perspectivas sociológicas, antropológicas e culturais que influenciaram a formação social moderna: a escola europeia, as principais organizações e ideias manifestas em tendências e pensamentos pedagógicos, do século XV ao século XXI. Educação de massas. Estudos das influências dos Ideais iluministas, liberais e positivistas sobre o pensamento educacional. Relações entre sociedade, trabalho e educação; determinantes histórico-estruturais que produziram a situação brasileira: modelo agro-exportador ao modelo urbano-industrial dependente.
Pedagogia para a transformação: a relação entre educação e sociedade. A prática pedagógica: organização, execução e avaliação do processo ensino-aprendizagem. Os saberes docentes.
Concepções de infâncias e crianças na cultura contemporânea e a trajetória histórica e as políticas da Educação Infantil no Brasil. Políticas públicas para a Educação Infantil: União, Estados e Municípios, bem como, discutir a identidade e formação do professor de educação Infantil. Compreender o processo de construção da história do atendimento à criança analisando aspectos como: origens, objetivos, funções, concepções e práticas pedagógicas envolvendo as políticas de educação e de assistência.
Oficina linguístico-pedagógica. O lugar do texto metalinguístico em aulas de língua materna. Fundamentos teóricos e termos básicos em linguística textual. Contribuições da linguística para a alfabetização. Conhecimento de mundo e conhecimento linguístico. Linguística Aplicada e pedagogia linguística.
Conceito Teórico de Alfabetização e Letramento. Fundamentos teóricos da alfabetização na escola fundamental de 09 anos. Os métodos tradicionais e as novas concepções da alfabetização. Concepções atuais sobre o processo de alfabetização e letramento. Práticas Escolares de Alfabetização e Letramento Planejamento e Avaliação em alfabetização.
Brasil – Educação; Educação Jesuítica e as Reformas Pombalinas; Educação no Período Imperial; Influências da “Escola Nova” e o Manifesto dos Pioneiros; Pensadores educacionais mais influentes de meados do séc.XX; Tendências Pedagógicas; Educação hoje no Brasil.
Fundamentos teóricos, conceitos, precursores e cronologia da ludicidade na educação. O papel do brincar no desenvolvimento da criança: dimensões cognitivas, culturais, psicomotoras, éticas e socioafetivas. Brinquedoteca: espaço para brincar e aprender. A organização e o funcionamento de brinquedotecas. A brincadeira e o jogo na prática educativa escolar e não escolar. A formação lúdica do educador.
Estudo das características e determinantes do desenvolvimento durante adolescência, fase adulta, terceira idade e morte, segundo as principais teorias psicológicas. Dimensões cognitivas, afetivas, emocionais, sociais, físicas.
Estudo do conceito e dos elementos do folclore; a cultura e suas expressões. Linguagem oral, escrita, gestual e gíria. Literatura folclórica Danças e musicas folclóricas, folguedos populares. Teatro. Arte e artesanato. As Características do Fato Folclórico, sua dinâmica, estruturação e campo de ação. Estudo da formação do professor em uma perspectiva intercultural, das culturas que contribuíram para a formação do folclore brasileiro: o Negro o Branco e o Índio. Cultura Popular de Mato Grosso do Sul.
A ação docente e a prática pedagógica. Orientações didáticas e o planejamento educacional. O projeto político-pedagógico.
Transformações sociais e modelos subjacentes de currículo. Teorias do currículo: tradicional, Teoria crítica e Pós critica. O campo do currículo no Brasil. Conceito e elementos estruturantes do currículo. A construção e a implementação dos currículos: instâncias de participação. A formulação do currículo no âmbito da federação: contribuição dos estados, municípios e dos parâmetros curriculares nacionais.
Desenvolvimento do bebê de 0 a 3 anos. Estimulação precoce. Teoria do Apego. Desenvolvimento do Vínculo Afetivo. Afetividade. Afetividade e Aprendizagem. Enfoques da estimulação.
Características da criança de zero a cinco anos. Abordagens construtivista e sociointeracionista na educação infantil. O Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil. Análise das relações entre pressupostos teóricos e ações pedagógicas para a aprendizagem: organização curricular, projeto pedagógico, planejamento docente, metodologias de trabalho, organização do espaço e tempo. Formação e atuação docente. Família e instituição.
Conceito de cuidar e educar crianças pequenas. Compreensão a análise-crítica das políticas educacionais para a criança entre zero a três anos. Organização da Educação Básica como elementos de reflexão e investigação da realidade educacional brasileira.
