Farmácia
Habilitação BACHAREL
Reconhecimento Curso Nota 4
Investimento R$ 923.00
Duração e Periodo NOTURNO
10 semestres

* Valor da mensalidade com desconto de pontualidade, válido somente para pagamento até o dia 10 de cada mês.
VESTIBULAR INSCRIÇÕES ABERTAS INSCREVA-SE
O curso de Farmácia da UNIGRAN conta com ampla infraestrutura de laboratórios, assim como coloca à disposição dos acadêmicos centenas de obras clássicas e contemporâneas na biblioteca. Estes fatores, somados a qualidade do corpo docente, formado por vários especialistas, mestres e doutores, contribuem para a formação de um profissional apto a atuar nos diversos segmentos da profissão.

Além do aprofundamento teórico, os alunos passam por todos os processos práticos da profissão, como a produção de medicamentos e cosméticos manipulados e conhecimentos na área de gestão farmacêutica. Tudo para formar profissionais com atitudes, comportamentos e habilidades, que juntas buscam um único objetivo: a saúde do paciente.

A UNIGRAN oferece uma infra estrutura de excelência, como:
Farmácia Escola, composta por área de produção de medicamentos manipulados, fitoterápicos e homeopáticos;
Drogaria, para a dispensação e orientação farmacêutica;
Mini-indústria, para contato com a atividade do farmacêutico na indústria de medicamentos.
Introdução à Anatomia. Sistema Esquelético. Sistema Articular. Sistema Muscular. Sistema Nervoso e Nervoso Autônomo. Sistema Circulatório. Sistema Digestório. Sistema Respiratório. Sistema Urinário. Sistema Genital Masculino e Feminino. Sistema Endócrino. Sistema Sensorial. Sistema Tegumentar.
Diferenciação celular. Estrutura, constituição e fisiologia dos componentes celulares e organelas citoplasmáticas. Biomembranas, Divisão celular: mitose e meiose. Transmissão e manifestação genética. Genética e câncer; Expressão e alterações relacionadas às patologias humanas herdadas. Clonagem, transgenia e células tronco. Gametogênese. Desenvolvimento da vida embrionária. Anexos embrionários. Teratologia.
Histórico e origem da profissão farmacêutica. Código de ética. Farmácia: tipos, características e diferenças. Indústrias de alimento, medicamentos, correlatos e de cosméticos. Laboratório de análises clínicas e toxicológicas. Farmácia clínica e hospitalar. Introdução ao estudo dos aspectos de desenvolvimento, pesquisa e fabricação do medicamento. Relação prática farmacêutica/sociedade.
Linguagem verbal e não verbal como representação da realidade. O processo de comunicação. Leitura, interpretação e produção de textos orais e escritos, com ênfase em seus aspectos estruturais, semânticos, sintáticos, pragmáticos e discursivos. Gêneros textuais. Análise linguística dos textos produzidos pelos acadêmicos.
Noções preliminares. Teoria atômica e estrutura. Classificação e propriedades periódicas. Ligações Químicas. Interações intermoleculares. Cálculos estequiométricos. Reações químicas. Soluções. Processos de separação e purificação.
Sistemas terapêuticos (homeopatia e alopatia). Princípios e fundamentos homeopáticos. Farmacopéias. Matéria-prima. Formas farmacêuticas básicas, derivadas e de uso Externo. Dinamizações. Bioterápicos. Veículos. Farmacotécnica das formas farmacêuticas homeopáticas. Receituário homeopático e legislação aplicável à homeopatia.
Conhecimentos histológicos fundamentais teórico e práticos sobre os tecidos: epitelial, conjuntivo, cartilaginoso, ósseo, muscular, nervoso e órgãos dos sistemas circulatório do corpo humano.
Leitura, interpretação e produção de textos multimodais, com ênfase em seus aspectos estruturais, semânticos, sintáticos, pragmáticos e discursivos. Gêneros textuais.
Conhecimento das atividades da prática farmacêutica de acordo com legislação vigente. Planejamento e conhecimento da estrutura organizacional fornecendo subsídios técnicos para as atividades cotidianas do profissional farmacêutico. Etnofarmacologia. A farmácia comunitária no Brasil. Introdução à dispensação de medicamentos na farmácia comunitária. Aspectos legais sobre a dispensação de medicamentos. Introdução a RDC44/2009. Introdução a dispensação de medicamentos.
Propriedades dos elementos químicos. Ligações químicas. Teoria da ligação de valência. Forças e propriedades intermoleculares. Nomenclatura da sistemática inorgânica. Reações químicas inorgânicas. Complexos.
