Revista Multidisciplinar da Faculdade de Ciências Biológicas e da Saúde da Unigran | ISSN-1981-3775

Os artigos deverão ser enviados, exclusivamente, por email: interbio@unigran.br

AVALIAÇÃO DO CONSUMO DE CÁLCIO E MEDIDAS ANTROPOMÉTRICAS DE MULHERES DURANTE E APÓS O CLIMATÉRIO

CALCIUM INTAKE ASSESSMENT AND MEASURES OF WOMEN ANTHROPOMETRIC DURING AND AFTER CLIMACTERIC

Autores:
ZAGO, Juliana Nugoli 1; MENDES, Rita de Cássia Dorácio 2

Baixe o Artigo aqui (pdf)


Resumo:
O climatério é uma fase fisiológica da vida da mulher resultante do cessar dos folículos ovarianos ocorrendo com todas as mulheres de meia idade, entre 35 a 65 anos. A diminuição nos níveis de estrogênio, observada no climatério, está relacionado ao aumento do risco de desenvolver osteoporose e fraturas ósseas devido à diminuição da densidade mineral óssea. Neste período também se observa uma maior incidência de doenças cardiovasculares, associado ao surgimento de obesidade abdominal. Este estudo tem por objetivo avaliar o consumo de cálcio e medidas antropométricas de mulheres durante e após o climatério. