Medicina Veterinária
Habilitação BACHAREL
Reconhecimento Curso Nota 4
Investimento R$ 1323.00
Duração e Periodo INTEGRAL
10 semestres

* Valor da mensalidade com desconto de pontualidade, válido somente para pagamento até o dia 10 de cada mês.
VESTIBULAR INSCRIÇÕES ABERTAS INSCREVA-SE
Na UNIGRAN os futuros médicos veterinários tem a disposição um amplo e completo Hospital Veterinário, com 840m2, que juntos com a Fazenda Escola, com 520 hectares, proporcionam toda e qualquer espécie de desenvolvendo das práticas veterinárias. Desta forma, o profissional que teve acesso a estes recursos durante sua formação, já estará alguns passos na frente da concorrência.

Além disso, possui laboratórios de análises clínicas; de doenças infecciosas e parasitárias; anatomia patológica; fisiopatologia; reprodução; diagnóstico por imagem e odontologia veterinária. De período integral e com duração de 10 semestres, o curso da UNIGRAN possui uma carga horária total de mais de 5000 horas, nas quais os estudantes são preparados para enfrentar todos os desafios da profissão.

Após absorver e assimilar todo esse conhecimento, o médico veterinário está devidamente apto a prestar assistência clínica e cirúrgica a animais domésticos e silvestres. Já na pecuária, tem papel crucial na saúde, alimentação e reprodução de rebanhos, além de outras potencialidades.
Nomenclatura anatômica, partes, planos, e eixos anatômicos, estudo da Osteologia (crânio, vértebras, membro torácico e pélvico), Artrologia, Miologia e Sistema circulatório. Estudo e Dissecação (Cabeça, Pescoço, Membro anterior e posterior) de carnívoros.
: Bioquímica básica (estrutura e função dos aminoácidos, proteínas, enzimas, carboidratos, lipídios, enzimas, ácidos nucléicos e minerais); Metabolismo (catabolismo e anabolismo de carboidratos, aminoácidos, lipídios e ácidos nucléicos), bioquímica da digestão, bioquímica do fígado, bioquímica da respiração; homeostase do cálcio e fósforo; bioquímica renal; bioquímica do leite, ovo, couro, lã, carne e bioquímica clínica.
Estudos das células, estrutura, ultra-estrutura; composição e fisiologia das membranas celulares, substância amorfa e organelas citoplasmáticas. Estudo e conhecimento do ciclo celular e mecanismos de apoptose. Introdução ao estudo da gametogênese. Fecundação, implantação e placentação nos diferentes animais. Estudo do desenvolvimento embrionário e das particularidades em cada espécie.
A medicina veterinária, suas áreas de conhecimento, ensino e escolas. Áreas de formação da medicina veterinária. Conhecimentos sobre a atividade médica veterinária no estado e no país.
Comunicação e linguagem. Língua, linguagem e fala. Modalidade oral e escrita. Variação linguística. Leitura, texto e textualidade. Características macro e micro estrutural do texto.
Anatomia das cavidades do corpo, sistema digestivo, respiratório, urinário, cardiovascular, genital feminino, genital masculino, órgãos linfáticos, sistema nervoso, endócrino, olho, vestibulococlear e sistema tegumentar. Estudo e Dissecação (tórax, abdome, membro torácico, pélvico e sistemas) de carnívoros.
Conteúdos matemáticos utilizados em Bioestatística - Conceito e aplicações da Bioestatística - Métodos científicos - População, Variáveis e Amostragem - Tabelas e Gráficos Estatísticos - Distribuição de Frequências - Medidas de posição de uma amostra. Medidas de dispersão de uma amostra – Probabilidades - Correlação e Regressão - Análise de variância. Programas estatísticos.
Noções gerais de economia; A atividade econômica nacional; a organização e funções de um sistema econômico; demanda oferta, preço e equilíbrio de mercado em regime de concorrência pura; Elasticidade. Estruturas de mercados, a teoria da firma, lei de rendimentos decrescentes. Conceitos e objetivos da administração rural, níveis e áreas empresariais, conceitos e noções gerais de agronegócios.
Conhecimentos histológicos fundamentais, teóricos e práticos, sobre os tecidos, órgãos e sistemas do corpo de animais domésticos; Microscopia óptica e eletrônica, processamento histológico de rotina; Tecido epitelial de revestimento e glandular; Tecido conjuntivo; Tecido adiposo; Tecido cartilaginoso; Tecido ósseo; Tecido muscular; Tecido nervoso; Sistema circulatório; Sistema respiratório; Sistema tegumentar; Sistema digestório; Glândulas anexas do tubo digestório; Sistema urinário; Células do sangue; Sistema imunitário e órgãos linfáticos; Glândulas endócrinas; Aparelho reprodutor.
Linguagem verbal e não verbal como representação da realidade. O processo de comunicação. Leitura, interpretação e produção de textos orais e escritos, com ênfase em seus aspectos estruturais, semânticos, sintáticos, pragmáticos e discursivos. Gêneros textuais. Análise linguística dos textos produzidos pelos acadêmicos. Artigos científicos.
