Design de interiores
Habilitação TECNÓLOGO
Reconhecimento Curso Nota 4
Investimento R$ 446.00
Duração e Periodo NOTURNO
4 semestres

* Valor da mensalidade com desconto de pontualidade, válido somente para pagamento até o dia 10 de cada mês.
VESTIBULAR INSCRIÇÕES ABERTAS INSCREVA-SE
O curso de tecnologia em design de interiores é um fruto natural do desmembramento das profissões, que devido a demanda cada vez mais exigente no que diz respeito aos ambientes internos, criou este profissional específico, especializado e preparado para este fim. O bacharel em Design de Interiores possui todas as credenciais necessárias para projetar os interiores levando em consideração o equilíbrio entre estética, funcionalidade, conforto e custo.

O profissional com esta formação sabe como ninguém definir os materiais mais adequados para revestimentos e acabamentos, assim como as cores e é claro, a disposições do mobiliário no ambiente, respeitando as preferências e condições do cliente. Seu trabalho se da em conjunto com outras profissões correlatas, como arquitetos, marceneiros, pedreiros, pintores e eletricistas.

E para atingir o elevado nível de formação, a UNIGRAN coloca a disposição dos acadêmicos uma enorme gama de títulos relacionados ao tema, disponíveis na biblioteca, como também diversos laboratórios onde a realidade profissional é simulada de maneira fidedigna. Além disso, eventos de abrangência regional como o UNIGRAN Decor, são uma oportunidade excepcional para os alunos aplicarem o que aprendem em sala de aula.
Estudos práticos e teóricos sobre a expressão e a linguagem do desenho. Desenho de percepção. Aprofundamento das técnicas e da elaboração do desenho. Desenho de observação de objetos. Organização dos elementos compositivos na superfície bidimensional. Enquadramento e representação de planos. Criação de volume através do uso de variação tonal (luz e sombra). Noções básicas de perspectiva e técnica de aquarela A proposta da representação gráfica e sua manifestação como meio de expressão individual. Os elementos visuais (o ponto, a linha, a forma, texturas). Sólidos geométricos. Desenho geométrico e linguagem visual. Relações formais de diferença, semelhança, congruência, equivalência, simetria e translação de figuras planas.
Conceitos de desenho arquitetônico. Vocabulário técnico. Representação dos elementos arquitetônicos. Escalas e cálculos arquitetônicos. Prática do desenho técnico no plano bidimensional. Representação gráfica de planta, layouts, cortes, elevações, vistas, implantação e locação. Diagramação de prancha para apresentação. Normas Técnicas de representação gráfica.
Aspectos da produção artística e sua relação com a cultura na qual foi concebida. Conceitos, valores e questões estéticas presentes nos principais movimentos artísticos, da Pré-história ao século XX. A história da arte no Brasil. A relação entre arte e design. A arte aplicada no cotidiano do profissional.
Conceitos, experiências e descobrimentos desenvolvidos ao longo do tempo acerca do Design, estudo sobre a história e evolução do Design de Interiores. Princípios básicos do Design de Interiores. Características e desenvolvimento da profissão nas áreas de atuação do Designer de Interiores. Estudo sobre Designers que marcaram época e desenvolveram métodos e formas de trabalho nos espaços de interiores. Estudo sobre estilos na decoração, adaptação dos espaços e do mobiliário. Processos de elaboração de briefing, contato com o cliente, organização e levantamento de dados. Primeiros passos para se projetar interiores.
Linguagem verbal e não verbal como representação da realidade. O processo de comunicação. Leitura, interpretação e produção de textos orais e escritos, com ênfase em seus aspectos estruturais, semânticos, sintáticos, pragmáticos e discursivos. Gêneros textuais. Análise linguística dos textos produzidos pelos acadêmicos. Semiótica e suas diferentes perspectivas no conhecimento, comunicação, estética e design.
A cor como elemento de comunicação visual. Conceito, definições, classificação, percepção e propriedades da cor na comunicação visual. O processo criativo em trabalhos teóricos e práticos. Estudos gráficos com aplicações no contexto bidimensional e tridimensional no Design de Interiores. Aplicações conceituais na prática.
Conceitos de desenho arquitetônico. Vocabulário técnico. Representação dos elementos arquitetônicos. Escalas e cálculos arquitetônicos. Prática do desenho técnico no plano bidimensional. Representação gráfica de planta, layouts, cortes, elevações, vistas, implantação e locação. Diagramação de prancha para apresentação. Normas Técnicas de representação gráfica.
Abordagem de aspectos culturais aplicados ao design: identidade, estilo de vida, gosto estético, formas, ecologia cognitiva e etnografia urbana. Leitura antropológica da vida cotidiana com ênfase nos objetos e nos ambientes. Apresentar os aspectos que compõem a cultura brasileira, seus elementos e as diferenças étnicas, sociais e regionais. Conhecer os fatores que interferem na identidade cultural. Introdução à análise etnográfica das práticas cotidianas: uso dos objetos, a relação com o lugar, as interações pessoais. Influência do design na sociedade.
Estudo da história e introdução das práticas ergonômicas. Conceitos, características e desenvolvimento da ergonomia para avaliação do desempenho do sistema homem-máquina, trabalho-ambiente aplicado ao Design de Interiores. Usabilidade dos produtos (relações operador–objeto–usuário). Estudo sobre Antropometria e a relação das dimensões humanas e os espaços interiores. A adaptação dos espaços e do mobiliário para o conforto ergonômico. Aplicação dos estudos ergonômicos em projetos de interiores.
Conceitos básicos e finalidades das maquetes físicas. Etapas de desenvolvimento. Materiais e ferramentas para produção. Técnicas artesanais. Oficinas práticas de confecção de maquetes e modelos. Experimentação de materiais.
Análise crítica sociocultural do espaço que será projetado, compreensão bi e tridimensional e das técnicas projetuais. Desenvolvimento de projeto de design de interiores em ambientes residenciais. Ênfase em estudos preliminares e anteprojetos privilegiando a interdisciplinaridade.
