Engenharia de Software
Habilitação BACHAREL
Reconhecimento Curso Nota 4
Investimento R$ 731.00
Duração e Periodo MATUTINO|NOTURNO
8 semestres

* Valor da mensalidade com desconto de pontualidade, válido somente para pagamento até o dia 10 de cada mês.
VESTIBULAR INSCRIÇÕES ABERTAS INSCREVA-SE
Desde o advento da informática que a demanda por profissionais deste ramo nunca deixou de crescer. E a escalada ascendente está longe de terminar graças a necessidade de automação e organização de diversos setores da economia, que continuamente precisam de implantação, atualização e manutenção de sistemas.

Atualmente, quase 15 mil empresas atuam no ramo da tecnologia da informação somente no Brasil, segundo informações fornecidas pela Abes (Associação Brasileira das Empresas de Software). Ainda conforme a associação, dados de 2015 mostram que o setor movimenta aproximadamente 60 bilhões de dólares por ano e gera cerca de 120 mil empregos diretos.

Sintonizado com as tendências do mercado, o curso de Engenharia de Software da UNIGRAN oferece formação ampla e aprofundada na construção, gerenciamento e manutenção de softwares. Outro ponto forte do curso são as redes de computadores, ao fornecer aos acadêmicos conhecimento teórico e prático na elaboração e instalação deste serviço.
Introdução a algoritmos. Conceituação. Variáveis. Comandos de atribuição. Estruturas de controle. Variáveis compostas homogêneas: vetores e matrizes.
Introdução a engenharia de software: principais conceitos, histórico da engenharia de software e modelos de processo de desenvolvimento de um software. Visão geral do swebok. Mercado de trabalho. Palestras de especialistas da área.
Conceitos básicos sobre a linguagem de programação. Uso de variáveis. Comandos de atribuição. Estruturas de controle: sequencial condicional e repetição. Variáveis compostas homogêneas: vetor e matriz. Estudo dos recursos da linguagem para manipulação de entrada e saída de dados. Recursos visuais.
Linguagem verbal e não-verbal como representação da realidade. O processo de comunicação. Leitura, interpretação e produção de textos orais e escritos, com ênfase em seus aspectos estruturais, semânticos, sintáticos, pragmáticos e discursivos. Gêneros textuais. Análise linguística dos textos produzidos pelos acadêmicos.
Conjunto. Funções. Funções do 1° e 2° grau. Módulo. Função exponencial e logarítmica. Trigonometria. Limites. Derivadas.
Modularização. Variáveis compostas heterogêneas (registros). Manipulação de arquivos. Recursividade.
Introdução à robótica. Hardware de robôs. Planejamento do movimento. Aplicações práticas com lego e programação de robôs.
Manipulação de cadeias de caracteres. Modularização. Variáveis compostas heterogêneas (registros). Manipulação de arquivos. Recursividade.
Interação entre comunicação e sociedade. Inter-relação entre comunicação e informação. Tecnologia da informação e da computação: práxis de leitura, interpretação e produção textual. Comunicação oral: produção e adequação vocabular direcionada à engenharia de software. Interação. Redações documental e técnica voltadas à área específica da engenharia de software.
Análise orientada à objetos. Introdução aos métodos ágeis. Principais práticas dos métodos ágeis: desenvolvimento dirigido por testes, programação pareada, refatoração e integração contínua. Exemplos de métodos ágeis: programação extrema (xp), scrum e rup. Prática em desenvolvimento de um sistema utilizando métodos e práticas ágeis.
Representação de dados e sistemas de numeração. Álgebra booleana, portas lógicas, tabela verdade, implementação de funções lógicas e minimização por mapa de karnaugh. Circuitos combinacionais básicos: multiplexadores, decodificadores e circuitos aritméticos. Sinal do clock. Circuitos sequenciais básicos: latches, flip-flop tipo d e registradores. Uso de ferramentas de projeto e simulação de circuitos digitas.
Bases em sistemas de computação. Organização de computadores: memórias, unidade central de processamento e unidades de entrada/saída. Modos de endereçamento. Conjunto de instruções. Processadores hipotéticos (ramses). Mecanismos de interrupção e de exceção. Barramento, comunicações, interfaces e periféricos. Organização de memória. Memória auxiliar. Arquiteturas risc e cisc. Pipeline.
Requisitos de software. Tipos de requisitos. O processo da engenharia de requisitos. Técnicas de levantamento de requisitos. Análise de requisitos e modelagem conceitual. Métodos e técnicas para a modelagem de sistemas. Documentação de requisitos. Verificação e validação de requisitos. Gerência de requisitos. Reutilização de requisitos.