Conceitos de Genética. Modo de ação gênica. Introdução ao Melhoramento Genético Animal. Genética de Populações. Genética Quantitativa. Variabilidade genética. Parâmetros Genéticos. Evolução. Seleção entre populações.
Conceitos básicos de Ecologia. Ciclos biogeoquímicos. Poluição. Conservação dos recursos naturais. Gerenciamento de recursos naturais. Saúde Ambiental. Saneamento Ambiental. Importância da ecologia e o papel do homem no meio ambiente. Conservação dos Recursos Naturais. Poluição da água, ar e solo. Saúde pública. Saneamento Básico. Tratamento e disposição final de resíduos sólidos. Desenvolvimento sustentado e planejamento ambiental.
Introdução a princípios e conceitos da investigação epidemiológica em doenças infecciosas e não-infecciosas. Estudos da distribuição e comportamento dinâmico de doenças em populações e sua implicação para um melhor conhecimento dos fatores de risco, métodos de transmissão, patogênese e prevenção destas doenças.
Fisiologia Geral: Conceitos e aplicabilidade dos processos fisiológicos dos diversos sistemas das espécies domésticas. Aspectos teóricos e práticos das diversas atividades de cada órgão e, consequentemente, a do organismo animal como um todo. Fisiologia do Sistema Nervoso. Órgãos sensoriais. Fisiologia da Sistema Cardiovascular. Respiração e Metabolismo Animal. Fisiologia do Sistema Digestório.
Conceitos de resistência, imunidade e imunoprofilaxia. Morfologia dos órgãos linfóides e células do sistema imune. Interações celulares, formação de anticorpos e reações antígeno-anticorpo. Testes imunológicos aplicados à Medicina Veterinária. Reações celulares: tolerância imunológica, hipersensibilidade, transplantes e fenômenos de autoimunidade. Princípios de imunidade nas viroses, parasitoses, micoses e bacterioses de interesse em Medicina Veterinária.
Introdução à parasitologia – Conceitos de parasitologia, associação entre seres vivos, graus e modalidades de parasitismo, períodos parasitológicos e clínicos, propagação de parasitos, hospedeiros intermediários e definitivos. Regras de nomenclatura zoológica – Sistemática e classificação zoológica , Phylum Arthropoda, Phylum Protozoa: Morfologia, classificação, biologia, importância, patogenia, sintomatologia, diagnóstico e controle dos principais parasitos em Medicina Veterinária. Técnicas laboratoriais de auxílio ao diagnóstico em Medicina Veterinária.
Semiologia: definições e importância; Postura, ética e conduta do Médico Veterinário; Materiais necessários; Administração de medicamentos; Manejo e métodos semiológicos com métodos de contenção; Avaliação do animal: anamnese, exame clínico e exames complementares; Semiologia dos sistemas digestório, cardiovascular, respiratório, urinário, reprodutor masculino, reprodutor feminino, locomotor, nervoso e pele.
Introdução ao valor nutritivo, composição e classificação dos grupos de alimentos: sais minerais, cereais, leguminosas, capineiras, concentrados, silagens e fenos. Padrões e normas de alimentação animal. Alimentos utilizados e seu processamento na nutrição animal. Nutrientes e seu metabolismo. Exigências nutricionais para mantença, produção e reprodução dos animais. Formulação e balanceamento de ração e sais minerais. Uso de aditivos promotores de crescimentos em nutrição animal. Aspectos econômicos da alimentação animal na região e no Brasil.
Fisiologia Veterinária: Fisiologia da musculatura, pele e tecido ósseo. Fisiologia da Sistema Hematopoiético. Fisiologia do Sistema Urinário. Endocrinologia – Glândulas endócrinas. Fisiologia do Sistema Reprodutor: Reprodução em mamíferos do sexo masculino e feminino: Glândulas mamárias e lactação. Reprodução em aves. Comportamento dos animais domésticos: Fisiologia do Estresse.
Morfologia Vegetal; Fisiologia Vegetal; Plantas Forrageiras mais utilizadas no Brasil; Implantação de Pastagens; Consórcio Gramínea-Leguminosa; Degradação de Pastagens; Recuperação e Renovação de Pastagens Degradadas; Manejo de Pastagens; Plantas invasoras em pastagens; Pragas que Atacam Pastagens; Integração Agricultura x Pecuária; Capineiras; Sistemas de Produção de Silagem e Feno.
O papel da ciência. Níveis de conhecimento. Método e técnica de leitura. Trabalhos acadêmicos: revisão bibliográfica; fichamentos bibliográficos e gerais; Normas de citação bibliográfica; relatórios de pesquisa; resumos; elaboração de projeto de pesquisa; pesquisa qualitativa e quantitativa; referências bibliográficas; apresentação gráfica de trabalhos acadêmicos; normas da ABNT; Perfil do jovem pesquisador: currículo. Organização dos estudos na universidade. Caminhos para a produção do conhecimento. Diretrizes para elaboração de trabalhos científicos. Aspectos técnicos da apresentação de trabalhos científicos.