Conceitos de saúde e doença. Processo saúde-doença. Causalidade das doenças. Conceitos de Epidemiologia. Indicadores de Saúde. Distribuição das doenças no tempo e no espaço. História das políticas públicas de saúde. Sistema Único de Saúde. Ministério da Saúde. Vigilância da Saúde. Vigilância Sanitária e Epidemiológica. Educação em saúde. Programas de saúde pública.
Conceitos básicos de assistência farmacêutica. Ciclo da assistência farmacêutica. Atenção Farmacêutica e Farmácia clínica. Uso racional de medicamentos. Farmacovigilância. Farmacoeconomia. Farmacoepidemiologia.
Aminoácidos e proteínas. Enzimas. Carboidratos. Lipídeos. Hormônios. Vitaminas. Metabolismos.
Estabelecer conhecimentos indispensáveis à compreensão da realidade social, inserindo o acadêmico de farmácia à compreensão destes conhecimentos, procurando despertar o interesse e a curiosidade pela análise objetiva da realidade que o cerca.
Estudo da unidade fundamental. Funcionamento dos organismos seus sistemas e suas inter-relações. Manutenção da homeostase do meio interno. Bases fisiológicas e de biofísica aplicadas à prática laboratorial. Fisiologia Integrada e Comunicação Celular; Fisiologia da Transmissão Neuromuscular; Fisiologia e Biofísica dos Sistemas: Nervoso Central e Autônomo; Circulatório; Renal, Respiratório, Digestório, Regulação do Metabolismo e Sistema Endócrino.
Morfologia. Fisiologia e genética bacteriana. Patogenia de infecções por micro-organismos. Isolamento, identificação e importância das bactérias, vírus e fungos patogênicos ao homem. Métodos físicos e químicos de esterilização. Análise microbiológica da água. Mecanismo de ação dos antimicrobianos em geral. Métodos de isolamento e identificação bacteriana.
Princípios da dispensação; Interpretação e avaliação de prescrição medicamentosa- aspectos legais; Dispensação de medicamentos isentos de prescrição; Dispensação de fitoterápicos e plantas medicinais; Administração de medicamentos; Atenção farmacêutica e a prestação de serviços farmacêuticos clínicos; Método clínico do cuidado farmacêutico; Coleta e organização de dados do paciente; Os processos da farmacoterapia; Avaliação da farmacoterapia; Cuidado e segmento individual do paciente.
Introdução à química orgânica. Funções orgânicas (nomenclatura, propriedades físicas e forças intermoleculares). Estrutura e reatividade, efeitos da estrutura sobre a acidez e basicidade, efeito indutivo, grupos aceptores de elétrons, grupos doadores de elétrons. Estereoquímica (fundamentos, moléculas quirais, isomeria óptica, enantiômeros). Reações de substituição e eliminação nucleofílica.
Aparelhagem de laboratórios e fundamentos. Computadores no laboratório e gerenciamento de qualidade. Determinação qualitativa e quantitativa dos componentes bioquímicos e químicos dos fluidos biológicos tais como sangue, urina e outros. Interpretação de resultados laboratoriais. Enzimologia clínica. Marcadores tumorais e dosagens hormonais.
Introdução ao estudo da Imunologia; Antígenos; Anticorpos; Tecidos e Órgãos Linfóides; Atividade imunológica dos Linfócitos; Interações celulares na resposta imune; Função Biológica do complexo de histocompatibilidade principal; Sistema complemento; Interação Antígeno- Anticorpo; Hipersensibilidade mediada por anticorpos; Imunidade celular; Imunidade às infecções; Imunologia dos transplantes; Imunologia dos tumores; Doenças Auto-Imunes.
Método e conhecimento. Normas para Trabalhos Acadêmicos. Elaboração de relatórios. Normas da ABNT. Citações. Instrumentos de coleta de dados. Projeto de pesquisa. Artigo Científico. Resumo e resenha.
Estudo bacteriológico dos principais agentes de infecções humanas: morfologia, citologia, fisiologia, mecanismos de patogenicidade, tratamento e medidas de controle das doenças relacionadas. Estudo dos métodos de diagnósticos de doenças de origem bacteriana baseados no isolamento e identificação microbiana.
Introdução e conceitos gerais. Lesão e adaptação celular. Morte celular, necroses celular e tissular, apoptose. Inflamação aguda e crônica. Reparação tissular. Transtornos do crescimento e diferenciação celular. Perturbações hídricas e hemodinâmicas. Neoplasias. Introdução a Citologia oncótica, Morfologia Celular, Alterações celulares benignas e Neoplasias do Colo Uterino.