Ponteiros. Algoritmos de ordenação. Listas lineares e suas generalizações: listas ordenadas, listas encadeadas, pilhas e filas. Árvores e suas generalizações: árvores binárias, árvores de busca e árvores balanceadas (avl), árvores b e b+. Tabelas de dispersão.
Conceitos básicos de banco de dados. Componentes de sistemas de bancos de dados. Modelagem conceitual. Modelo relacional. Álgebra e cálculo relacional. Mapeamento de esquema conceitual para esquema relacional. Restrições de integridade. Dependências funcionais e formas normais. Projeto físico: mapeamento do esquema relacional, índices e linguagem de definição de dados (ddl). Sql: comandos para criação, inserção, alteração e exclusão de dados e consultas simples.
Conceito e aplicações. Eletrônica. Microcontroladores. Eletrônica digital. Desenvolvimento de projetos de robótica com o arduino na linguagem c.
Conceitos: classes, objetos, atributos e métodos. Construtores e destrutores. Modificadores de acesso. Herança. Classes abstratas. Polimorfismo. Interface e relacionamentos entre objetos. Aplicação de reusabilidade e modularidade. Testes de unidade. Padrões de projeto e tratamento de exceções.
Sistemas gerenciadores de banco de dados: arquitetura, gerenciamento de transações, controle de concorrência, recuperação, processamento e otimização de consultas. Bancos de dados distribuídos. Tecnologias e aplicações emergentes de banco de dados.
Introdução a redes de computadores: terminologia, protocolos, serviços e modelos de referência. Protocolos de enlace e tecnologia de redes locais. Comutação por pacotes. Interconexão de redes. Roteamento. Protocolo ip (ipv4 e ipv6). Funções da camada de transporte e protocolos udp e tcp. Funções da camada de aplicação e protocolos de aplicação tcp/ip. Noções de segurança e autenticação. Noções de redes sem fio. Programação de aplicações em redes.
Estrutura e conceitos básicos de sistemas operacionais. Processo: conceitos, sincronização, comunicação, escalonamento. Monoprocessamento e multiprocessamento. Memória virtual. Gerenciamento de memória. Alocação de recursos e deadlocks. Gerenciamento de sistemas de arquivos. Noções de proteção e segurança. Tolerância a falhas em sistemas operacionais.
Introdução a verificação e validação de software. Teste no ciclo de vida. Técnicas de teste de software. Estratégias de teste de software. Planejamento de teste. Depuração, manutenção e teste de regressão. Teste e validação do aspecto comportamental de sistemas. Ferramentas de teste de software. Conceitos de qualidade de produto. Dimensões de qualidade de garvin. Fatores de qualidade de mccall. Normas iso/iec 9126 e iso 2500. Garantia de qualidade.
Fundamentação para desenvolvimento do front-end de aplicações para cliente web. Através da linguagem de marcação html, linguagem de estilo para web css, javascript, ajax, json, jquery e apis de html5.
Apresentação de gerencia de projetos. Metodologia de gerencia de projetos ciclo de vida da gestão de projetos. As práticas de gerencia apresentadas no pmbok. Pmi, mps.br. Estimativa de projeto de software (custo, risco e tempo). Uso de ferramentas de planejamento e acompanhamento de projetos. Ms project. Pratica da gerencia motivação de equipes e a gestão de pessoas. Administração do tempo e reuniões. Gerência por processos.
Prática em linguagens de descrição e manipulação de banco de dados. Entendimento da descrição de esquemas e de visões. Prática com atualização da base de dados. Aprofundamento em experimentos práticos com consultas de bancos de dados. Ferramentas e técnicas utilizadas na solução de problemas de sistemas de informação utilizando bancos de dados. Desenvolvimento de aplicações.
Sintaxe da linguagem de programação. Ambiente de programação visual. Utilização de biblioteca de componentes visuais. Processo de desenvolvimento de software desktop. Criação de interfaces gráficas. Acesso a base de dados utilizando componentes de persistência. Desenvolvimento de relatórios e gráficos.
Projeto de redes estruturadas. Tipos projetos. Levantamento das necessidades do cliente e viabilidade do projeto. Projeto lógico e físico da rede. Virtualização e emulação de rede. Testes e documentação do projeto. Criação e manipulação de servidor web.
Desenvolvimento de back-end de aplicações web com manipulação de banco de dados. Linguagem php: características, elementos da linguagem, sintaxe básica, tipos de dados, variáveis, funções, classes e objetos, estruturas de controle, cookies, seções e acesso ao banco de dados.