Introdução ao Phylum Platyhelmintes – Classes Cestoda e Trematoda, Phylum Nemathelmintes – Classe Nematoda. Morfologia, classificação, biologia, patogenia, sintomatologia, diagnóstico epidemiologia, importância e controle dos principais parasitos em Medicina Veterinária.
Processos patológicos básicos provocados pelas doenças; Diagnóstico, prognóstico e resposta terapêutica; Conceito de patologia, finalidades e métodos utilizados; Alterações celulares como degenerações, infiltrações, necrose e apoptose; Distúrbios no crescimento e na diferenciação celular; Pigmentos; Alterações do líquido corporal; Trombose, embolia e infarto; Inflamação e reparação; Neoplasias.
Panorama da suinocultura nacional e mundial. Origem, história, evolução e classificação dos suínos. Raças, cruzamentos e melhoramento genético. Sistemas, tipo e organização da produção de suínos. Instalações e equipamentos. Manejo reprodutivo geral: Manejo e alimentação de suínos nas diferentes fases da vida. Manejo pré-abate, abate de suínos e qualidade da carne e bem estar animal. Operações de manejo, sanidade e ambiência. Doenças infecciosas, carências e metabólicas dos suínos: Etiologia susceptibilidade, transmissão, distribuição geográfica, patogenia, diagnóstico clínico e laboratorial, prognóstico, tratamento profilaxia e controle. Inseminação artificial em suínos. Atualidades na produção de suínos.
Introdução ao estudo dos vírus considerando suas propriedades gerais, mecanismos de replicação, genética, patogenia, reposta do hospedeiro frente às infecções virais, quimioterapia, sensibilidade a agentes físicos e químicos, epidemiologia, controle e profilaxia. Estudo dos métodos de diagnóstico das infecções virais. Introdução e Histórico (Virologia); Estrutura da partícula viral e composição dos vírus; Classificação dos vírus; Ciclo de replicação viral; Patogênese das infecções virais; Genética viral; Mecanismos de patogenicidade e resposta do hospedeiro; Noções de epidemiologia, profilaxia e controle das infecções por vírus; Antivirais. Mecanismo de ação; Sensibilidade a agentes físicos e químicos; Estudo e caracterização dos principais vírus de interesse em Medicina Veterinária: Vírus DNA: Parvovírus, Adenovírus, Herpesvírus, Poxvírus; Vírus RNA: Picornavírus, Reovírus e Rotavírus, Arbovírus, Flavivírus, Coronavírus, Retrovírus, Rhabdovírus, Orthomyxovírus e Paramyxovírus.
Estudo dos principais grupos de bactérias de interesse em microbiologia médico-veterinária considerando aspectos concernentes a características morfo-tintoriais, classificação, fisiologia, metabolismo, genética, patogenia, imunidade, toxigenicidade, quimioterapia, sensibilidade a agentes físicos e químicos, epidemiologia, controle e profilaxia.
Importância econômica e social da bovinocultura no Brasil e no mundo. Estudo das principais raças de bovinos de corte, leite ou mista, envolvendo morfologia e conformação raciais. Estudo da composição (cria, recria e engorda) e do sistema de produção do rebanho. Manejo genético, nutricional, reprodutivo e sanitário dos sistemas de produção da bovinocultura de corte e leite.
Conceitos teóricos fundamentais. Técnicas de radiologia e ultrassonografia e equipamentos. Radiologia canina, felina e locomotora em equinos. Ultrassonografia abdominal canina e felina. Fisiologia e principais patologias. Conteúdo: 1.TEORIA E EQUIPAMENTO (Raios-X: Histórico, A física radiológica, O aparelho de raio-X e acessórios, Propriedades radiográficas); (Ultrassom: Histórico, A física ultrassonográfica, O aparelho de US e acessórios, Técnicas de varredura US, Artefatos ); 2. FISIOLOGIA E PATOLOGIAS: (Raios-X: Fraturas e classificações, Aspectos radiográficos das principais afecções do aparelho locomotor de cães, Aspectos radiográficos das principais afecções do crânio de pequenos animais, Aspectos radiográficos das principais afecções de coluna vertebral em cães, Aspectos radiográficos das principais afecções do esôfago e estômago de cães, Principais aspectos radiográficos do aparelho urinário em cães, Aspectos radiográficos das principais afecções do aparelho locomotor de equinos); (US: Fígado, Baço, Aparelho urinário, Aparelho reprodutor do macho, Aparelho reprodutor da fêmea).
