ISSN 2316-3992
VOLUME: 4
NÚMERO: 11
EDIÇÃO ESPECIAL
TÍTULO:
ENTRE A GUERRILHA VIRTUAL E A POLARIZAÇÃO DAS REDES: APONTAMENTOS TEÓRICO-METODOLÓGICOS SOBRE MARKETING POLÍTICO-ELEITORAL NO FACEBOOK
AUTOR (ES):
Marcelo dos Santos1
Resumo: Os sites de redes sociais fazem parte da vida rotineira de milhões de pessoas. Estas plataformas se tornam espaço de sociabilização e de divulgação das campanhas políticas na contemporaneidade. Ao mesmo tempo em que possibilitam grandes oportunidades de interação com o eleitorado e de atingir indecisos, as redes sociais suscitam desafios e problemas para o marketing político-eleitoral. O artigo propõe problematizações teórico-metodológicas iniciais acerca da campanha digital, focando-se no conjunto de atores que influenciam os múltiplos fluxos discursivos que circulam pelos canais e fan-pages do Facebook. Assim, argumenta-se que há polarizações e organizações policêntricas que direcionam uma série de agentes e de conteúdos partidário-ideológicos de modo reconfigurado. Porém, as redes não operam de forma estanque. Assinalam-se a organicidade e o dinamismo dos atores, que se relacionam em campos de força, nos quais militantes e simpatizantes participam fazendo referências a instâncias antagônicas. Ao final, realiza-se um mapeamento cartográfico das redes partidárias dos três principais candidatos à presidência 2014: Dilma Rousseff (PT), Marina Silva (PSB) e Aécio Neves (PSDB), com o intuito de apontar empiricamente quais entidades compõem suas redes.

Palavras- chave: Comunicação política, metodologia, marketing político, redes sociais, interação.

UNIGRAN - Centro Universitário da Grande Dourados
Faculdade de Ciências Administrativas e Contábeis
Dourados - Mato Grosso do Sul - BRASIL
Todos os direitos reservados a UNIGRAN | 2014