Enfermagem
Habilitação BACHAREL
Reconhecimento Curso Nota 4
Investimento R$ 923.00
Duração e Periodo NOTURNO
10 semestres

* Valor da mensalidade com desconto de pontualidade, válido somente para pagamento até o dia 10 de cada mês.
VESTIBULAR INSCRIÇÕES ABERTAS INSCREVA-SE
O enfermeiro é o responsável por proporcionar, manter e restabelecer a saúde dos pacientes. Atua em conjunto com outros profissionais da saúde, tão essenciais quanto, como médicos, farmacêuticos, nutricionistas, psicológicos, biomédicos e afins. A enfermagem é uma antiga profissão, com origens na maternidade, porém, nos moldes como a conhecemos hoje, advém do século XIX, quando durante a Guerra da Criméia os estudos na recuperação de feridos em combate avançaram freneticamente.

Entre outras atribuições, fica sob sua responsabilidade a alimentação, higiene e administração de remédios e curativos. Pode contribuir também com a saúde coletiva, ao atuar em comunidades na prevenção de diversas doenças. Seu trabalho é essencial para o funcionamento de hospitais e clínicas, mas também pode prestar atendimento domiciliar.

Na UNIGRAN os acadêmicos contam com diversos laboratórios de simulação específicos, equipados com aparelhos modernos, além de manequins que reproduzem com imensa fidelidade as reações humanas em diversas circunstancias. Para colocar toda essa teórica em prática, os alunos passam por estágios supervisionados em diversas áreas, como: enfermagem em clínica médica; enfermagem em clínica cirúrgica; emergência em enfermagem; enfermagem em centro cirúrgico; unidade de terapia intensiva; assistência à saúde da mulher; assistência à saúde do recém-nascido; administração em enfermagem hospitalar; administração em enfermagem em saúde pública e saúde do idoso.
Introdução ao estudo anatômico. Sistema Ósseo. Sistema Articular. Sistema Muscular. Sistema Nervoso. Sistema Nervoso Autônomo. Sistema Circulatório.
Diferenciação celular. Estrutura, constituição e fisiologia dos componentes celulares e organelas citoplasmáticas. Biomembranas, Divisão celular: mitose e meiose. Transmissão e manifestação genética. Clonagem, transgenia e células tronco. Gametogênese. Desenvolvimento da vida embrionária. Anexos embrionários. Teratologia. Genética e câncer; Expressão e alterações relacionadas às patologias humanas herdadas.
Aspectos conceituais. O processo saúde / doença. Necessidades humanas básicas. História natural das doenças ( período pré-patogênese e patogênese). Noções de educação em saúde. Evolução histórica da saúde no Brasil. Movimento da reforma sanitária. Sistema Único de Saúde - SUS – princípios e diretrizes. Estratégia Saúde da Família. PSF - Programa Saúde da Família; PAISC - Programa de assistência integral a saúde da criança; Polínica Nacional de Atenção Integral a Saúde do Homem; Programa de Eliminação da Hanseníase; Programa de Controle da Tuberculose.
A disciplina abordará a história da enfermagem nos primórdios, Florence e a enfermagem moderna, a história da enfermagem no Brasil, atuação enfermeiros, seu contexto social e profissional dentro da história da humanidade, bem como os temas comuns da vivencia diária, além da contextualização histórica da ética. Situação do mercado de trabalho. Relação enfermeiro/paciente. Privacidade e confidencidade. Deontologia. Legislação da enfermagem.
Linguagem verbal e não verbal como representação da realidade. O processo de comunicação. Leitura, interpretação e produção de textos orais e escritos, com ênfase em seus aspectos estruturais, semânticos, sintáticos, pragmáticos e discursivos. Gêneros textuais. Análise linguística dos textos produzidos pelos acadêmicos.
Estudar os diversos órgãos, aparelhos e sistemas do organismo humano, observando suas formas, localização e nomenclatura anatômica, verificando, ainda, as relações entre as partes.
Noções sobre a organização e funcionamento dos sistemas reprodutores masculino e feminino. Gametogênese; Fecundação; Clivagem e Nidação; Formação do disco embrionário didérmico e tridérmico; Formação do tubo neural; Sistema cardiovascular; Arcos branquiais e formação de face; Sistema digestivo; Sistema respiratório; Sistema urogenital.