Farmacologia veterinária: Noções de farmacocinética e farmacodinâmica. Mecanismo de ação e efeito colateral dos principais grupos farmacológicos, bem como sua indicação para as principais enfermidades. Introdução à Farmacologia Veterinária e calculo de doses. Farmacocinética, Farmacodinâmica, Introdução à transmissão neuro-humoral e ao sistema nervoso autônomo, Farmacologia colinérgica, Drogas que agem no SNC parte I, Drogas que agem no SNC parte II, Drogas que agem no SNC parte III, Drogas que agem no SNC parte IV, Drogas que agem no SNC parte V, Drogas antiinflamatórias I, Drogas antiinflamatórias II, Revisão da Fisiologia Renal e drogas diuréticas, Equilíbrio hidroeletrolítico, Antimicrobianos I, Antimicrobianos II, Fármacos anti-úlceras e moduladores da motilidade.
Noções básicas de aquicultura sustentável; Principais espécies cultivadas na produção animal; Anatomia e Fisiologia dos peixes; Tipos de Sistemas de Produção; Instalações para piscicultura; Características físicas, químicas e biológicas da água; Nutrição e manejo alimentar; Manejo Reprodutivo; Reversão Sexual de tilápias; Sanidade: Doenças e parasitos de peixes cultivados; Despesca e abate; Beneficiamento do pescado; Controle de qualidade, critérios de inspeção.
Sociologia Rural: Noções de Sociologia Rural. Formação e evolução da estrutura agrária brasileira, sul-mato-grossense e em faixa fronteira, e suas implicações econômicas e sociais. O Estado e a questão fundiária. Os movimentos sociais no meio rural. A questão da terra e a reforma agrária. A terra como Direito Humano Fundamental; As terras indígenas. Meio Ambiente rural e urbano. Caracterização dos produtores rurais: tipo de produtor e a distribuição da renda. Êxodo rural. As estruturas de produção presentes no meio rural e sua integração com os complexos produtivo-industriais. As transformações recentes da pecuária brasileira, especialmente o processo de modernização, bem como suas implicações sobre a Estrutura Agrária. Extensão Rural: origem, evolução, conceitos, filosofia, objetivos; Instituições Públicas e privadas de assistência técnica e Extensão Rural; Métodos de Extensão Rural; Comunicação Rural, Transferência e Difusão de Tecnologia; Integração entre Extensão Rural e Pesquisa Agropecuária; Desenvolvimento Sustentável da comunidade, levantamento de dados e conhecimento da realidade, ações e procedimentos para desenvolvimento da comunidade rural.
Introdução à tecnologia de alimentos. Importância socioeconômica dos alimentos de origem animal (POA); Atuação do médico veterinário na área de tecnologia de POA e derivados; aspectos de higiênico-sanitário de carnes e derivados. Aborda a tecnologia do processamento dos alimentos, descrevendo os fundamentos da conservação dos mesmos, suas características, equipamentos típicos, qualidade do produto processado, embalagens apropriadas e aspectos da tecnologia de leite e derivados, carnes e derivados e ovos. Conceito, origem e importância da análise sensorial de alimentos. Elementos de avaliação sensorial e métodos de análise sensorial.
Introdução a anestesiologia veterinária. Medicação pré-anestésica. Anestesia local. Anestesia dissociativa. Anestesia geral. Anestesia geral inalatória. Anestesia em pacientes especiais. Ressuscitação cardiopulmonar.
Evolução da avicultura no Brasil. Classificação taxonômica e zootécnica de aves. Biologia da produção de aves. Criações industriais e caipiras. Instalações e equipamentos na avicultura de corte e postura. Alimentação de aves de corte e postura. Manejo reprodutivo de matrizes para corte e postura. Melhoramento genético de aves de corte e postura. Práticas de criação, planejamento avícola e manejo da criação de frangos de corte e poedeiras. Sistemas de criação. Abatedouros e processamento de ovos. Classificação e comercialização de carcaças e ovos. Criação de outras espécies avícolas, peru, codorna, faisão, pato, marreco, avestruz e galinha d'Angola. Impactos ambientais: prevenção e controle.
Introdução ao estudo das Enfermidades Infecciosas e parasitárias dos animais. Conceitos fundamentais em Saúde Animal, abordando etiologia, patogênese, epidemiologia, sinais clínicos, diagnóstico, controle e tratamento das principais doenças determinadas por bactérias, vírus, fungos, clamídeas e rickettsias. Conteúdo: Introdução ao diagnóstico veterinário; Enfermidades vesiculares dos animais domésticos; Enfermidades do sistema nervoso dos animais domésticos; Enfermidades do sistema digestório; Enfermidades do sistema respiratório; Enfermidades do sistema musculoesquelético; Enfermidades causadoras de aborto; Enfermidades do sistema tegumentar; Enfermidades do sistema hematopoiético; Controle do carrapato; Controle de moscas; Controle de Sarnas; Controle de Helmintos.