Introdução à análise química qualitativa. Soluções aquosas de soluções orgânicas. Teoria clássica das reações ácido-base. Equilíbrio ácido-base em soluções aquosas. Soluções tampões. Hidrólise salina. Produto de solubilidade. Óxido-redução. Técnicas experimentais da análise qualitativa inorgânica. Reações dos cátions e reações dos ânions. Reações de precipitação e complexação. Extração por solvente. Pesquisa de ânions.
Elaboração de um Projeto Integrador. Estudos das etapas que compõem um projeto. Desenvolvimento Projeto Integrador. Resolução sobre Vacinas (RDC 197). Conceitos e Orientações sobre Febre Amarela. Resolução da Organização Mundial de Saúde sobre a Febre Amarela. Protocolo de Atenção Farmacêutica em Febre Amarela.
Introdução à biossegurança; EPIs e EPCs; Cabines de segurança biológica; Níveis de contenção física e classificação dos microrganismos por classes de risco; Estrutura e organização das instalações; Mapa de risco; Gerenciamento de resíduos biológicos; Métodos de desinfecção e esterilização; Gerenciamento de resíduos químicos; riscos físicos; riscos ergonômicos; Boas práticas em serviços de saúde; Manuseio de perfuro cortantes; Roteiro de inspeção de segurança; Ética, manipulação e dispensação de medicamentos; Alimentos geneticamente modificados; Noções de primeiros socorros; Prevenção e combate a princípios de incêndio; Bioética e conduta ética em pesquisa. Educação ambiental.
Organização morfológica e anatômica dos diferentes grupos vegetais de interesse farmacológico. Noções de sistemática vegetal. Identificação taxonômica de espécies de uso farmacêutico. Introdução a etnobotânica. Técnicas de coleta e herborização, preparação de exsicatas e identificação botânica de drogas de interesse farmacêutico. Educação Ambiental.
Noções básicas de farmacologia. Vias de administração de medicamentos. Farmacocinética. Bioequivalência e biodisponibilidade. Mecanismos gerais de ação de fármacos. Desenvolvimento de fármacos.
Propriedades coligativas. Fenômenos de superfície. Termoquímica. Termodinâmica. Hidrostática. Cinética química. Eletroquímica. Interações físico-químicas entre substâncias químicas e incompatibilidades. Polímeros. Gases. Química nuclear.
Organização, funcionamento e modelos de gestão do Sistema Único de Saúde, analisando criticamente a relação entre os modelos de atenção à saúde predominantes com a evolução das políticas de saúde no Brasil. Conceitos e instrumentos do planejamento e programação em saúde na perspectiva de sua aplicação para o equacionamento e a resolução do conjunto de problemas relativos ao arranjo das práticas de cuidado da saúde e aos modelos assistenciais. Conceitos de saúde, processo saúde-doença e os modelos de atenção à saúde no contexto nacional e internacional; a evolução das políticas públicas de saúde no Brasil até a implementação do Sistema Único de Saúde; os princípios organizativos e doutrinários do SUS, as leis que regem a sua organização e financiamento; os níveis de atenção em saúde, a importância da Atenção Primária (Unidades Básicas de Saúde - UBS e Estratégia de Saúde da Família - ESF); as políticas de saúde para alguns grupos específicos (saúde da mulher e do homem, recém-nascido, criança, adolescente, adulto, idoso, vigilância em saúde, saúde mental).
Fundamentos da amostragem. Aparelhos, operações e reagentes comuns. Sistemas de medidas e unidades de concentração. Métodos da química quantitativa. Substâncias padrão. Gravimetria. Volumetria de neutralização. Volumetria de complexação. Volumetria de oxi-redução. Volumetria de precipitação.
A Química Farmacêutica envolve a relação do efeito farmacológico de substâncias bioativas assim como a influência das alterações moleculares nos efeitos biológicos dos fármacos. A disciplina apresenta também acadêmico uma visão ainda mais aprofundada do campo da farmacologia, possibilitando a interpretação ou sugerindo possíveis mecanismos de ação das moléculas sintéticas ou naturais. O conteúdo a ser abordado na disciplina trata especialmente da Relação Estrutura Atividade (REA) dos medicamentos e seu modo de ação: Relação entre Estrutura Química e Atividade (REA) dos anti-inflamatórios não-esteroides e glicocorticoides. REA dos diuréticos e anti-hipertensivos (bloqueadores adrenérgicos, Inibidores da ECA). REA dos fármacos que atuam no Sistema Nervoso Central (hipnóticos, sedativos, ansiolíticos e antidepressivos). REA dos fármacos colinesterásicos, anticolinesterásicos, adrenérgicos e antiadrenérgicos). REA dos Anti-histamínicos. REA dos inibidores da bomba. REA dos quimioterápicos.