Política Nacional da Atenção Básica; PROSAD - Programa saúde do adolescente; Programa Saúde da Mulher: - Programa de prevenção do câncer cérvico – uterino (PCCU) - Programa de prevenção de câncer de mama; - Programa de Planejamento familiar; - Programa SIS Pré – Natal - Programa de aleitamento materno; - Climatério; Programa de hipertensão e diabetes (HIPERDIA); Programa Saúde do Trabalhador; Programa do idoso; Programa DST/HIV/AIDS; Programa nacional de Imunização; Política Nacional de Alimentação e Nutrição; Programa Bolsa Família; Rede Cegonha; SISVAN; Programa Saúde na Escola.
HISTOLOGIA Conhecimentos histológicos fundamentais teórico e práticos sobre os tecidos: epitelial, conjuntivo, cartilaginoso, ósseo, nervoso e muscular, órgãos dos sistemas circulatório do corpo humano.
Leitura, interpretação e produção de textos multimodais, com ênfase em seus aspectos estruturais, semânticos, sintáticos, pragmáticos e discursivos. Gêneros textuais.
Introdução á Sistematização da Assistência de Enfermagem e as Teorias em Enfermagem. Instrumentos básicos necessários ao desenvolvimento das ações. Iniciação prática no laboratório das práticas de Enfermagem. Introdução a Semiologia e Semiotécnica.
A composição química das células. Biomoléculas e os papéis desempenhados no metabolismo celular. A água e sua importância no metabolismo. A importância do pH no metabolismo. Os eletrólitos e o papel metabólico desempenhado. Os ácidos nucléicos e o controle do metabolismo. Aminoácidos, peptídios e as proteínas. Enzimas e o controle do metabolismo. Biomoléculas e os papéis desempenhados no metabolismo celular. Os ácidos nucléicos e o controle do metabolismo. A estrutura e função metabólica dos carboidratos e lipídeos. Metabolismo energético e suas principais vias metabólicas.Vitaminas e seu papel regulador.
Introdução à fisiologia celular. Fisiologia do Sistema Nervoso. Fisiologia muscular. Fisiologia Cardiovascular. Fisiologia Respiratória. Fisiologia Renal. Fisiologia do Sistema Endócrino. Fisiologia do Sistema Reprodutor. Fisiologia do Sistema Digestivo.
Introdução em bacteriologia geral, metabolismo bacteriano, genética bacteriana, procedimentos de esterilização e desinfecção, microbiota normal e patogênica, quimioterapia, virologia e micologia de interesse médico.
Estudo dos protozoários, helmintos e artrópodes: ciclo evolutivo, morfologia, patogenia, diagnóstico e tratamento. Noções básicas de técnicas em exames parasitológicos (coleta e conservação do material biológico, métodos específicos que permitam o diagnóstico laboratorial de protozoários e helmintos intestinais, teciduais e sanguíneos).
O Homem. O complexo Saúde-Doença. Higiene, Vida Humana e Meio Ambiente. Micro e Macro organismos. Recursos hídricos – O uso múltiplo da água. Saneamento. Dinâmica Ambiental. Poluição Atmosférica. Habitação Saudável. O Lixo – Geração, Gerenciamento e Processamento. Legislação Ambiental. Toxicologia. Biossegurança. Desenvolvimento sustentável.
Avaliação do paciente; Introdução a administração de medicamentos; sistema tegumentar; tratamento de feridas, administração de medicamentos por via tópica, intradérmica, subcutânea e intramuscular; cabeça e pescoço, administração de medicamentos por via oral, sublingual, ocular e auricular; tórax, sistema respiratório e mamas, administração de medicamentos por via inalatória; oxigenoterapia; coração e sistema vascular; cateterismo venoso, administração de medicamentos por via endovenosa/intravenosa.
Introdução ao Estudo da Filosofia. Os Diferentes Tipos de Conhecimento. As Etapas da Evolução da Consciência Humana. As Diferentes Abordagens da Realidade. Tendências Filosóficas Atuais. Ética A Evolução humana na perspectiva da Antropologia. Os principais Antropólogos. Antropologia Física. Antropologia Etnológica ou Cultural. Antropologia Filosófica.
Historia e definição da epidemiologia. Processo saúde-doença e Modelos assistenciais. História Natural da Doença. Epidemias no Brasil. Medidas de frequência e indicadores de saúde. Sistemas de Informação. Métodos em epidemiologia. Vigilância epidemiológica. Serviços de Saúde e a Enfermagem.
Conceitos de imunidade, componentes do sistema imune, receptores de antígeno, processamento e apresentação de antígenos, doenças auto-imunes, resposta imune contra microrganismos, sistema complemento, imunização, técnicas de diagnóstico sorológico e alterações na resposta imunológica.
Conceitos básicos de Nutrição. Nutrientes. Alimentação Saudável. Nutrição nas Diferentes Etapas da Vida. Avaliação Nutricional. Educação Nutricional.