Evolução histórica da saúde pública e saúde coletiva; modelos assistenciais de saúde no Brasil. Noções de em Saúde Pública em relação a zoonoses, higiene dos alimentos e programas sanitários em órgãos públicos e privados. Higiene: Conceitos fundamentais e sua importância. Principais Zoonoses de interesse em Saúde Pública. Controle de roedores e artrópodes. Acidentes com animais peçonhentos. Zoonoses emergentes e reemergentes. Estudo e ecologia dos principais sinantrópicos de interesse em saúde pública. Saúde e doença. Impactos de tecnologias atuais; Importância sanitária, econômica, política e social das zoonoses; Princípios de saneamento básico e ambiental; Destino dos dejetos e do lixo. Atividades básicas de saneamento. O papel do médico veterinário na Saúde Pública. Políticas públicas de atenção à saúde, vulnerabilidade social; grupos minoritários, populações negra e indígena, pessoas com deficiências e mobilidade reduzida.
Sistemas de Inspeção, função e importância, Inspeção industrial e sanitária de carnes e derivados, inspeção industrial de leite e derivados, inspeção sanitária de ovos e derivados e mel; Estabelecimentos de abate, instalações e equipamentos; Higiene e Sanitização dos estabelecimentos, Boas práticas de manipulação, APPCC.
Coleta, conservação e transporte de amostras biológicas. Hematologia clínica veterinária. Bioquímica clínica veterinária. Urinálise. Exame de líquidos corporais. Normas gerais para coleta, conservação e remessa de amostras biológicas para exames laboratoriais, Hematologia clínica veterinária, Provas bioquímicas séricas, Urinálise, Estudo físico-químico e citológico dos líquidos corporais (transudato, exsudato e liquor)
Tópicos inerentes à Patologia Especial Veterinária; Alterações nos diversos órgãos e tecidos de forma teórica e prática; Conteúdo mínimo necessário para elaboração e manutenção de laboratórios; Equipamentos necessários; Conduta profissional; Técnicas de necropsia; Laudos técnicos; Definições referentes à patologia especial; Finalidades e objetivos da realização de necropsias; Equipamentos necessários; Local de realização das técnicas; Instrumentos e biossegurança; Exame do cadáver (retiradas dos conjuntos e exame de órgãos isoladamente); Roteiro de necropsia para pequenos animais; Roteiro de necropsia para grandes animais; Lesões nos animais domésticos; Não-lesões nos animais domésticos; Alterações de pouca importância clínica nos animais domésticos; Alterações pós-mortais nos animais domésticos; Patologia do sistema tegumentar; Patologia do sistema respiratório; Patologia do sistema cardiocirculatório; Patologia do sistema urinário.
Estudo da ética e legislação pertinente a criação de animais silvestres; Estudo da inteiração do homem com meio-ambiente e com animais silvestres; Gestão ambiental em zoológicos; Estrutura hospitalar, centros de triagem e quarentenários; Estudo dos principais répteis, aves e mamíferos silvestres encontrados na fauna brasileira; Contenção, instalações e manejo de animais silvestres. Particularidades anatômicas e fisiológicas das principais espécies silvestres. Animais peçonhentos; Aspectos gerais da clínica e terapêutica de animais silvestres.
Noções sobre os agentes causadores das doenças de importância econômica e em saúde pública, medidas de prevenção das principais doenças infecto-contagiosas e parasitarias dos animais domésticos, bem como a legislação e programas sanitários que regem a defesa sanitária animal do estado de Mato Grosso do Sul, no Brasil e no mundo. Noções de comércio internacional de produtos de origem animal, estrutura do serviço oficial de defesa sanitária, sistematização da informação em defesa sanitária animal, Organização Mundial de Saúde Animal (OIE).
Histórico da ovinocaprinocultura no Brasil. Objetivos. Importância. Principais raças de ovinos e caprinos. Instalações e equipamentos. Manejo alimentar, reprodutivo e sanitário. Melhoramento genético. Produtos e subprodutos. Comercialização.
Tópicos inerentes à Patologia Especial Veterinária; Alterações macro e microscópicas nos animais domésticos e de produção; Patologia do sistema nervoso; Patologia do sistema muscular; Patologia do sistema digestório; Patologia dos órgãos associados ao trato digestório; Patologia do sistema genital.
Definição e Estrutura do Relatório Parcial. Elaboração do projeto nas normas do comitê de ética em utilização animal. Pesquisa descritiva e experimental. Relato de Caso. Importância da metodologia e da coleta de dados. Elaboração de artigo científico. Importância da divulgação da pesquisa científica; Tipos de artigos científicos; Elaboração de artigo científico; Formatação de artigos científicos: elementos pré-textuais, textuais e pós-textuais; Normas para submissão de artigos para a Revista Eletrônica da Faculdade de Ciências Exatas e Agrárias Apresentação do artigo científico.
Introdução ao estudo da cirurgia veterinária. Instrumental cirúrgico. Pré e pós-operatório. Tempos operatórios. Cirurgias especiais.