Aspectos históricos da Psicologia da Educação. A relação entre sociedade, sistema de ensino e educação. A construção de homem, de conhecimento e de relações sociais a partir dos aportes das abordagens da psicologia da educação.Estudo dos principais sistemas psicológicos e das suas contribuições para a Psicologia da Educação. A Epistemologia Genética e a concepção sócio-histórica.
Tecnologia Educacional: Pressupostos conceituais e filosóficos; Relação: aprendizagem, Tecnologia e educação a distância; Recursos de ensino (audiovisuais); Novas tecnologias educacionais: informática, Softwares, Internet, outros.; Dinamização da aprendizagem: educação presencial, Educação a distância e de novas tendências no uso do computador; Técnicas de utilização das diversas tecnologias da educação.
Ciência e método científico. Conhecimento científico e senso comum. O ensino e a aprendizagem de Ciências. O livro didático de Ciências. As atividades no ensino de Ciências.
O ensino de Matemática nos anos iniciais do ensino fundamental. Sistema de numeração. Recurso à resolução de problemas. Recurso à História da Matemática. Estudo das operações básicas nos anos iniciais do ensino fundamental. O ensino de números decimais e frações. O ensino de Geometria nos anos iniciais do ensino fundamental. O uso de recursos didáticos no ensino de Matemática.
Noções do desenvolvimento da história e da geografia. O meio ambiente e a ação do homem. A criança e o espaço de convívio social. Caracterização da história e da geografia do município. Caracterização da história e da geografia do estado.
Estudo teórico – prático da realidade da escola e da sala de aula, com foco em atividades das condições de ensino e aprendizagem da língua materna. Identificação de objetivos, questões e problemas no ensino da Língua Portuguesa. Relação entre os fatores de textualidade (coerência, coesão, intencionalidade, aceitabilidade, situacionalidade, informatividade e intertextualidade) e a produção de textos. Relação entre o conteúdo e os modos de leituras.
O percurso histórico da deficiência na humanidade. Conceitos de deficiência. Política de inclusão: implicações e contradições. Princípios e fundamentos para construção de uma escola inclusiva. Direitos Humanos. Educação Qilombola.
Funções da educação infantil para crianças de zero a três anos de idade (creche). Organização de currículo numa perspectiva inovadora e reflexiva. Levantamento da realidade observada nas instituições de estágio e análise do seu “fazer pedagógico” e do exercício da função de cuidar e educar a criança. Elaboração de plano de trabalho (atividades) cuidar, educar e desenvolver a criança. Avaliação e elaboração do relatório final de estágio.
A função da arte para o indivíduo e a sociedade. A importância da arte na educação. A história educativa em arte. Tendências pedagógicas no ensino da arte no Brasil. A contextualização histórica, a leitura e apreciação da imagem e a produção. Aspecto lúdico da cultura folclórica e dos jogos tradicionais. Socialização por meio do jogo e atividades rítmicas. Corpo na ação interdisciplinar. Diferentes linguagens corporais e ou artísticas em suas relações com o processo educacional. Desenvolvimento de projeto envolvendo arte e movimento corporal nos anos iniciais do ensino fundamental.
Educação e trabalho. Mudanças no mundo trabalho e a educação profissional. Educação profissional no Brasil: história, legislação e programas. O papel do pedagogo na educação profissional. Fundamentos didático-pedagógicos e éticos para o docente da educação profissional.
Interações, práticas e concepções pedagógicas para a pré-escola. Proposta pedagógica. Elaboração de projeto e plano de trabalho para crianças de quatro e cinco anos. Registro e análise das experiências vivenciadas e elaboração do relatório final de estágio.
O significado e a importância da LIBRAS, Código de ética do intérprete. O papel do intérprete e do professor regente. A LIBRAS e seus parâmetros. Caracterização da surdez: tipos e graus de perda auditiva. Diagnóstico precoce. O surdo e sua cultura. Datilologia; Legislação específica de LIBRAS. Abordagens educacionais. Principais estudiosos da área. Um olhar sobre a surdez, texto de Carlos Sckliar.
Pesquisa em Educação, processo de construção do conhecimento em educação. Atividades teórico-práticas de formação do professor pesquisador: formulação e desenvolvimento de projetos de iniciação científica; construção de relatório de pesquisa, apresentação de resultados.
Racismo, Pluralidade Cultural, Lei 10639/2003 e Lei 11645/2008. O professor e a diversidade cultural e racial, Procedência do Racismo, Os parâmetros curriculares, Políticas afirmativas, a representação do índio e do negro nos livros didáticos, Historia da África e historia dos povos indígenas, sugestões de atividades para trabalhar a diversidade.
