Portal do Aluno
Notícias
20/04/2009 - 13:19
Acadêmicos levam conhecimento à aldeia na Ação Global.
O aprendizado teórico e prático adquirido na faculdade foi desenvolvido pelos acadêmicos com a comunidade indígena durante a Ação Global, neste sábado, em comemoração ao Dia do Índio. Supervisionados pelos professores, cada área de ensino realizou atendimentos em ambientes separados, no Núcleo de Atividades Múltiplas (NAM) da aldeia Jaguapiru. O ID_CURSO de Biomedicina oferecia teste de anemia, cujo resultado saia em poucos minutos. Entre os acadêmicos que coletava o sangue para o teste estava a indígena terena Sônia Aquino Cáceres. No último ano da faculdade já planeja a carreira profissional, que segundo ela, será construída dentro da própria comunidade. “Já recebi o convite da Missão Evangélica Caiuá para trabalhar no laboratório de análises clínicas, quando me formar no final do ano”, contou faceira ao ver que o seu trabalho profissional será voltado os indígenas. Para ingressar no ensino superior enfrentou muitas barreiras. “Nada foi fácil. Pude estudar graças a bolsa de estudos que a UNIGRAN e Funai oferecem, mesmo assim, a realidade universitária é muito diferente da nossa aqui na aldeia. Com muito esforço consegui habituar a sala de aula, aos colegas e professores. Me apaixonei pela biomedicina e sei que fiz a escolha certa”, descreveu. Por todos os lados o que se via na ação global era a interação entre acadêmicos e indígenas. No bosque do NAM jogos de dominó, dama, tênis de mesa, pintura facial, cama elástica e trampolim garantiram a diversão. No campo de futebol e na quadra de vôlei de areia equipes mistas promoveram campeonatos. Quem aproveitou para participar da Ação Global foi a índia caiuá Marlene Martins. Ela levou os filhos com idades de 5 e 8 anos, que fizeram restauração nos dentes. O ID_CURSO de Odontologia levou à aldeia consultório móvel. Com o Tratamento Restaurador Atraumático (ATR) - dispensa o uso do micromotor e outros aparelhos de consultório, bem como de anestesia – a reparação nos dentes foram feitas com o cimento inômero de vidro, material que libera flúor gradualmente, controla a microflora cariogênica e remineraliza o dente, provendo a renovação da dentina. Edson Carlos Moreira é acadêmico do primeiro ano de Odontologia. Ele é da aldeia Amambai, região sul do Estado. Como está iniciando seus estudos apenas observou os colegas do terceiro ano restaurar os dentes. Junto com a turma de sala de aula, fez pintura facial e ajudou os demais acadêmicos dos primeiros anos na recreação. “É muito gratificante poder trabalhar com os indígenas”, disse ele que pela primeira vez participou das atividades do NAM. O estudante conta que decidiu cursar odontologia depois de sentir na pele a dificuldade de conseguir atendimento na aldeia Amambai. “É muito demorado, o posto de saúde de lá não consegue atender a demanda e os moradores não se sentem a vontade com um dentista não-índio”. Ao conhecer o Programa Paei da UNIGRAN, prestou vestibular, foi aprovado e ganhou bolsa de estudo. “Vou ser o primeiro dentista a se formar na UNIGRAN. Depois de profissional vou voltar para a minha aldeia e ajudar a comunidade”, comentou. Durante a Ação Global os ID_CURSOs aproveitaram para oferecer aos indígenas parte da infraestrutura da UNIGRAN. Alguns casos eram encaminhados aos núcleos de atendimento prático da instituição, a exemplo do setor jurídico, psicológico, assistência social e da nutrição. Até os animais domésticos receberam tratamento. Acadêmicos e professores de Medicina Veterinária fizeram avaliações nos cães e gatos. Os ID_CURSOs de Agronomia e tecnologia em Produção Agrícola fizeram hortas em canteiros. Toda a prática foi mostrada aos indígenas, que vão receber apoio dos acadêmicos na construção das hortas, em diferentes localidades da aldeia. (FV)
» Acompanhe
UNIGRAN - Centro Universitário da Grande Dourados
Todos os Direitos Reservados. Rua Balbina de Matos, 2121 - Jd. Universitário
CEP 79.824-900 - Dourados/MS - Fone: (67) 3411-4141 / Fax: (67) 3411-4167