Estudo clínico, patológico, diagnóstico, tratamento e controle das principais intoxicações por substâncias químicas. Micotoxicoses. Plantas tóxicas: classificação, identificação, princípios tóxicos. Controle.
Cirurgia veterinária: Noções de patologia cirúrgica, dos procedimentos cirúrgicos nas enfermidades do sistema digestório, respiratório, tegumentar, reprodutor e urinário. Obstetrícia veterinária: procedimentos cirúrgicos no sistema reprodutor de fêmeas, com ênfase ao período próximo ao parto. Gestação normal nas diferentes espécies, bem como as possíveis evoluções patológicas.
Noções do processo de criação de equinos. Formação e evolução dos equinos e suas implicações econômicas e sociais. Transformações recentes da equideocultura brasileira, especialmente o processo de modernização, bem como suas implicações sobre a Estrutura Agrária e urbana. Manejo reprodutivo, nutricional e sanitário dos equinos. Identificação das raças com suas aptidões: Árabe, Andaluz, Puro-Sangue-Inglês, Quarto-de-milha, Manga larga marchador, Manga larga, Pantaneiro, Campolina, Crioulo. Introdução à equideocutura: Importância da equidecultura na veterinária; pelagem dos equinos; Psicologia equina: Evolução, Aproximação, Vícios; Reprodução: Fisiologia, Cio, Cuidados com o garanhão; Avaliação da idade: Avaliação da idade através do desgaste dentário; Local de criação: Sistema intensivo, Sistema extensivo; Tipos de equinos segundo sua utilização; Pastagens: Tipos de volumosos, Manejo de pastagens; Nutrição: Necessidades nutricionais para as diversas utilizações dos equinos; Sanidade: Vacinação; Sanidade: Controle estratégico das principais enfermidades; Emergências: Tratamento de feridas e fraturas, enfermidades/cuidados com neonato Tratamento da cólica, Tratamento de problemas dos sistemas respiratório, locomotor, nervoso, tegumentar, digestório e urinário.
Principais enfermidades que acometem os animais de pequeno porte, incluindo importantes aspectos fisiopatológicos e sua correlação com as manifestações clínicas e com a aplicação de métodos para levantamento da suspeita clínica, estabelecimento do prognóstico e da terapêutica, além do estabelecimento de procedimentos preventivos, envolvendo a saúde do animal e da população. Conteúdo: 1.Introdução à Clínica Médica de Pequenos Animais/Orientação Pediátrica (Definição/conceito da disciplina; definição sobre o papel do clínico, técnica e socialmente; Orientação sobre a aquisição de um animal de companhia; importância do proprietário para o animal, e vice e versa; Cuidados com a alimentação e higiene do filhote; A primeira consulta com o médico veterinário; Vacinação e desverminação; Principais verminoses do cão e do gato); 2. Terapêutica /Clínica Geral (Prescrição; Fluidoterapia); 3.Dermatologia (Dermatoses Parasitárias; Dermatoses bacterianas; Dermatoses fúngicas; Noções sobre dermatoses de origem imunológica; Noções sobre dermatoses de origem hormonal; Otopatias); 4.Gastroenterologia dos Carnívoros Domésticos (Introdução à gastroenterologia; Disfagia, halitose e sialorréia; Vômito; Regurgitação; Diarréia aguda e crônica; Gastrite Aguda e Crônica; Úlcera Gástrica; Enterite Aguda e Crônica; Gastrenterites Hemorrágicas); 5.Afecções do Sistema Urinário (Insuficiência Renal Aguda e Crônica; Glomerulonefrite; Urolitíase; Cistite; Doenças do Trato Urinário Inferior dos Felinos); 6.Enfermidades Infecciosas e Parasitárias de Pequenos Animais (Hemoparasitoses; Cinomose; Traqueobronquite Infecciosa Canina; Hepatite Infecciosa canina; Gastrenterites Virais Caninas; Leptospirose; Raiva; Leishmaniose canina; Doenças Respiratórias Felinas; Imunodeficiência Viral Felina; Panleucopenia; Neoplasia Viral Felina; Peritonite Infecciosa Felina); 7.Anemias (Classificação, causas; Condutas terapêuticas; Transfusão de sangue); 8.Afecções do Sistema Respiratório (Terapêutica das Pneumopatias; Doenças Pulmonares; Doenças Brônquicas; Edema Pulmonar); 9.Endocrinologia (Diabetes Mellitus; Diabetes Insípidus; Hipotireoidismo; Hiperadrenocorticismo; Hipoadrenocorticismo); 10.Doenças do Fígado e do Pâncreas( Hepatite; Complexo Colângio-hepatite; Lipidose Hepática; Encefalopatia Hepática; Pancreatite; Insuficiência Pancreática Exócrina; Doença da Má absorção); 11.Afecções do Sistema Cardíaco (Insuficiência Cardíaca Congestiva; Cardiomiopatia Dilatada; Cardiomiopatia Hipertrófica; Cardiopatias Congênitas; Doenças Valvulares e Endocárdicas Adquiridas; Aspectos Clínicos da Dirofilariose).
Os estudantes analisam e elaboram o diagnóstico, tratamento e prevenção das diversas doenças que acometem ruminantes, baseando-se em anamnese, etiologia, epidemiologia, patogenia, diagnóstico, diagnóstico diferencial, sintomatologia, tratamento, coleta e envio de material para laboratório, bem como conhecimentos teóricos e práticos nas áreas de manejo nutricional, reprodutivo, calendário sanitário, instalações, infra estrutura, doenças do recém-nascido ,bem estar animal, e gestão da empresa rural.