Introdução a Patologia; saúde e doença; métodos de análise; lesão, adaptação, crescimento e diferenciação celulares; causas; evolução; distúrbios hídricos, hemodinâmicos e funcionais; alterações morfológicas macroscópicas e microscópicas, alterações moleculares de doenças inflamatórias agudas e crônicas, circulatórias; regeneração e reparo; neoplasia; doenças nutricionais.
Higienização simples das mãos; Calçar e descalçar luvas estéreis; Punção venosa; Preparo e administração de medicamentos; Curativos; Oxigenoterapia; Preparo de materiais; Limpeza e arrumação da unidade; Higiene do paciente; Movimentação do paciente; Aparelho digestório: (Sondagem nasogástrica e nasoenteral., Administração de dietas por sondas, Lavagem gástrica, Clister (fleet enema), Enteroclisma (lavagem intestinal); Sondagem vesical (masculino e feminino); Controles (Balanço hídrico, Intestinal, Diurese); Coleta de exames, Anotações de Enfermagem.
Conceitos básicos em doenças transmissíveis, perfil epidemiológico das doenças transmissíveis no Brasil e no estado, os tipos de precauções, o sistema de notificação e a abordagem teórico/ prático – assistencial das principais doenças transmissíveis, Bactérias multirresistentes e, doenças emergentes e reemergentes.
Abordagem dos aspectos históricos da Enfermagem Psiquiátrica no mundo e no Brasil; Legislações em Psiquiatria e Saúde Mental, Abordagens teóricas; Abordagens terapêuticas; Comunicação e relacionamento terapêutico; Terapêutica de Enfermagem e Sistematização da Assistência de Enfermagem em situações de: esquizofrenia e transtornos delirantes, transtornos de humor, transtornos orgânicos, transtornos de ansiedade, transtornos alimentares, transtornos de personalidade e uso de substâncias psicoativas e emergências psiquiátricas.
Conceitos e princípios básicos em Farmacologia, Farmacocinética, Farmacodinâmica, Fatores que alteram a ação dos fármacos, Farmacologia do Sistema Nervoso Central e autônomo, Antiinflamatórios não-esteroidais, antipiréticos e analgésicos de ação periférica, Antiinflamatórios esteroidais, Antibióticos e quimioterápicos, microbianos, Mecanismo de ação e uso de hormônios, Farmacologia dos anti-ácidos, Fármacos cardiovasculares e renais, Farmacologia dos principais medicamentos utilizados em UTI.
A organização do trabalho acadêmico, A Ciência, Natureza do conhecimento e tipos de conhecimentos e como elaborar um seminário, Leitura, Resumo e resenha, fichamento e citações, O projeto de pesquisa: como escolher um tema, Citações, Trabalho científico: parte do processo científico. Bioestatística: Conceitos básicos, tabela de freqüência e gráficos; Medidas de tendência central: média e mediana; Noções básicas de probabilidade, testes e diagnósticos; Distribuição de probabilidade.
Aulas práticas em Unidades Básicas de Saúde e Estratégias de Saúde da família, a enfermagem ampliando conceitos em saúde coletiva; a abordagem da organização dos sistemas municipais de saúde; educação popular em saúde; políticas de saúde pública; níveis de atenção à saúde; a enfermagem diante da exclusão social; programas de atenção básica do ministério da saúde: diabetes mellitus, hipertensão arterial, tuberculose, hanseníase, saúde da criança, saúde da mulher, saúde do idoso, saúde do trabalhador, saúde bucal, programa de saúde da família, programa de doenças sexualmente transmissíveis e HIV/ADIS, programa de saúde indígena.
Comportamento, percepção, personalidade, desenvolvimento individual, formação do grupo social, comunicação e relacionamento. Fundamentos da comunicação intrapessoal, interpessoal, grupal e de massa. Relacionamento efetivo do enfermeiro com a clientela assistida e com as equipes de enfermagem e de saúde. Exercícios práticos de dinâmica de grupo e de relações humanas. O doente e seu universo pessoal. Relação paciente x profissional Contexto social da saúde. Mudanças conceituais dos termos saúde e doença. Aspectos culturais do estresse. Sistema interdisciplinar. Acompanhamento psicológico a pessoa portadora de doença crônica. A perda e a família: uma abordagem sistêmica. A enfermagem diante do paciente terminal.
A disciplina consiste em proporcionar ao estudante conhecimento dos aspectos teóricos e práticos para implementação da sistematização da assistência de enfermagem. Requer oferecer subsídios para o desenvolvimento do raciocínio critico por meio de situações de ensino-aprendizagem na área da criança, mulher e adulto, bem como de experiências vivenciadas com enfoque na interdisciplinaridade.