A excepcionalidade no seu contexto sócio-histórico. Principais posições teóricas e posicionamento frente ao lugar do indivíduo com necessidades educativas especiais na comunidade. Os vários tipos da excepcionalidade. O processo de avaliação e diagnóstico do excepcional. Processo de orientação familiar no atendimento ao excepcional.
Abordagens na EJA, histórico no Brasil, no MS – Dourados. Teoria sobre formação de professores. Organização didática pedagógica da sala de aula. Avaliação da aprendizagem. Planejamento do professor e da escola. Alfabetização e letramento de Jovens e Adultos. Principais teóricos da alfabetização de Jovens e Adultos. Programas em EJA e construção de proposta pedagógica específica para EJA.
Dinâmica da sala de aula dos anos iniciais do ensino fundamental. Observação, participação e planejamento, execução e avaliação do processo ensino-aprendizagem nos anos iniciais do ensino fundamental. Atividades práticas em docência nos anos iniciais do Ensino Fundamental. Avaliação das práticas realizadas e elaboração de relatório.
A língua de sinais; O surdo; A surdez; Um olhar sobre o nosso olhar acerca da surdez e as diferenças; Identidades Surdas. O surdo tem, de fato, dificuldade de abstração? Decretos e Legislação. Sinais.
Relações entre Estado, Educação e Políticas Públicas. Estudo do sistema educacional brasileiro: aspectos políticos, legais, organizacionais e pedagógicos da Educação Básica e do Ensino Superior. Organização dos sistemas de ensino considerando as peculiaridades nacionais e os contextos internacionais. Programas e ações governamentais.
As diferentes concepções de avaliação e suas manifestações na prática pedagógica. Avaliação da aprendizagem: natureza, concepções, procedimentos e instrumentos técnico-metodológicos. Avaliação interna mediada pelo projeto político-pedagógico. Avaliação institucional da educação básica e do ensino superior: políticas, concepções e práticas.
Gestão de educação: concepções, bases teórica, política e ideológica. Unidades educacionais: identidade, cultura e autonomia. Gestão democrática. A dimensão política-pedagógica da gestão escolar. Projeto Pedagógico: elaboração, aplicação e avaliação.
Planejamento e estruturação do Trabalho de Conclusão de Curso, tendo como elementos constituintes desta construção o projeto de pesquisa e o enquadramento teórico pertinente à cada área temática escolhida. A delimitação do estudo deve ser necessariamente vinculada às linhas de pesquisa e/ou temáticas do Curso. Regimento do TCC. Ética de pesquisa. Linhas de pesquisa de Pedagogia. Etapas da pesquisa científica: métodos e técnicas. Definição da estrutura da artigo. Organização e Normas de apresentação dos resultados da pesquisa.
Questões Ambientais: conceitos, história, problemas e alternativas. História e Legislação da Educação Ambiental. Estratégias de Educação Ambiental. Projetos em Educação Ambiental.
Dinâmica da sala de aula dos anos iniciais do ensino fundamental. Observação, participação e planejamento, execução e avaliação do processo ensino-aprendizagem nos anos iniciais do ensino fundamental. Atividades práticas em docência nos anos iniciais do Ensino Fundamental. Avaliação das práticas realizadas e elaboração de relatório.
Educação Escolar Indígena no Brasil: histórico e legislação. Fundamentos da Educação Escolar Indígena. O índio e o conhecimento: tradicional e escolar. O ensino diferenciado. A realidade da educação escolar indígena no contexto regional e local.
Instituições não escolares e educação não formal: conceituação. Instituições não escolares: setor produtivo, movimentos sociais, organizações não governamentais, cidade educadora. O papel do pedagogo na articulação do conhecimento nas instituições não escolares. A práxis pedagógica como princípio educativo da educação não formal. Investigação e reflexão acerca das atividades educativas em instituições não escolares. Proposição de projetos educativos para espaços não escolares.
Musicialização. Prática docente e profissional do pedagogo. Fontes e pesquisas históricas. Primeiros Socorros. Gênero e Sexualidade. Violência escolar.
Regulamento do TCC da pedagogia. Pesquisa em educação; Tipos de pesquisa; O processo de orientação da pesquis. Artigo Científico. Estrutura e formatação do Artigo Científico. A construção da introdução. Desenvolvimento. Considerações Finais. Apresentação e análise dos resultados. Normas de avaliação. Comunicação científica perante o examinador(a). Apresentação do Artigo Científico. Formatação da versão final.

