Revista Multidisciplinar da Faculdade de Ciências Biológicas e da Saúde da Unigran | ISSN-1981-3775

Os artigos deverão ser enviados, exclusivamente, por email: interbio@unigran.br

COMÉRCIO DE ANTIDEPRESSIVOS POR FARMÁCIAS MAGISTRAIS

COMMERCE OF FOR ANTIDEPRESSANTS COMPOUNDING PHARMACIES

Autores:
GAIGHER, Nayara Lu Fontanella; DUARTE, Letícia; ARFUX, Cláudia

Baixe o Artigo aqui (pdf)


Resumo:
A presente pesquisa objetivou verificar o levantamento de dados acerca da venda de antidepressivos em duas farmácias magistrais na cidade de Dourados/MS, através dos registros informatizados da farmácia, sendo observados os princípios ativos mais vendidos, as dosagens dos medicamentos, quais as formas de apresentação mais utilizadas, a concordância das dosagens dos medicamentos manipulados com aqueles industrializados. Foram avaliados 645 registros informatizados de antidepressivos. Foi verificada a prevalência de fluoxetina nas fórmulas, seguidos de bupropiona, citalopram, amitriptilina, paroxetina, entre outros. Os benzodiazepínicos (alprazolan, lorazepan, clonazepan e bromazepan) foram encontrados em 52 registros, risperidona em 13, flufenazina em 6, e flunarizina em 7 registros. Os resultados obtidos demonstram que cloridrato de fluoxetina é o antidepressivo mais manipulado, e também nota-se o grande número de associações entre as substâncias. Nota-se que os medicamentos antidepressivos manipulados não encontram similares entre os medicamentos industrializados, com relação à associação entre as substâncias, e ao preço praticado pelas farmácias magistrais, que são mais baixos se comparados aos medicamentos de referência encontrados no mercado, onde as formulações apresentam maiores ou menores quantidades de princípio ativo, diferentes dos comercializados pelas indústrias, o que confirmaria a procura, pelas farmácias de manipulação, por pessoas que necessitam de formulações diferentes daquelas que já existem no mercado.


Abstract:
This study aimed to verify the survey data on the sales of antidepressants in two pharmacies in the town of Golden / MS, through the study of computerized files, observed the active bestseller, the drug doses, which most used forms of presentation, the correlation of dosages of drugs handled with industrialized ones. We evaluated 645 compiled registers antidepressants. We verified the prevalence of fluoxetine in the formulas, followed bupropion, citalopram, amitriptyline, paroxetine, sertraline, among others. Benzodiazepines (alprazolan, lorazepam, clonazepam and bromazepan) were found in 52 registers, gabapentin in 12, 13 risperidone, fluphenazine on 6, 7 and flunarizine in handling orders. The results demonstrate that the antidepressant fluoxetine is more manipulated, and also notes the large number of associations between substances. Note that antidepressant medications are not handled similar between manufactured drugs, with respect to the association between the substances, and the price charged by pharmacies, which are lower when compared to reference drugs found in the market, where the formulations exhibit larger or smaller amounts of active ingredient, marketed by the different industries, which confirmed the demand, by compounding pharmacies, for people who require different formulations of those that already exist in the market.