Definições e generalidades sobre o espaço e o ambiente construído. O programa de necessidades e a leitura sensorial. Características e especificação de materiais. Levantamentos de quantitativos. Concept Board e Mood Board. Normas Técnicas e legislação vigentes.
Estudo sobre insolação e ventilação natural. Conceitos básicos relacionados aos fenômenos térmicos aplicados ao projeto de interiores. Estudo dos elementos arquitetônicos, soluções e alternativas para obtenção de espaços abertos e fechados com qualidades adequadas de habitabilidade. Princípios da Termodinâmica e características dos materiais, explorando o condicionamento natural e condicionamento artificial. Estudo de elementos e recursos ambientais para obtenção do espaço com qualidades adequadas de utilização. Princípios do som e características dos materiais, explorando o controle dos sons nos ambientes internos. Princípios da Luz e características dos materiais, explorando o aproveitamento da iluminação natural e racionalização da iluminação artificial.
Bases conceituais: espaço, luz, arquitetura. A Luz: uso e linguagem. A luz como elemento do projeto de interiores: luz natural e luz artificial. Exigências humanas de conforto luminoso. Grandezas luminotécnicas. Abordagem teórico-prática sobre lâmpadas e aparelhos de iluminação empregados na construção civil, objetivando a prática luminotécnica em projetos de Design de Interiores. Conhecimentos sobre instalações prediais básicas, sobretudo, instalações elétricas. Normas Técnicas e legislação vigentes.
Desenvolvimento de estudos e propostas de paisagismo, para qualificação e estruturação de espaços internos, considerando os contextos sociais, culturais, econômicos e ambientais; as dimensões funcionais e simbólicas, as necessidades dos usuários e as demandas do mercado. Proporcionar uma visão crítica e reflexiva dos efeitos que os materiais construtivos e produtos utilizados nos projetos de interiores oferecem ao meio ambiente. Conhecer os princípios e diretrizes da construção sustentável. Normas Técnicas vigentes.
Estudo da visão e da representação gráfica, através da observação. Desenvolvimento da capacidade de expressão do aluno no espaço bidimensional e tridimensional, usando a linha, a forma, a percepção do espaço, a luz e a cor. Familiarização e exploração de potencial expressivo, através do estudo dos instrumentais da linguagem do desenho, em função de uma intenção plástica ou como registro de ideias. Estudos de percepção e interpretação, movimento, equilíbrio, simetria, assimetria, ritmo. Espaços interiores e comunicação visual.
Desenvolvimento de estudos e propostas, em nível de anteprojeto, para espaços interiores comerciais, considerando os contextos sociais, culturais, econômicos e ambientais; as dimensões funcionais e simbólicas, as necessidades dos usuários e as demandas do mercado.
Enfoque de forma sistêmica e eficaz dos processos de elaboração de projetos de interiores mediante a utilização de ferramentas digitais ligadas à Computação Gráfica como, por exemplo, o software AutoCad 2D.
Conceitos e práticas, sempre referidos a atualização do profissional em relação a todos os elementos responsáveis pelo sucesso e sobrevivência do seu negócio. A adequação entre a imagem e o objetivo, entre o financeiro e a ética. Estudo das possibilidades e posturas a serem adotadas em relação a cada segmento que compõe o conteúdo que envolve a sobrevivência e saúde financeira da atividade. Conhecimentos de marketing aplicados. Desenvolvimento da capacidade empreendedora, com ênfase no estudo do perfil do empreendedor, nas técnicas de identificação e aproveitamento de oportunidades, na aquisição e gerenciamento dos recursos necessários ao negócio, fazendo uso de metodologias que priorizam técnicas de criatividade e da aprendizagem proativa.
Cálculo de quantitativo de serviços. Especificações de materiais e serviços. Pesquisa de mercado de materiais, mão-de-obra e equipamentos. Composições de custo unitário. Composição de verba. Composição de BDI. Organização de orçamentos de custo e de venda. Curva ABC. Conceitos de planejamento e controle. Compatibilização de projetos. Planejamento da produção. A cadeia de suprimentos: compras e qualificação de fornecedores, locação de máquinas e equipamentos, planejamento e controle de estoques, recebimento de materiais, armazenagem, gestão da distribuição física. Dimensionamento da mão-de-obra. Planejamento de tempo e de custos. Cronogramas físicos. Parâmetros de controle.
Desenvolvimento de estudos e projetos para eventos efêmeros e cenográficos, considerando os contextos sociais, culturais, econômicos e ambientais; as dimensões funcionais e simbólicas, as necessidades dos usuários e as demandas do mercado. Aplicação prática dos conceitos estudados, priorizando a interdisciplinaridade.
Desenvolvimento de projeto de mobiliário e objetos personalizados para o segmento da ambientação de espaços interiores, considerando os contextos sociais, culturais, econômicos e ambientais; as dimensões funcionais e simbólicas, as necessidades dos usuários e as demandas do mercado. Aplicação prática dos conceitos estudados, priorizando a interdisciplinaridade.
Proporcionar ao aluno a compreensão do espaço 3D e uma visão abrangente dos métodos de modelagem digitais. Dar subsídios ao manejo de vistas, acabamentos e formas de apresentação de projetos de interiores em maquetes eletrônicas.
A aplicação da gestão ambiental e pesquisas em terras indígenas, quilombolas e outras comunidades tradicionais, como forma de minimização de uso indevido e inserção de tecnologias para a melhoria na qualidade de vida e manutenção das tradições. As mudanças climáticas e seus impactos, exigindo mudanças no gerenciamento dos recursos ambientais, com desenvolvimento de pesquisas e acompanhamento de áreas protegidas, especialmente as comunidades indígenas e quilombolas. Pesquisa e desenvolvimento de atividades sustentáveis em áreas de comunidades tradicionais. Direitos Humanos. Relações Étnico-raciais e para o Ensino de História e Cultura Afro-Brasileira e Indígena. Políticas de Meio Ambiente e Sustentabilidade.