NOTA DO ENEM

Você pode utilizar o seu desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio – ENEM – dos últimos 05 anos para fazer um curso superior na UNIGRAN.

PORTADOR DE DIPLOMA

Quem já possui curso superior não precisa participar da prova do Processo Seletivo. É preciso se inscrever pelo site www.vestibularunigran.com.br e comparecer no Núcleo de Apoio Acadêmico com os seguintes acadêmicos: RG, CPF, certidão de nascimento ou casamento, título de eleitor, reservista (sexo masculino), foto 3X4, documento que comprove a conclusão do ensino médio, diploma da Graduação.

PROVA AGENDADA

Vagas remanescentes (aquelas que ainda não foram preenchidas na prova tradicional de Vestibular) acontecem com agendamento prévio.

PROVA DE VESTIBULAR

Há provas tradicionais, marcadas pela UNIGRAN.

TRANSFERÊNCIA

Em desenvolvimento

PERFIL PROFISSIONAL

As necessidades atuais pedem que o pedagogo tenha plena consciência da realidade social e econômica do público com o qual esteja trabalhando, de modo que possa mensurar com maior precisão todas as metodologias a serem aplicadas. A eficácia no ensino infantil é fator determinante no futuro de qualquer indivíduo, de forma que este profissional possui um papel social de extrema relevância.

Além das funções relacionadas diretamente à sala de aula, o pedagogo precisa ser capaz de assumir responsabilidade no âmbito da gestão. Também é necessário que esteja atento as determinações legais que regulam a educação no país, como também compreenda a importância da inclusão social e tenha a habilidade necessária para usar os mecanismos corretos para que isto se torne realidade.

O QUE VOCÊ PODE FAZER

Tipicamente conhecidos com os professores responsáveis pelo ensino infantil, os pedagogos também podem executar funções de gestão em instituições de ensino e órgãos públicos relacionados à educação. Sendo este um profissional com amplo conhecimento sobre as mais diversas metodologias de ensino, também pode contribuir de maneira efetiva com outros níveis escolares, além do infantil, ao ser capaz de detectar deficiências no ensino e assim propor novas estratégias metodologias para aprimorar a aprendizagem.

