Portal do Aluno
Notícias
26/07/2005 - 11:04
Artigo: A República da mentira.
Murilo Zauith (*) DiarioMS - O Brasil vive uma crise política sem precedentes. Nós vivemos na República da Mentira, que começou já na campanha eleitoral, quando o presidente Lula, enquanto candidato, utilizou-se de bravatas para ganhar a eleição e foi “oficialmente instalada” quando ele assumiu o poder. Como integrante da CPI dos Correios e, principalmente, como cidadão, fico assustado com o mar de lama em que o país está mergulhado. Todos os dias nós acordamos com novas denúncias, que se avolumam numa velocidade impressionante. O que vimos até agora parece ser apenas a ponta de um grande iceberg. Caixa dois, mensalão, depósitos suspeitos, contratos superfaturados. Enfim, todo ID_TIPO de irregularidade está sendo descoberta com o desenrolar das investigações. A CPI investiga o novelo, para tentar achar o fio da meada. Mas a gente não tem idéia do tamanho deste novelo. Isso é péssimo para país em todos os aspectos. Tira a credibilidade da classe política e prejudica a imagem brasileira no exterior. Ninguém ganha nada com isso. Nós, do PFL estamos empenhados para que as denúncias sejam apuradas a fundo e os culpados punidos, para que o Brasil possa retomar seu ritmo normal. Estamos discutindo corrupção, tráfico de influência e outras mazelas que atingem a nação, quando o parlamento deveria estar debatendo questões importantes para nossa sociedade, como a reforma tributária, programas sociais mais efetivos e a geração de emprego e renda. Muito pior do que a avalanche de denúncias contra o PT e o governo do presidente Lula é a dificuldade que estamos enfrentando na CPI, tal a quantidade de mentiras em depoimentos que seriam de fundamental importância para as investigações, como nos casos de Marcos Valério, Sílvio Pereira e Delúbio Soares. Todos, além de mentirem muito, apresentaram-se “blindados” por habeas-corpus preventivos para não correrem risco de serem presos. E, essa blindagem, infelizmente, tem como principal objetivo proteger o governo. Mas ficou muito clara a ligação de todos eles com o governo. O próprio Delúbio Soares, confirmou ter participado de várias viagens a convite do presidente Lula, tanto no exterior, como no Brasil, inclusive em Mato Grosso do Sul, na Fazenda Itamarati. Mesmo assim, todos fazem questão de dizer que o presidente não sabia de nada que se passava no governo e no partido. Querem assumir para si próprios a culpa de tudo, isentando o governo e tentando salvar a pele do partido, manter a qualquer custo o projeto de poder do PT. Tenho defendido que a CPI precisa definir melhor seus rumos e se concentrar em quem abasteceu as contas das empresas de Marcos Valério. O destino destes reID_CURSOs nós estamos descobrindo a cada dia, mas precisamos saber da origem, quem está financiando essa bandalheira. O senhor Marcos Valério tem mais de uma dezena de empresas, mais de cem contas bancárias. Quem abastece essas contas? O que estamos assistindo, é o ocaso de um governo que nunca acertou o passo. O PT assumiu o poder prometendo melDATA_HORAr a vida do povo brasileiro. Mas, desde o início, a maior preocupação foi fazer superávit, criar e arrecadar cada vez mais impostos, agradar aos bancos, ao sistema financeiro, penalizando quem produz. Os programas sociais não deslancham, o “Fome Zero” se tornou um fracasso retumbante e a população é quem paga a conta. A crise política atual é mais um capítulo dessa novela, que, com certeza, os brasileiros não gostariam de estar assistindo. A corrupção contaminou o governo do PT. Esperamos estar vivendo um divisor de águas na história da política brasileiro. E que as investigações surtam efeito e que o Brasil saia dessa situação como um país bem melhor. (*) Murilo Zauith é engenheiro, deputado federal pelo PFL/MS e presidente honorário da UNIGRAN. Artigo publico no Jornal “Diário MS” de 26/7/2005.
» Acompanhe
UNIGRAN - Centro Universitário da Grande Dourados
Todos os Direitos Reservados. Rua Balbina de Matos, 2121 - Jd. Universitário
CEP 79.824-900 - Dourados/MS - Fone: (67) 3411-4141 / Fax: (67) 3411-4167