A construção histórica do ensino e da didática e suas abordagens; técnicas de ensino, relação aluno-professor, a função da educação para a sociedade e a relação na prática do enfermeiro; a formação do enfermeiro educador e seu compromisso político face à realidade de saúde; análise do procedimento de aprendizagem e sua fundamentação teórica, elaboração do plano de ensino, do plano de aula e a importância do projeto político pedagógico.
Sistematização da Assistência de Enfermagem ao Adulto e Idoso em clinica cirúrgica, no período peri-operatório, em níveis ambulatorial, hospitalar e domiciliar. Compreendendo os seguintes tratamentos cirúrgicos: vias respiratórias, cirurgias cardíacas, neurocirurgias, cirurgias reprodutoras e geniturinárias, cirurgias gastrintestinais e cirurgias nas disfunções musculoesqueléticas.
Sistematização da Assistência de Enfermagem ao Adulto e Idoso em clinica médica a nível hospitalar, ambulatorial e domiciliar, nas patologias do Sistema Respiratório, Sistema Cardiovascular, Sistema Neurológico, Sistema Respiratório, Sistema Gastrointenstinal, Sistema Endócrino, Sistema Hematologico e Sistema Tegumentar.
Promoção da saúde da criança e do adolescente (Avaliação do crescimento e desenvolvimento da criança; Avaliação antropométrica em consulta de enfermagem pediátrica e com adolescente; Avaliação física e neurológica da criança; Avaliação física do adolescente; alimentação no primeiro ano de vida); Aspectos psicossociais do desenvolvimento da criança e do adolescente; Doenças prevalentes na infância e na adolescência; O processo de enfermagem centrado no paciente pediátrico e sua família através de estágio supervisionado.
Estudo da ação de drogas sobre diferentes sistemas do organismo de modo a obter elementos que oriente seu uso incluindo origem, preparação, administração, método e excreção, cálculos matemáticos aplicados na dosagem de fármacos. Abordagem dos principais fármacos e os cuidados de enfermagem em Maternidades, Clínica Médica e Cirúrgica, Centro Cirúrgico, Pediatria, Unidade de Terapia Intensiva, Pronto Socorro. Preparo da medicação (reconstituição, diluentes/diluição, materiais, custo), efeitos terapêuticos e adversos, interações medicamentosas e característica farmacocinéticas das drogas. Considerações gerais para administração de medicamentos em crianças, gestante e lactantes, e idosos. Estudo da relação medicamento, paciente e família.
Aulas práticas, abordando anamnese e histórico, preparação do cliente, exame físico por sistemas, Diagnóstico de enfermagem. Higienização simples das mãos; Calçar e descalçar luvas estéreis; Punção venosa; Preparo e administração de medicamentos; Curativos; Oxigenoterapia; Preparo de materiais; Limpeza e arrumação da unidade; Higiene do paciente; Movimentação do paciente; Aparelho digestório: (Sondagem nasogástrica e nasoenteral., Administração de dietas por sondas, Lavagem gástrica, Clister (fleet enema), Enteroclisma (lavagem intestinal); Sondagem vesical (masculino e feminino); Controles (Balanço hídrico, Intestinal, Diurese); Coleta de exames, Anotações de Enfermagem.
Tipos de formatação ABNT e Vancouver, Tipos de citações, Importância da pesquisa para a sociedade, O trabalho acadêmico, Elementos pré-textuais, Elementos textuais, Elementos pós-textuais, Referencias Bibliográficas.
O Hospital no contexto da rede de serviços SUS, portarias, normatizações, credenciamentos e programas. Introdução a administração hospitalar e suas teorias. O multiprofissionalismo hospitalar. A gestão das finanças hospitalares, de medicamentos, materiais, equipamentos, ambientes e pessoas. Fundamentos trabalhistas. Administração estratégica hospitalar.
Diretrizes operacionais: pacto pela vida, pacto em defesa do Sistema Único de Saúde e pacto de Gestão; Implantação e monitoramento dos pactos pela vida e de Gestão: Direção e articulação do SUS; Diretrizes operacionais dos pactos pela vida e de gestão – Portaria nº. 699/GM de 30 de março de 2006; Termos de compromisso de Gestão Municipal, Estadual, do Distrito Federal e da Gestão Federal; Termos de limites financeiros global Municipal, Estadual, do Distrito Federal e da Gestão Federal; Política Nacional de Atenção Básica: portaria nº. 648/GM de 28 de março de 2006.