Fundamentos da ética. Ética profissional. Legislação profissional. Direitos autorais. Lei de propriedade intelectual de programa de computador(lei nº 9.609, de 19 de fevereiro de 1998) . Código de defesa do consumidor.
Terminologia e fundamentos de gerência de configuração de software. Identificação da configuração. Controle de mudanças. Contabilidade do estado da configuração. Verificação e auditoria da configuração. Desenvolvimento concorrente e geograficamente distribuído. Planejamento da gerencia de configuração. Gerencia de configuração no contexto das normas e dos modelos de melhoria de processo de software. Ferramentas de apoio a gerencia de configuração de software.
Conceito de governança corporativa e de ti. Governança de ti e objetivos estratégicos. Responsabilidade e estruturas de decisão. Ferramentas, técnicas e processos da governança de ti. Fundamentos de cobit e itil. Aplicação das metodologias cobit e itil no contexto das unidades de informação. Inovação em automação e informatização de processos.
Conceitos fundamentais da interação humano-computador. Áreas de aplicação. Ergonomia, usabilidade e acessibilidade. Aspectos tecnológicos. Paradigmas de comunicação humano-computador. Interação com sistemas hipermídia. Métodos e técnicas projeto, implementação e avaliação. Ferramentas de suporte. Padrões para interfaces.
Conceitos de dispositivos móveis e versões da plataforma android. Componentes, layouts e recursos de textos e imagens. Persistência e comunicação de dados. Desenvolvimento de aplicações para dispositivos móveis.
java na web. Servidor java. Container. Jsp. Servlets. Filtros. Segurança e controle de erros. Aplicações mvc. Integração com bancos de dados utilizando hibernate e ejb. Jstl. Jsf. Customização de tags com tagfiles. Struts.
Desenvolvimento de atividades supervisionadas, visando o aprimoramento e a prática dos conhecimentos adquiridos pelo aluno no decorrer do curso.
Fundamentos de qualidade de processo de software. Garantia da qualidade. Modelos e normas de qualidade de processo de software (cmmi, mps.br, iso/iec 15504, iso/iec 12207, iso 9001, outros). Métodos ou abordagens de melhoria de processo (ideal, pdca, iso/iec 15504, outros). Métodos de avaliação de processo (scampi, ma-mps, outros). Modelos de referência de processo (iso/iec 15504-5, cmmi-dev, mr-mps). Níveis de maturidade. Métricas e indicadores em qualidade de processo.
Definição e principais características: rmi, rpc, sockets, websockets, webservices e threads. Desenvolvimento de aplicações distribuídas com aspectos de heterogeneidade, abertura, segurança, escalabilidade, tolerância a falhas, replicação, concorrência e transparência.
Temas específicos e contemporâneos de engenharia de software.
Fundamentos da metodologia científica. Normas para elaboração de trabalhos acadêmicos. Métodos e técnicas de pesquisa. A comunicação entre orientadores e orientandos. O pré-projeto de pesquisa. O projeto de pesquisa. O experimento. A comunicação científica. A organização do texto científico. Normas abnt. Elaboração de proposta de trabalho científico e/ou tecnológico, envolvendo temas abrangidos pelo curso. Qualificação do trabalho.
Desenvolvimento de atividades complementares, de acordo o regulamento de atividades complementares do curso de engenharia de software/unigran.
Aspectos de segurança e auditoria de sistemas. Problemas que impactam a segurança. Mecanismos de garantia de segurança. Plano de contingência organizacional. Aplicação de software para auditoria de sistemas.
Técnicas de renderização em tempo real: pipeline gráfico, métodos de culling, iluminação, níveis de detalhes (lod). Apis gráficas. Programação de gpus. Motores de física. Técnicas de inteligência artificial em jogos digitais 3d. Modelagem de ambientes virtuais 3d. Desenvolvimento de jogos digitais 3d.
Significado e a importância da LIBRAS, Código de ética do intérprete. Intérprete e o professor regente. LIBRAS e seus parâmetros. Surdez, tipos e graus de perda auditiva. Diagnóstico precoce. Surdo e sua cultura. Datilologia; Legislação específica de LIBRAS. Abordagens educacionais. Principais estudiosos da área.
Modelos de computação paralela. Modelo de memória compartilhada. Modelo de memória distribuída. Modelos realísticos. Medidas de desempenho. Algoritmos básicos. Algoritmos de ordenação. Algoritmos de operações em matrizes. Algoritmos avançados. Programação realística paralela.
Temas específicos e contemporâneos de engenharia de software.
Redação e implementação de proposta de trabalho científico e/ou tecnológico, envolvendo temas abrangidos pelo curso. Defesa do trabalho.