As relações de deontologia, moral e ética com a atuação profissional; A legislação profissional; Entidades de classe; O código de deontologia e ética profissional médico veterinária; A função social do médico veterinário como agente transformador. Ética no uso de animais em ensino e pesquisa. Função da medicina veterinária nas diferentes áreas de atuação e função do responsável técnico e as respectivas normas e procedimentos; Política científica e tecnológica.
Fisiologia da reprodução dos animais domésticos (macho). Particularidades das diferentes espécies domésticas e de produção. Possíveis patologias reprodutivas. Aplicabilidade de diferentes tecnologias que são utilizadas na manipulação artificial da reprodução destes animais. Anatomia reprodutiva do macho; Diferenciação sexual macho. Endocrinologia da reprodução. Puberdade. Ciclos reprodutivos nas espécies de produção e domésticas. Espermatogênese, maturação epididimária, ejaculação e sêmen. Avaliação andrológica. Tecnologia do sêmen. Comportamento sexual. Transporte de gametas. Infertilidade, distúrbios reprodutivos no macho. Biotecnologias reprodutivas.
Principais enfermidades que acometem os animais de pequeno porte, incluindo importantes aspectos fisiopatológicos e sua correlação com as manifestações clínicas e com a aplicação de métodos para levantamento da suspeita clínica, estabelecimento do prognóstico e da terapêutica, além do estabelecimento de procedimentos preventivos, envolvendo a saúde do animal e da população.
Conceitos para o desenvolvimento de competências e habilidades dos estudantes na abordagem da empresa rural, com a elaboração de diagnóstico, tratamento, controle e prevenção das doenças que acometem ruminantes, correlacionando o histórico do animal e do rebanho, coleta e envio de material para laboratório, bem como conhecimentos teóricos e práticos nas áreas de manejo nutricional, reprodutivo, sanitário, instalações, infra-estrutura, elaboração de programa de saúde animal, rastreabilidade, boas práticas agropecuárias e assistência técnica em propriedades rurais.
O estágio curricular supervisionado visto como um instrumentalizador da prática pedagógica, permeando todas as disciplinas e prevendo a intervenção ao longo do curso, propõem que a prática seja vivida e pensada por meio de reflexões, projetos, ações de intervenção na realidade de medicina veterinária. propõe atividades práticas e teóricas em um contexto político, social e econômico, buscando integrar os diferentes conteúdos, além do contato direto com a realidade local em que a profissão está inserida.
Tecnologias reprodutivas, Ginecologia e diagnóstico de gestação, Manejo reprodutivo de rebanhos (índices de produção), Biotecnologias reprodutivas, Inseminação artificial, Sincronização de cio, Ultrassonografia, Transferência de embriões, Criopreservação de gametas (embriões), OPU-MIV-FIV.
Definição e Estrutura do Relatório Parcial. Elaboração do projeto nas normas do comitê de ética em utilização animal. Pesquisa descritiva e experimental. Relato de Caso. Importância da metodologia e da coleta de dados. Elaboração de artigo científico. Importância da divulgação da pesquisa científica; Tipos de artigos científicos; Elaboração de artigo científico; Formatação de artigos científicos: elementos pré-textuais, textuais e pós-textuais; Normas para submissão de artigos para a Revista Eletrônica da Faculdade de Ciências Exatas e Agrárias Apresentação do artigo científico.
O estágio curricular supervisionado visto como um instrumentalizador da prática pedagógica, permeando todas as disciplinas e prevendo a intervenção ao longo do curso, propõem que a prática seja vivida e pensada por meio de reflexões, projetos, ações de intervenção na realidade de medicina veterinária.
Significado e a importância da LIBRAS, Código de ética do intérprete. Intérprete e o professor regente. LIBRAS e seus parâmetros. Surdez, tipos e graus de perda auditiva. Diagnóstico precoce. Surdo e sua cultura. Datilologia; Legislação específica de LIBRAS. Abordagens educacionais. Principais estudiosos da área.
Conteúdos programáticos previstos nas Diretrizes Curriculares Nacionais para o Curso de Graduação em Medicina Veterinária, relacionados às habilidades e competências para a atualização permanente a respeito dos assuntos estudados durante o curso e complementação de áreas afins. Discussão e aprofundamento de assuntos relevantes a Medicina Veterinária no cenário contemporâneo, considerando os pressupostos básicos do curso e a indicação dos alunos.