Introdução ao Sistema Centro Cirúrgico (CC) no âmbito hospitalar: planta física, aspectos organizacionais humanos e materiais: pessoal, material, fluxo e área de risco. O Centro de Material Esterilizado (CME) em relação ao CC e demais unidades. Nomenclaturas e Classificações Cirúrgicas. Equipe Cirúrgica. Assistência de Enfermagem Sistematizada ao paciente no transoperatório, recepção e recuperação pós-anestésica. Anestesiologia – Noções Básicas para Enfermagem. Sala de Recuperação Pós-Anestésica (SRPA). Biossegurança e Bioética.
Estudo dos fundamentos da Geriatria e Gerontologia. Aspectos gerais e relevantes do Envelhecimento, Longevidade e Qualidade de vida. Teorias do envelhecimento; histórico e desenvolvimento da geriatria e gerontologia. Atuação da equipe multiprofissional em instituições asilares, hospitalares e centros-dia. Envelhecimento Populacional e Políticas de Saúde para o Idoso: o processo da transição demográfica no Brasil, o seu envelhecimento populacional e individual, o impacto epidemiológico da transição demográfica e seus reflexos. A organização e administração de instituições que prestam assistência ao idoso. Legislação e políticas nacionais que visam o bem estar do público geriátrico.
Aspectos jurídico-político de proteção aos povos indígenas no Brasil. Panorama das sociedades indígenas no Brasil, aspectos culturais. Política de saúde indígena: Histórico e situação atual. Modelo de atenção e organização do subsistema de saúde indígena. Epidemiologia em saúde indígena. Concepções indígenas sobre saúde-doença e cuidados de enfermagem.
Aulas práticas, abordando anamnese e histórico, preparação do cliente, exame físico por sistemas, Diagnóstico de enfermagem. Higienização simples das mãos; Calçar e descalçar luvas estéreis; Punção venosa; Preparo e administração de medicamentos; Curativos; Oxigenoterapia; Preparo de materiais; Limpeza e arrumação da unidade; Higiene do paciente; Movimentação do paciente; Aparelho digestório: (Sondagem nasogástrica e nasoenteral., Administração de dietas por sondas, Lavagem gástrica, Clister (fleet enema), Enteroclisma (lavagem intestinal); Sondagem vesical (masculino e feminino); Controles (Balanço hídrico, Intestinal, Diurese); Coleta de exames, Anotações de Enfermagem.
Processo de orientação, o Comitê de Ética em Pesquisa com Seres Humanos, Normas da ABNT e de Vancouver, Ética na Pesquisa, Processo de Coleta e Sistematização dos Dados, Linguagem Cientifica, Artigo Cientifico.
Administração do serviço de enfermagem; documentos fundamentais para o serviço de enfermagem; estrutura organizacional do serviço de enfermagem; dimensionamento de pessoal; recrutamento e dispensa de pessoal; avaliação de desempenho do pessoal de enfermagem; educação continuada; supervisão e gerenciamento de enfermagem; auditoria em enfermagem; o enfermeiro e as comissões; CCI, CIPA, revisão de prontuário, óbitos, padronização de medicamentos e materiais; marketing e empreendedorismo; planejamento estratégico em enfermagem.
Características e história dos serviços de Terapia Intensiva. O ser humano e sua família e a equipe de enfermagem na UTI. A morte e o morrer na óptica da enfermagem. Sistematização da assistência de Enfermagem em situações clínicas graves e de riscos: cardíacos, respiratórios, desequilíbrios ácidos-básicos, distúrbios neurológicos, complicações do sistema endócrino e abordar no sistema tegumentar a assistência de enfermagem ao grande queimado.
Sistematização da assistência de enfermagem ginecológica: Assistência de enfermagem na prevenção e tratamento do câncer de colo de útero; assistência de enfermagem na prevenção e tratamento do câncer de mama; assistência à mulher no período do climatério; assistência de enfermagem ao planejamento familiar; assistência de enfermagem ao pré-natal de baixo risco; assistência de enfermagem a parturiente; assistência de enfermagem no puerpério sadio; assistência de enfermagem no puerpério patológico; assistência de enfermagem ao trabalho de parto prematuro; assistência de enfermagem à gestante com HIV positivo; assistência de enfermagem em urgências obstétricas.
Estruturação de uma unidade neonatal; Assistência de Enfermagem ao Recém-Nascido; Assistência de Enfermagem ao Recém-nascido no Método Mae Canguru; Assistência de Enfermagem ao RN no Centro Obstétrico e em Unidade neonatal ; Assistência de Enfermagem ao binômio mãe-filho em alojamento conjunto; Assistência de Enfermagem ao aleitamento materno ; Assistência de Enfermagem ao RN prematuro ; Assistência de Enfermagem na profilaxia das infecções neonatais; Assistência de Enfermagem nas patologias mais comuns do recém-nascido.