NOTA DO ENEM

Você pode utilizar o seu desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio – ENEM – dos últimos 05 anos para fazer um curso superior na UNIGRAN.

PORTADOR DE DIPLOMA

Quem já possui curso superior não precisa participar da prova do Processo Seletivo. É preciso se inscrever pelo site www.vestibularunigran.com.br e comparecer no Núcleo de Apoio Acadêmico com os seguintes acadêmicos: RG, CPF, certidão de nascimento ou casamento, título de eleitor, reservista (sexo masculino), foto 3X4, documento que comprove a conclusão do ensino médio, diploma da Graduação.

PROVA AGENDADA

Vagas remanescentes (aquelas que ainda não foram preenchidas na prova tradicional de Vestibular) acontecem com agendamento prévio.

PROVA DE VESTIBULAR

Há provas tradicionais, marcadas pela UNIGRAN.

TRANSFERÊNCIA

Em desenvolvimento

PERFIL PROFISSIONAL

O setor da informática é certamente o mais dinâmico do espectro profissional, dadas as frequentes e enormes transformações pelas quais passa constantemente. Assim, o engenheiro de software precisa sempre trabalhar no presente com um olho no futuro, antevendo as próximas metamorfoses do setor e já de preparando para a nova realidade.

Comumente surgem novas linguagens de programação, seja para substituir alguma já obsoleta ou complementá-las. Por exemplo, os dispositivos móveis, como smartphones e tablets, trouxeram no início desta década um turbilhão de novas oportunidades para estes profissionais, assim, aqueles que acreditaram e investiram neste novo tentáculo da tecnologia, hoje colhem os frutos da visão empreendedora.

O QUE VOCÊ PODE FAZER

O Brasil é atualmente o oitavo colocado no ranking mundial de desenvolvimento, produção e distribuição de softwares, o que coloca diante destes profissionais uma infinidade de campos de atuação. O mercado corporativo continua sendo um dos que mais absorvem esta mão de obra, porém, o setor da tecnologia móvel continua a crescer abruptamente, assim como o cada vez mais promissor segmento de desenvolvimento de jogos, para diversas plataformas.

Programa Institucional

O estudante tem desconto nas mensalidades e, de acordo com a lei, faz até 30 horas de estágio semanal, nos diversos setores da UNIGRAN. Para se inscrever, o aluno procura o Núcleo de Apoio Acadêmico, após matriculado, e preenche ficha própria. De acordo com a disponibilidade de vagas.

Programa Institucional

O estudante que comprovar-se indígena tem 50% de desconto nas mensalidades, concedido pela UNIGRAN. O acadêmico deve participar dos programas de extensão voltados para sua comunidade indígena, em contrapartida

Programa Institucional

Funcionários de organizações cadastradas têm desconto nas mensalidades. Consulte no RH da sua empresa a disponibilidade ou na Tesouraria da Instituição

Programa Institucional

Para os alunos que pagam em dia suas mensalidades, possuem vantagens na UNIGRAN. Informações na Tesouraria

Programa Institucional

Formados pela UNIGRAN possuem desconto de até 50% nas mensalidades para fazer outra graduação na Instituição. Consulte condições na Tesouraria.

Programa Institucional

Familiar de primeiro grau de quem já estuda na UNIGRAN possui desconto nas mensalidades. Para saber mais procure a Tesouraria e saiba como participar.

Programa do Governo Federal

O Fundo de Financiamento Estudantil - FIES - é um programa do Ministério da Educação destinado à concessão de financiamento a estudantes regularmente matriculados em cursos superiores de Instituições de Ensino Superior particulares. O processo seletivo é feito pelo site do programa

Documentação necessária Download

Programa Institucional

Acadêmicos da UNIGRAN que utilizam transporte diário para se deslocar entre as cidades da região para Dourados ou para Campo Grande possuem desconto na mensalidade. Informações na Tesouraria.

Programa do Governo Federal

É um Programa do Governo Federal, que concede bolsas de 50 e 100% de desconto. O processo seletivo é todo feito pelo Governo. Para participar, o interessado deve ter feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) do último ano. O Prouni exige que os estudantes contemplados tenham 75% de aproveitamento em cada semestre.

Documentação necessária Download

Programa do Governo Estadual (MS)

Programa em que o estudante cumpre 20 horas semanais de estágio em instituições conveniadas. O processo de seleção é feito pelo site da Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social de Mato Grosso do Sul (http://www.sedhast.ms.gov.br) sempre no início do ano. O participante é contemplado com 90% de desconto na mensalidade do curso superior, sendo 70% concedido pelo Governo e 20% pela UNIGRAN

Fale com a coordenação

Coordenador(a)

Marcos Alves Mariano

(67) 3411-4127

marcosm@unigran.br

Horário de atendimento

VESPERTINO

Terça-feira 13:00 às 17:00

Quinta-feira 13:00 às 17:00

NOTURNO

Segunda-feira 19:10 às 21:00

Terça-feira 19:10 às 22:40

Quarta-feira 21:00 às 22:40

Quinta-feira 19:10 às 21:00

Sexta-feira 19:10 às 21:00

UNIGRAN - Centro Universitário da Grande Dourados
FONE: (67) 3411-4141 / Fax: (67) 3411-4167
Rua Balbina de Matos, 2121 - Jd. Universitário
CEP: 79.824-900 - Dourados/MS
Todos os Direitos Reservados

Baixe os apps Unigran