No universo corporativo há um enorme campo ainda em plena expansão, no qual trabalha na área de gestão de pessoas e é responsável por treinar e desenvolver os funcionários de acordo com as necessidades do empregador, porém, levando em consideração o bem estar do empregado. Há ainda outros ramos mais específicos, como a pedagogia hospitalar, onde lida com crianças que devido a enfermidades, estão impedidas de irem à escola.

Programa Institucional

O estudante tem desconto nas mensalidades e, de acordo com a lei, faz até 30 horas de estágio semanal, nos diversos setores da UNIGRAN. Para se inscrever, o aluno procura o Núcleo de Apoio Acadêmico, após matriculado, e preenche ficha própria. De acordo com a disponibilidade de vagas.

Programa Institucional

O estudante que comprovar-se indígena tem 50% de desconto nas mensalidades, concedido pela UNIGRAN. O acadêmico deve participar dos programas de extensão voltados para sua comunidade indígena, em contrapartida

Programa Institucional

Funcionários de organizações cadastradas têm desconto nas mensalidades. Consulte no RH da sua empresa a disponibilidade ou na Tesouraria da Instituição

Programa Institucional

Para os alunos que pagam em dia suas mensalidades, possuem vantagens na UNIGRAN. Informações na Tesouraria

Programa Institucional

Formados pela UNIGRAN possuem desconto de até 50% nas mensalidades para fazer outra graduação na Instituição. Consulte condições na Tesouraria.

Programa Institucional

Familiar de primeiro grau de quem já estuda na UNIGRAN possui desconto nas mensalidades. Para saber mais procure a Tesouraria e saiba como participar.

Programa do Governo Federal

O Fundo de Financiamento Estudantil - FIES - é um programa do Ministério da Educação destinado à concessão de financiamento a estudantes regularmente matriculados em cursos superiores de Instituições de Ensino Superior particulares. O processo seletivo é feito pelo site do programa

Documentação necessária Download

Programa Institucional

Acadêmicos da UNIGRAN que utilizam transporte diário para se deslocar entre as cidades da região para Dourados ou para Campo Grande possuem desconto na mensalidade. Informações na Tesouraria.

Programa do Governo Federal

É um Programa do Governo Federal, que concede bolsas de 50 e 100% de desconto. O processo seletivo é todo feito pelo Governo. Para participar, o interessado deve ter feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) do último ano. O Prouni exige que os estudantes contemplados tenham 75% de aproveitamento em cada semestre.

Documentação necessária Download

Programa do Governo Estadual (MS)

Programa em que o estudante cumpre 20 horas semanais de estágio em instituições conveniadas. O processo de seleção é feito pelo site da Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social de Mato Grosso do Sul (http://www.sedhast.ms.gov.br) sempre no início do ano. O participante é contemplado com 90% de desconto na mensalidade do curso superior, sendo 70% concedido pelo Governo e 20% pela UNIGRAN

Fale com a coordenação

Coordenador(a)

Elizabete Velter Borges

(67) 3411-4117

pedagogia@unigran.br

Horário de atendimento

VESPERTINO

Terça-feira 13:00 às 17:00

Quinta-feira 13:00 às 17:00

NOTURNO

Segunda-feira 19:10 às 22:40

Terça-feira 19:10 às 22:40

Quarta-feira 21:00 às 22:40

Quinta-feira 19:10 às 21:00

Sexta-feira 19:10 às 22:40

UNIGRAN - Centro Universitário da Grande Dourados
FONE: (67) 3411-4141 / Fax: (67) 3411-4167
Rua Balbina de Matos, 2121 - Jd. Universitário
CEP: 79.824-900 - Dourados/MS
Todos os Direitos Reservados

Baixe os apps Unigran