Aulas práticas, abordando anamnese e histórico, preparação do cliente, exame físico por sistemas, Diagnóstico de enfermagem. Higienização simples das mãos; Calçar e descalçar luvas estéreis; Punção venosa; Preparo e administração de medicamentos; Curativos; Oxigenoterapia; Preparo de materiais; Limpeza e arrumação da unidade; Higiene do paciente; Movimentação do paciente; Aparelho digestório: (Sondagem nasogástrica e nasoenteral., Administração de dietas por sondas, Lavagem gástrica, Clister (fleet enema), Enteroclisma (lavagem intestinal); Sondagem vesical (masculino e feminino); Controles (Balanço hídrico, Intestinal, Diurese); Coleta de exames, Anotações de Enfermagem.
Trajetória de investigação. Orientações do Trabalho de Campo. Orientações ao trabalho de Revisão Bibliográfica. Ética em pesquisa e na elaboração dos resultados. Normas da ABNT. Definição e Estrutura do artigo. Elaboração de Painel e preparação para apresentação (oral e slides). Definição e Estrutura do Relatório Final (Monografia / TCC). Elaboração de Artigo Científico. Normas de Publicação. A importância da publicação.
Assistência de enfermagem aos indivíduos em situações de urgências e emergências, através de suportes básicos e avançados de vida, Intervenção da Enfermagem em situações críticas. Políticas nacionais de atenção às urgências e emergências, os novos modelos e diretrizes de atendimento, o sistema de avaliação com classificação de risco, e a inserção dos serviços de urgência e emergência dentro do sistema de saúde.
O Hospital no contexto da rede de serviços SUS, portarias, normatizações, credenciamentos e programas. Introdução a administração hospitalar e suas teorias. O multiprofissionalismo hospitalar. A gestão das finanças hospitalares, de medicamentos, materiais, equipamentos, ambientes e pessoas. Fundamentos trabalhistas. Administração estratégica hospitalar.
Estágio supervisionado em centro cirúrgico (Fundamentos da Anestesiologia; tipos de anestesia, farmacologia dos anestésicos, Estrutura física e organizacional de uma unidade de bloco operatório; Recursos Humanos na unidade cirúrgica: enfermagem, cirúrgica, anestesiologia; Posições cirúrgicas; Escovação cirúrgica das mãos, paramentação, tempos cirúrgicos; Fios de sutura, Eletrocautério; Instrumentação cirúrgica: Montagem das mesas de instrumental; Enfermagem na central de material esterilizado (CEMAT);enfermagem na unidade de recuperação pós-anestésica (URPA).
Estagio Supervisionado em Clinica Cirurgica: Sistematização da Assistência de Enfermagem ao Adulto e Idoso em clinica cirúrgica, no período peri-operatório, em âmbito hospital. Compreendendo os seguintes tratamentos cirúrgicos: vias respiratórias, cirurgias cardíacas, neurocirurgias, cirurgias reprodutoras e geniturinárias, cirurgias gastrintestinais e cirurgias nas disfunções musculoesqueléticas.
Estágio Supervisionado em Clínica Médica: Sistematização da Assistência de Enfermagem ao Adulto e Idoso em unidade clinica médica a nível hospitalar e/ou ambulatorial, nas patologias do Sistema Respiratório, Sistema Cardiovascular, Sistema Neurológico, Sistema Musculoesquelético, Sistema Endócrino, Sistema Tegumentar, Sistema Gastrintestinal, Sistema Hematológico e Sistema Renal.
Abordagem aos aspectos históricos da enfermagem psiquiátrica no Brasil; legislações psiquiátricas e saúde mental. Sistematização da assistência de enfermagem aos pacientes com transtornos mentais e relacionados a substâncias psicoativas.
Assistência de enfermagem aos indivíduos em situações de urgências e emergências, através de suportes básicos e avançados de vida, Intervenção da Enfermagem em situações críticas. Políticas nacionais de atenção às urgências e emergências, os novos modelos e diretrizes de atendimento, o sistema de avaliação com classificação de risco, e a inserção dos serviços de urgência e emergência dentro do sistema de saúde.