Elaboração de um Projeto Integrador baseado em tema atual e de relevância para saúde pública proposto pelo professor. Estudos das etapas que compõem um projeto. Desenvolvimento Projeto Integrador. Apresentação dos resultados.
Introdução a bioestatística. Conceitos básicos. População e amostra. Séries estatísticas. Gráficos estatísticos. Distribuição de freqüência. Medidas de posição. Medidas de tendência central. Medidas de dispersão. Regressão e correlação. Testes estatísticos.
Introdução a Farmacognosia. Introdução a Fitoquímica. Biossíntese dos metabólitos secundários. Óleos essenciais. Heterosídeos. Cumarinas. Taninos. Alcalóides. Flavonóides. Polissacarídeos.. Antraquinonas. Saponinas. Metilxantinas.
Estudo da fisiopatologia e tratamento das principais doenças infecto-contagiosas de maior importância para a saúde coletiva e das drogas usadas no tratamento de tais doenças.
Introdução e conceitualização de princípios da farmacotécnica, materiais de acondicionamento e embalagem, cálculos em Farmácia, operações farmacêuticas, boas práticas de manipulação e fabricação em indústria, estabilidade, corretivos de sabor, odor e cor, desenvolvimento e tecnologia de formas farmacêuticas sólidas, líquidas e semi-sólidas para farmácia magistral. Estudo dos sistemas de liberação dos fármacos. Medicamentos estéreis.
Estudo dos protozoários e helmintos: ciclo evolutivo, morfologia, patogenia e diagnóstico. Colheita e conservação do material biológico. Preparo de reativos e corantes. Métodos específicos que permitam o diagnóstico laboratorial de protozoários intestinais, teciduais e sangüíneos e de helmintos.
Normas da ABNT. Orientações do trabalho de campo. Definição e estrutura do relatório parcial. Definição e Estrutura da Monografia. Definição e estrutura do artigo científico.
Composição química dos alimentos e as propriedades físico-químicas e funcionais dos componentes alimentares. Amostragem e preparo de amostras para a análise de alimentos. Princípios e métodos de análises físico-químicas dos alimentos. Tecnologia de produtos lácteos. Tecnologia de bebidas. Tecnologia de produtos cárneos. Métodos de conservação dos alimentos. Aditivos alimentares. Compostos tóxicos presentes nos alimentos. Influência das manipulações tecnológicas nos alimentos a nível nutricional e toxicológico. Adulteração e falsificação de alimentos.
Elaboração de um Projeto Integrador baseado em tema atual e de relevância para saúde pública proposto pelo aluno. Estudos das etapas que compõem um projeto. Desenvolvimento Projeto Integrador. Apresentação dos resultados.
Interação entre farmacologia e terapêutica. Princípios da farmacoterapêutica clínica nas diversas patologias. Ensaios clínicos. Interações medicamentosas. Aspectos jurídicos da Prescrição Farmacêutica. Prescrição racional dos MIPs com base em evidências. Uso Racional de suplementos dietéticos, vitaminas e minerais. Uso Racional de Princípios ativos vegetais e fitoterápicos e prescrição de MIPs
Introdução ao estudo da hematologia. Fisiopatologia e diagnóstico das principais doenças dos eritrócitos, plaquetas e leucócitos. Outras doenças de interesse hematológico. Imunohematologia e hemoterapia. Técnicas laboratoriais.
Introdução à cosmetologia. Permeabilidade cutânea. Etapas e cuidados com a pele. Formulação de produto cosmético. Formulações para Limpeza e Higienização. Formulações para Tonificação. Formulações para Hidratação. Esfoliantes físicos e químicos. Fotoprotetores. Máscaras faciais. Formulações Antienvelhecimentos. Formulações para Pele Acneicas. Formulações para Discromias. Formulações para Hidrolipodistrofia Ginóide. Formulações para Estrias. Formulações para Cabelo.
A disciplina deve habilitar o acadêmico a desenvolver diferentes formas farmacêuticas e agregar recursos tecnológicos e farmacocinéticos no desenvolvimento de formulações com variadas biodisponibilidades. O seguinte conteúdo deve ser abordado: fundamentos gerais, definições, medicamentos genéricos; Formas farmacêuticas sólidas (pós e granulados, cápsulas, comprimidos, comprimidos revestidos e drágeas); Formas farmacêuticas estéreis (injetáveis, colírios, outras preparações estéreis, isotonia e pH , conceito e cálculos); Formas farmacêuticas de liberação controlada (definições, tipos e sistemas, mecanismos de liberação, materiais e técnicas empregados em sua produção); Apresentação , montagem, desmontagem e operação de equipamentos de produção. Boas Práticas de Fabricação; Água para uso farmacêutico; Validação na indústria farmacêutica; Auditoria e auto-inspeção; Ensaios pré-clínicos e clínicos.