NOTA DO ENEM

Você pode utilizar o seu desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio – ENEM – dos últimos 05 anos para fazer um curso superior na UNIGRAN.

PORTADOR DE DIPLOMA

Quem já possui curso superior não precisa participar da prova do Processo Seletivo. É preciso se inscrever pelo site www.vestibularunigran.com.br e comparecer no Núcleo de Apoio Acadêmico com os seguintes acadêmicos: RG, CPF, certidão de nascimento ou casamento, título de eleitor, reservista (sexo masculino), foto 3X4, documento que comprove a conclusão do ensino médio, diploma da Graduação.

PROVA AGENDADA

Vagas remanescentes (aquelas que ainda não foram preenchidas na prova tradicional de Vestibular) acontecem com agendamento prévio.

PROVA DE VESTIBULAR

Há provas tradicionais, marcadas pela UNIGRAN.

TRANSFERÊNCIA

Em desenvolvimento

PERFIL PROFISSIONAL

Com o aumento do nível de exigência dos consumidores, de todas as classes sociais, os ambientes internos atualmente não são mais imaginados e construídos baseados em achismos ou simplesmente em critérios aleatórios. Assim, este profissional precisa além de conhecimento técnico, ter muita sensibilidade para compreender o que é possível e também o que é importante para cada pessoa, de modo que cada trabalho vá sempre ao encontro dos anseios de quem o contratou.