Instrumentalização Técnica e Metodológica da Ciência de Enfermagem: exercício Profissional: história da enfermagem, legislação, associações e entidades de classe, ética e bioética em enfermagem; semiologia e Semiotécnica nas diversas fases do ciclo vital; epidemiologia e diagnóstico situacional; Processo de investigação em saúde/enfermagem: metodologia científica; biossegurança; Enfermagem na atenção em saúde: atenção em saúde coletiva à criança, ao adolescente, à mulher, ao homem, ao idoso, à família, ao trabalhador e às pessoas em situações de vulnerabilidades; sistematização da Assistência de Enfermagem para o cuidado à criança, ao adolescente, à mulher, ao homem, ao idoso, à família, ao trabalhador e às pessoas em situações de vulnerabilidades, nos diversos níveis de complexidade de atenção.
Administração do serviço de Enfermagem é parte dos serviços da unidade hospitalar responsável por parte da qualidade dos serviços de assistência a saúde. Ao acadêmico será ofertado conhecimentos sobre documentos fundamentais para a gestão de pessoas dimensionamento, recrutamento e dispensa, avaliação, auditoria, supervisão, markening e a ferramenta de planejamento estratégico para que o enfermeiro possa responder diante dos desafios apresentados.
Promoção da saúde da criança e do adolescente (Avaliação do crescimento e desenvolvimento da criança; Avaliação antropométrica em consulta de enfermagem pediátrica e com adolescente; Avaliação física e neurológica da criança; Avaliação física do adolescente; alimentação no primeiro ano de vida); Aspectos psicossociais do desenvolvimento da criança e do adolescente; Doenças prevalentes na infância e na adolescência; O processo de enfermagem centrado no paciente pediátrico e sua família através de estágio supervisionado.
Diagnóstico situacional, da população feminina adscrita na área de abrangência do ESF, para que seja identificado as necessidades do grupo; Sistematização da Assistência de Enfermagem através de estágio supervisionado com Mulheres na consulta de enfermagem na coleta de papa Nicolau, na consulta a gestantes, a puérperas, e atenção ao planejamento familiar.Visitas domiciliares a puérperas e gestantes; em todas as fases citadas a cima prestar todas as orientações devidas.
Estágio supervisionado: Assistência de Enfermagem aos principais problemas decorrentes do envelhecimento com enfoque nos fundamentos de Geriatria e Gerontologia; Teorias do envelhecimento; História e desenvolvimento da geriatria e gerontologia no Brasil. Atuação da equipe multiprofissional em instituições asilares, e centro de convivência de idosos. Envelhecimento populacional e políticas para a saúde do idoso, principais patologias relacionadas a pessoa idosa e novo estatuto do idoso.
Estágio Supervisionado em Assistência de Enfermagem ao Recém-Nascido; Assistência de Enfermagem ao RN no Centro Obstétrico; Assistência de Enfermagem ao binômio mãe-filho em alojamento conjunto; Assistência de Enfermagem ao aleitamento materno; Assistência de Enfermagem ao RN prematuro; Assistência de Enfermagem na profilaxia das infecções neonatais; Assistência de Enfermagem na profilaxia mais comuns do recém-nascido (Icterícia neonatal, Problemas respiratórios, Distúrbios metabólicos, Anomalias Congênitas).
Características e história dos serviços de Terapia Intensiva. O ser humano e sua família e a equipe de enfermagem na UTI. A morte e o morrer na óptica da enfermagem. Sistematização da assistência de Enfermagem em situações clínicas graves e de riscos: cardíacos, respiratórios, desequilíbrios ácidos-básicos, distúrbios neurológicos. Citar as situações agudas de Angina, I.A.M. e Arritmias Cardíacas.
Significado e a importância da LIBRAS, Código de ética do intérprete. Intérprete e o professor regente. LIBRAS e seus parâmetros. Surdez, tipos e graus de perda auditiva. Diagnóstico precoce. Surdo e sua cultura. Datilologia; Legislação específica de LIBRAS. Abordagens educacionais. Principais estudiosos da área.
Gestão e Políticas de Saúde e de Enfermagem: SUS; políticas Públicas de Saúde (Rede Cegonha, Atenção Psicossocial e Dependência Química, Urgência e Emergência, Pactos pela Saúde); estratégia de Saúde da Família; política Nacional de Humanização; programas de Avaliação da Qualidade dos Serviços de Saúde; gestão do processo de trabalho em equipes de saúde/enfermagem; gestão do sistema e de organizações de saúde; gerência de serviços em saúde e do cuidado de enfermagem; Educação em Enfermagem: ações de educação em saúde para a criança, o adolescente, a mulher, o homem, o idoso, a família, o trabalhador e as pessoas em situações de vulnerabilidades; metodologias de ensino-aprendizagem; tecnologia da Informação e Comunicação aplicadas à Educação; educação permanente.