Introdução à instrumentação analítica, métodos de análise espectral de emissão e absorção, fotometria de chama, espectrometria na faixa do visível e ultravioleta, espectrometria de massas, potenciometria, Karl Fischer, métodos cromatográficos, cromatografia à gás (CG) e cromatografia líquida de alta eficiência (CLAE), e ressonância magnética nuclear de 13C e próton.
Introdução à biotecnologia. Fundamentos da Biotecnologia. Planejamento de biofármacos. Tecnologia da fermentação. Produção de vitaminas e vacinas. Enzimologia.
Introdução ao Controle de Qualidade. Normas e Montagem de Laboratório. Noções de Biossegurança aplicada ao ambiente Laboratorial. Legislações que regulamentam o controle de qualidade. Noções de gestão da qualidade. Controle de Qualidade de matérias-primas aplicado à farmácia de manipulação. Controle de qualidade do medicamento manipulado. Atividades desenvolvidas na unidade de controle de qualidade industrial. Controle de qualidade físico-químico em escala industrial. Contaminação microbiana do processo de produção. Controle de qualidade microbiológico. Controle de qualidade biológico. Controle de qualidade aplicado a produção de alimentos. Legislações que regulamentam o setor de alimentos. Amostragem e preparação de amostras para análise de alimentos. Rotulagem de alimentos. APPCC e gestão da qualidade de alimentos.
Introdução Drogaria, Introdução Analises clínicas, Introdução a Manipulação e Introdução a Homeopatia. Dispensação de medicamentos e correlatos, armazenamento, fracionamento, distribuição e controle de estoque de insumos farmacêuticos, confecção de rótulos e conferência de rótulos, receitas e ordem de manipulação, manipulação de produtos homeopáticos, preparo de soluções, manuseio de equipamentos e utensílios, higienização de ambientes e envase do produto acabado. Realização de rotina em laboratório de análises clínicas (hematologia, bioquímica clínica, microbiologia clínica, parasitologia clínica), técnicas de coleta de material biológico (sangue, urina, fezes, escarro e secreções). Retomada dos conceitos de farmacotécnica farmacêutica; cálculos em Farmácia aplicados para o desenvolvimento de medicamentos, operações farmacêuticas. dispensação de medicamentos e correlatos, armazenamento e fracionamento.
O Hospital. Farmácia Hospitalar. Funções da Farmácia Hospitalar. Funções Clínicas. Serviço de informação sobre medicamentos. A farmácia no controle das Infecções hospitalares. Farmacovigilância.
Conceito de psicologia aplicada à farmácia. Princípios éticos inerentes ao exercício profissional. A relação entre profissional de saúde e a percepção entre doença e saúde, em todos os níveis de atenção a saúde, integrado em programas de promoção, manutenção, prevenção, proteção e recuperação da saúde.
Comunicação farmacêutico-paciente. Relação terapêutica. Semiologia, Anamnese e Indicação Farmacêutica. Atendimento farmacêutico em transtornos menores. Reflexão crítica da função do farmacêutico comunitário em saúde coletiva: promoção do uso racional de medicamentos.
Normas da ABNT. Orientações do trabalho de campo. Definição e estrutura do relatório parcial. Definição e Estrutura da Monografia. Definição e estrutura do artigo científico.
Noções gerais de Toxicologia. Toxicocinética e toxicodinâmica. Tratamento de urgência das intoxicações. Medicamentos vendidos sem receita médica. Drogas de Abuso. Estimulantes. Toxicologia dos Metais. Toxicologia dos Inseticidas. Gases tóxicos. Hidrocarbonetos.
Conhecimento da legislação normativa vigente que tange a produção, comercialização, prescrição, informação e dispensação de medicamentos. Introdução dos aspectos legais do sistema de saúde e da vigilância sanitária. Abordagem sobre os aspectos éticos da profissão farmacêutica de forma ampliada.
Biossegurança, dispensação de medicamentos e correlatos, armazenamento, fracionamento, distribuição e controle de estoque de insumos farmacêuticos, confecção de rótulos e conferência de rótulos e receitas, manipulação de produtos homeopáticos, manipulação de produtos dermo-cosméticos, controle qualidade em farmácia com manipulação, manipulação de produtos de uso interno, conceitos de emulsões, géis, sabonetes, xampu e condicionadores. Boas práticas de manipulação (RDC 67/2007), desenvolvimento de medicamentos industrializados, controle de qualidade em indústria. Programas de qualidade.