NOTA DO ENEM

Você pode utilizar o seu desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio – ENEM – dos últimos 05 anos para fazer um curso superior na UNIGRAN.

PORTADOR DE DIPLOMA

Quem já possui curso superior não precisa participar da prova do Processo Seletivo. É preciso se inscrever pelo site www.vestibularunigran.com.br e comparecer no Núcleo de Apoio Acadêmico com os seguintes acadêmicos: RG, CPF, certidão de nascimento ou casamento, título de eleitor, reservista (sexo masculino), foto 3X4, documento que comprove a conclusão do ensino médio, diploma da Graduação.

PROVA AGENDADA

Vagas remanescentes (aquelas que ainda não foram preenchidas na prova tradicional de Vestibular) acontecem com agendamento prévio.

PROVA DE VESTIBULAR

Há provas tradicionais, marcadas pela UNIGRAN.

TRANSFERÊNCIA

Em desenvolvimento

PERFIL PROFISSIONAL

Assim como todos os profissionais que lidam com a saúde humana, estes que são responsáveis pela saúde e bem estar animal, precisam seguir os mesmos princípios éticos, pois independente do nível de racionalidade, estão lidando com vidas, com seres que sentem dor, fome e frio.

A fim de ir ao encontro das necessidades dos animais e de seus proprietários ou protetores, a UNIGRAN coloca no mercado um veterinário capacitado para atuar em todos os segmentos da veterinária, levando sempre em consideração as características sociais e econômicas do público atendido.

O QUE VOCÊ PODE FAZER

A Abinpet (Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação), coloca o Brasil entre os primeiros mercados do mundo para este setor, movimentando cerca de R$ 20 bilhões em 2016. Além do universo pet, a agropecuária, um dos motores da economia brasileira, é um segmento que demanda veterinários de forma perene, em virtude do aumento do rebanho e também por sua crescente diversificação.

Entretanto, a lista de opções de trabalho para o médico veterinário é extensa, como por exemplo: Clínica e cirurgia de animais de pequeno porte; Centros de pesquisa; Indústria de produtos para animais; Indústria de produtos de origem animal; Conservação de espécies; Perícia técnica; Produção e sanidade animal; Saúde pública veterinária; Tecnologia de produção animal, etc.

Programa Institucional

O estudante tem desconto nas mensalidades e, de acordo com a lei, faz até 30 horas de estágio semanal, nos diversos setores da UNIGRAN. Para se inscrever, o aluno procura o Núcleo de Apoio Acadêmico, após matriculado, e preenche ficha própria. De acordo com a disponibilidade de vagas.

Programa Institucional

O estudante que comprovar-se indígena tem 50% de desconto nas mensalidades, concedido pela UNIGRAN. O acadêmico deve participar dos programas de extensão voltados para sua comunidade indígena, em contrapartida

Programa Institucional

Funcionários de organizações cadastradas têm desconto nas mensalidades. Consulte no RH da sua empresa a disponibilidade ou na Tesouraria da Instituição

Programa Institucional

Para os alunos que pagam em dia suas mensalidades, possuem vantagens na UNIGRAN. Informações na Tesouraria

Programa Institucional

Formados pela UNIGRAN possuem desconto de até 50% nas mensalidades para fazer outra graduação na Instituição. Consulte condições na Tesouraria.

Programa Institucional

Familiar de primeiro grau de quem já estuda na UNIGRAN possui desconto nas mensalidades. Para saber mais procure a Tesouraria e saiba como participar.

Programa do Governo Federal

O Fundo de Financiamento Estudantil - FIES - é um programa do Ministério da Educação destinado à concessão de financiamento a estudantes regularmente matriculados em cursos superiores de Instituições de Ensino Superior particulares. O processo seletivo é feito pelo site do programa

Documentação necessária Download

Programa Institucional

Acadêmicos da UNIGRAN que utilizam transporte diário para se deslocar entre as cidades da região para Dourados ou para Campo Grande possuem desconto na mensalidade. Informações na Tesouraria.

Programa do Governo Federal

É um Programa do Governo Federal, que concede bolsas de 50 e 100% de desconto. O processo seletivo é todo feito pelo Governo. Para participar, o interessado deve ter feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) do último ano. O Prouni exige que os estudantes contemplados tenham 75% de aproveitamento em cada semestre.

Documentação necessária Download

Programa do Governo Estadual (MS)

Programa em que o estudante cumpre 20 horas semanais de estágio em instituições conveniadas. O processo de seleção é feito pelo site da Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social de Mato Grosso do Sul (http://www.sedhast.ms.gov.br) sempre no início do ano. O participante é contemplado com 90% de desconto na mensalidade do curso superior, sendo 70% concedido pelo Governo e 20% pela UNIGRAN

Fale com a coordenação

Coordenador(a)

Thiago Leite Fraga

(67) 3411-4122

medicinaveterinaria@unigran.br

Horário de atendimento

MATUTINO

Segunda-feira 07:30 às 11:30

Quarta-feira 07:30 às 11:30

Quinta-feira 07:30 às 11:30

Quinta-feira 11:30 às 12:30

VESPERTINO

Segunda-feira 13:30 às 17:30

Quarta-feira 13:30 às 17:30

Quinta-feira 13:30 às 17:30

UNIGRAN - Centro Universitário da Grande Dourados
FONE: (67) 3411-4141 / Fax: (67) 3411-4167
Rua Balbina de Matos, 2121 - Jd. Universitário
CEP: 79.824-900 - Dourados/MS
Todos os Direitos Reservados

Baixe os apps Unigran