NOTA DO ENEM

Você pode utilizar o seu desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio – ENEM – dos últimos 05 anos para fazer um curso superior na UNIGRAN.

PORTADOR DE DIPLOMA

Quem já possui curso superior não precisa participar da prova do Processo Seletivo. É preciso se inscrever pelo site www.vestibularunigran.com.br e comparecer no Núcleo de Apoio Acadêmico com os seguintes acadêmicos: RG, CPF, certidão de nascimento ou casamento, título de eleitor, reservista (sexo masculino), foto 3X4, documento que comprove a conclusão do ensino médio, diploma da Graduação.

PROVA AGENDADA

Vagas remanescentes (aquelas que ainda não foram preenchidas na prova tradicional de Vestibular) acontecem com agendamento prévio.

PROVA DE VESTIBULAR

Há provas tradicionais, marcadas pela UNIGRAN.

TRANSFERÊNCIA

Em desenvolvimento

PERFIL PROFISSIONAL

Como convém a qualquer profissão e especialmente aquelas voltadas à área da saúde, a enfermagem requer vocação e dedicação, pois não há nada mais importante do que a vida e o bem estar. A concentração e a capacidade de improviso são vitais, pois nesta profissão não é possível prever quem será o próximo paciente e de que tipo de cuidados ele vai precisar. Por isso o curso da UNIGRAN, como detalhado no tópico anterior, possui uma extensa gama de estágios supervisionados em todas as possíveis áreas de atuação deste profissional.

O QUE VOCÊ PODE FAZER

Trabalhar em clínicas e hospitais, assim como em assistência domiciliar são apenas algumas das inúmeras possibilidades de trabalho que o enfermeiro possui, são vários os campos de atuação, tais como: Enfermagem Geral; Enfermagem Geriátrica; Enfermagem Médico-Cirúrgica; Enfermagem Obstétrica; Enfermagem Pediátrica; Enfermagem Psiquiátrica; Enfermagem de Resgate; Enfermagem de Saúde Pública; Enfermagem do Trabalho; Ensino (para esta função há a necessidade de habilitação especifica na docência); Gestão da Qualidade; Gestão de Projetos; Pesquisa Clínica, etc.

Programa Institucional

O estudante tem desconto nas mensalidades e, de acordo com a lei, faz até 30 horas de estágio semanal, nos diversos setores da UNIGRAN. Para se inscrever, o aluno procura o Núcleo de Apoio Acadêmico, após matriculado, e preenche ficha própria. De acordo com a disponibilidade de vagas.

Programa Institucional

O estudante que comprovar-se indígena tem 50% de desconto nas mensalidades, concedido pela UNIGRAN. O acadêmico deve participar dos programas de extensão voltados para sua comunidade indígena, em contrapartida

Programa Institucional

Funcionários de organizações cadastradas têm desconto nas mensalidades. Consulte no RH da sua empresa a disponibilidade ou na Tesouraria da Instituição

Programa Institucional

Para os alunos que pagam em dia suas mensalidades, possuem vantagens na UNIGRAN. Informações na Tesouraria

Programa Institucional

Formados pela UNIGRAN possuem desconto de até 50% nas mensalidades para fazer outra graduação na Instituição. Consulte condições na Tesouraria.

Programa Institucional

Familiar de primeiro grau de quem já estuda na UNIGRAN possui desconto nas mensalidades. Para saber mais procure a Tesouraria e saiba como participar.

Programa do Governo Federal

O Fundo de Financiamento Estudantil - FIES - é um programa do Ministério da Educação destinado à concessão de financiamento a estudantes regularmente matriculados em cursos superiores de Instituições de Ensino Superior particulares. O processo seletivo é feito pelo site do programa

Documentação necessária Download

Programa Institucional

Acadêmicos da UNIGRAN que utilizam transporte diário para se deslocar entre as cidades da região para Dourados ou para Campo Grande possuem desconto na mensalidade. Informações na Tesouraria.

Programa do Governo Federal

É um Programa do Governo Federal, que concede bolsas de 50 e 100% de desconto. O processo seletivo é todo feito pelo Governo. Para participar, o interessado deve ter feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) do último ano. O Prouni exige que os estudantes contemplados tenham 75% de aproveitamento em cada semestre.

Documentação necessária Download

Programa do Governo Estadual (MS)

Programa em que o estudante cumpre 20 horas semanais de estágio em instituições conveniadas. O processo de seleção é feito pelo site da Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social de Mato Grosso do Sul (http://www.sedhast.ms.gov.br) sempre no início do ano. O participante é contemplado com 90% de desconto na mensalidade do curso superior, sendo 70% concedido pelo Governo e 20% pela UNIGRAN

Fale com a coordenação

Coordenador(a)

Tatiana Vallezzi Cavichioli

(67) 3411-4264

enfermagem@unigran.br

Horário de atendimento

MATUTINO

Segunda-feira 07:00 às 11:00

Terça-feira 07:00 às 11:00

Quarta-feira 07:00 às 11:00

Quinta-feira 07:00 às 11:00

NOTURNO

Segunda-feira 18:00 às 21:00

Quarta-feira 19:00 às 21:00

Quinta-feira 19:00 às 22:40

Quinta-feira 20:50 às 22:40

UNIGRAN - Centro Universitário da Grande Dourados
FONE: (67) 3411-4141 / Fax: (67) 3411-4167
Rua Balbina de Matos, 2121 - Jd. Universitário
CEP: 79.824-900 - Dourados/MS
Todos os Direitos Reservados

Baixe os apps Unigran