Noções de SUS, biossegurança, dispensação de medicamentos e correlatos, armazenamento, fracionamento, distribuição e controle de estoque de insumos farmacêuticos e conferência de receitas. Origem e formação do SUS. Leis 8080 e 8142. Abordagem da Política Nacional de Medicamentos. Revisão do processo de elaboração da Rename. Busca de compreensão da assistência e atenção farmacêuticas. Apresentação da unidade de saúde. Farmácia Hospitalar; procedimentos operacionais padrão (POP), dispensação de medicamentos e correlatos, armazenamento, fracionamento, distribuição e controle de estoque de insumos farmacêuticos, avaliação de prescrição.
Atualização da atuação do farmacêutico generalista com base nos novos campos de atuação e tendências do mercado de trabalho. Farmacologia com ênfase nas patologias de maior prevalência. Visão geral e atualização em legislação, ressaltando a prescrição de medicamentos e medicamentos genéricos.
Realização de rotina em laboratório de análises clínicas (hematologia, bioquímica clínica, microbiologia clínica, parasitologia clínica), técnicas de coleta de material biológico (sangue, urina, fezes, escarro e secreções). Estudo dos protozoários intestinais e helmintos: ciclo evolutivo, morfologia, patogenia e diagnóstico. Preparo de reagentes e corantes. Métodos específicos que permitam o diagnóstico laboratorial de protozoários intestinais e de helmintos. Realização de eritograma e leucograma, contagem de plaquetas, diferencial de leucócitos, cálculos hematimétricos (HCM, CHCM, VCM, RDW), tipagem sanguínea direta e indireta, velocidade de hemosedimentação. Coloração de Gram, diferenciação de cocos gram-positivos, diferenciação de bacilos gram-negativos, coloração de Ziel-Nielsen, preparo de meios de cultura. Análise de parâmetros bioquímicos: colesterol total e frações, triglicérides, glicemia de jejum, AST, ALT, fosfatase e gama GT, uréia, ácido úrico e creatinina. Utilização de equipamentos. Técnicas imunológicas como: ASLO, PCR, FR, VDRL e beta-HCG.
Biossegurança, dispensação de medicamentos e correlatos, armazenamento, fracionamento. Interações e incompatibilidades medicamentosas; Diluição e estabilidade dos medicamentos; Revisão dos procedimentos operacionais padrão (POP), dispensação de medicamentos e correlatos, armazenamento, fracionamento, distribuição e controle de estoque de medicamentos, conferência de receitas. Dispensação de medicamentos. Abordagem das classes farmacêuticas: antiinflamatórios, antibióticos e anticoncepcionais. Introdução a Farmacognosia. Introdução a Fitoquímica. Biossíntese dos metabólitos secundários. Polissacarídeos. Heterosídeos. Antraquinonas. Saponinas. Cumarinas. Metilxantinas. Flavonóides. Taninos. Óleos essenciais. Alcalóides. Cálculos em Farmácia aplicados para o desenvolvimento de medicamentos, operações farmacêuticas, boas práticas de fabricação em indústria (RDC 17 de 2010), desenvolvimento e tecnologia de formas farmacêuticas sólidas, como comprimidos e cápsulas, pomadas, supositórios, óvulos. Aplicação de conceitos de eficiência e rendimento de processos industriais.
Práticas de assistência Farmacêutica no SUS. Consulta farmacêutica. Conciliação de medicamentos.
O trabalho do administrador e o processo de administração; As cinco habilidades administrativas e os pensamentos administrativos; A vida e os conceitos de Peter Drucker; O processo de inovação nas empresas; O que é empreendorismo?; Marketing na farmácia; Merchandising aplicado na farmácia; Características de serviços na farmácia; O comportamento do consumidor; O que é publicidade?; Economia; Demanda e Oferta.
Significado e a importância da LIBRAS, Código de ética do intérprete. Intérprete e o professor regente. LIBRAS e seus parâmetros. Surdez, tipos e graus de perda auditiva. Diagnóstico precoce. Surdo e sua cultura. Datilologia; Legislação específica de LIBRAS. Abordagens educacionais. Principais estudiosos da área.
Atualização da atuação do farmacêutico generalista com base nos novos campos de atuação e tendências do mercado de trabalho. Farmacologia com ênfase nas patologias de maior prevalência. Visão geral e atualização em legislação