Quem procura este profissional, seja o consumidor final ou alguma empresa, escritório de arquitetura e afins, o faz por não querer mais do mesmo e estar à procura de algo não apenas diferente, mas bonito e útil. Por isso, em cada projeto é preciso dedicação total, para ajuda a solidificar e aumenta a demanda por este tipo de profissional.

O QUE VOCÊ PODE FAZER

Possui uma série de atribuições que o fazem a pessoa certa para projetar o melhor ambiente de convivência, seja em construções residenciais, comerciais e até industriais. Pode atuar no desenho de móveis, criando peças específicas e devidamente adaptadas e harmonizadas com o espaço disponível.

Podem ainda assessorar os clientes durante a compra de móveis e objetos de decoração, elaborar projetos paisagísticos e é claro, planejar de forma ampla o interior de qualquer ambiente, adequando tamanho, formado, cores e texturas ao propósito para o qual foram contratados.

Programa Institucional

O estudante tem desconto nas mensalidades e, de acordo com a lei, faz até 30 horas de estágio semanal, nos diversos setores da UNIGRAN. Para se inscrever, o aluno procura o Núcleo de Apoio Acadêmico, após matriculado, e preenche ficha própria. De acordo com a disponibilidade de vagas.

Programa Institucional

O estudante que comprovar-se indígena tem 50% de desconto nas mensalidades, concedido pela UNIGRAN. O acadêmico deve participar dos programas de extensão voltados para sua comunidade indígena, em contrapartida

Programa Institucional

Funcionários de organizações cadastradas têm desconto nas mensalidades. Consulte no RH da sua empresa a disponibilidade ou na Tesouraria da Instituição

Programa Institucional

Para os alunos que pagam em dia suas mensalidades, possuem vantagens na UNIGRAN. Informações na Tesouraria

Programa Institucional

Formados pela UNIGRAN possuem desconto de até 50% nas mensalidades para fazer outra graduação na Instituição. Consulte condições na Tesouraria.

Programa Institucional

Familiar de primeiro grau de quem já estuda na UNIGRAN possui desconto nas mensalidades. Para saber mais procure a Tesouraria e saiba como participar.

Programa do Governo Federal

O Fundo de Financiamento Estudantil - FIES - é um programa do Ministério da Educação destinado à concessão de financiamento a estudantes regularmente matriculados em cursos superiores de Instituições de Ensino Superior particulares. O processo seletivo é feito pelo site do programa

Documentação necessária Download

Programa Institucional

Acadêmicos da UNIGRAN que utilizam transporte diário para se deslocar entre as cidades da região para Dourados ou para Campo Grande possuem desconto na mensalidade. Informações na Tesouraria.

Programa do Governo Federal

É um Programa do Governo Federal, que concede bolsas de 50 e 100% de desconto. O processo seletivo é todo feito pelo Governo. Para participar, o interessado deve ter feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) do último ano. O Prouni exige que os estudantes contemplados tenham 75% de aproveitamento em cada semestre.

Documentação necessária Download

Programa do Governo Estadual (MS)

Programa em que o estudante cumpre 20 horas semanais de estágio em instituições conveniadas. O processo de seleção é feito pelo site da Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social de Mato Grosso do Sul (http://www.sedhast.ms.gov.br) sempre no início do ano. O participante é contemplado com 90% de desconto na mensalidade do curso superior, sendo 70% concedido pelo Governo e 20% pela UNIGRAN

Fale com a coordenação

Coordenador(a)

Valesca Amaro Cechin

(67) 3411-4245

designdeinteriores@unigran.br

Horário de atendimento

MATUTINO

Terça-feira 10:00 às 11:00

Quinta-feira 10:00 às 11:00

Sexta-feira 10:00 às 10:30

NOTURNO

Segunda-feira 19:10 às 22:40

Terça-feira 19:10 às 22:40

Quarta-feira 19:10 às 22:40

Quinta-feira 19:10 às 21:00

Sexta-feira 19:10 às 21:00

UNIGRAN - Centro Universitário da Grande Dourados
FONE: (67) 3411-4141 / Fax: (67) 3411-4167
Rua Balbina de Matos, 2121 - Jd. Universitário
CEP: 79.824-900 - Dourados/MS
Todos os Direitos Reservados

Baixe os apps Unigran