NOTA DO ENEM

Você pode utilizar o seu desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio – ENEM – dos últimos 05 anos para fazer um curso superior na UNIGRAN.

PORTADOR DE DIPLOMA

Quem já possui curso superior não precisa participar da prova do Processo Seletivo. É preciso se inscrever pelo site www.vestibularunigran.com.br e comparecer no Núcleo de Apoio Acadêmico com os seguintes acadêmicos: RG, CPF, certidão de nascimento ou casamento, título de eleitor, reservista (sexo masculino), foto 3X4, documento que comprove a conclusão do ensino médio, diploma da Graduação.

PROVA AGENDADA

Vagas remanescentes (aquelas que ainda não foram preenchidas na prova tradicional de Vestibular) acontecem com agendamento prévio.

PROVA DE VESTIBULAR

Há provas tradicionais, marcadas pela UNIGRAN.

TRANSFERÊNCIA

Em desenvolvimento

PERFIL PROFISSIONAL

A dinâmica do mercado farmacêutico atual exige um profissional com múltiplas habilidades e grande predisposição para se manter atualizado. Por isso, a estrutura curricular proporcionada pela UNIGRAN busca entregar ao mercado este farmacêutico com amplo perfil, consciente da realidade dos ambientes onde irá trabalhar e apto para assumir qualquer desafio dentro de sua formação.

Por isso, é necessário que se mantenha atento as constantes alterações na legislação que rege o setor, assim como tenha pleno conhecimento das pesquisas em andamento no setor farmacológico. É vital que este profissional saiba interpretar e interagir com diversos tipos de público, levando em consideração as variáveis relacionadas a cultura, religião, nível de conhecimento e poder aquisitivo, de modo que preste sempre o melhor serviço para cada perfil de paciente.

O QUE VOCÊ PODE FAZER

Ao contrário do que supõe o senso comum, o farmacêutico não tem atuação restrita às farmácias alopáticas e de manipulação. Existe um vasto mercado com mais de 70 possibilidades de engajamento, tais como: análises clínicas; farmácia clínica; administração hospitalar; acupuntura; auditoria farmacêutica (verifica se indústrias, laboratórios e farmácias estão atendendo as normas estabelecidas); biofarmácia (medicamentos produzidos tendo por base materiais vivos); bromatologia (relacionada ao desenvolvimento de alimentos mais saudáveis e nutritivos), entre outros.

Programa Institucional

O estudante tem desconto nas mensalidades e, de acordo com a lei, faz até 30 horas de estágio semanal, nos diversos setores da UNIGRAN. Para se inscrever, o aluno procura o Núcleo de Apoio Acadêmico, após matriculado, e preenche ficha própria. De acordo com a disponibilidade de vagas.

Programa Institucional

O estudante que comprovar-se indígena tem 50% de desconto nas mensalidades, concedido pela UNIGRAN. O acadêmico deve participar dos programas de extensão voltados para sua comunidade indígena, em contrapartida

Programa Institucional

Funcionários de organizações cadastradas têm desconto nas mensalidades. Consulte no RH da sua empresa a disponibilidade ou na Tesouraria da Instituição

Programa Institucional

Para os alunos que pagam em dia suas mensalidades, possuem vantagens na UNIGRAN. Informações na Tesouraria

Programa Institucional

Formados pela UNIGRAN possuem desconto de até 50% nas mensalidades para fazer outra graduação na Instituição. Consulte condições na Tesouraria.

Programa Institucional

Familiar de primeiro grau de quem já estuda na UNIGRAN possui desconto nas mensalidades. Para saber mais procure a Tesouraria e saiba como participar.

Programa do Governo Federal

O Fundo de Financiamento Estudantil - FIES - é um programa do Ministério da Educação destinado à concessão de financiamento a estudantes regularmente matriculados em cursos superiores de Instituições de Ensino Superior particulares. O processo seletivo é feito pelo site do programa

Documentação necessária Download

Programa Institucional

Acadêmicos da UNIGRAN que utilizam transporte diário para se deslocar entre as cidades da região para Dourados ou para Campo Grande possuem desconto na mensalidade. Informações na Tesouraria.

Programa do Governo Federal

É um Programa do Governo Federal, que concede bolsas de 50 e 100% de desconto. O processo seletivo é todo feito pelo Governo. Para participar, o interessado deve ter feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) do último ano. O Prouni exige que os estudantes contemplados tenham 75% de aproveitamento em cada semestre.

Documentação necessária Download

Programa do Governo Estadual (MS)

Programa em que o estudante cumpre 20 horas semanais de estágio em instituições conveniadas. O processo de seleção é feito pelo site da Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social de Mato Grosso do Sul (http://www.sedhast.ms.gov.br) sempre no início do ano. O participante é contemplado com 90% de desconto na mensalidade do curso superior, sendo 70% concedido pelo Governo e 20% pela UNIGRAN

Fale com a coordenação

Coordenador(a)

Letícia Castellani Duarte

(67) 3411-4133

farmacia@unigran.br

Horário de atendimento

VESPERTINO

Segunda-feira 13:00 às 17:00

Terça-feira 13:00 às 17:00

Quarta-feira 13:00 às 17:00

Quinta-feira 13:00 às 17:00

NOTURNO

Segunda-feira 19:00 às 22:00

Terça-feira 19:00 às 21:00

Quinta-feira 19:00 às 21:00

Sexta-feira 19:00 às 21:00

UNIGRAN - Centro Universitário da Grande Dourados
FONE: (67) 3411-4141 / Fax: (67) 3411-4167
Rua Balbina de Matos, 2121 - Jd. Universitário
CEP: 79.824-900 - Dourados/MS
Todos os Direitos Reservados

Baixe os apps Unigran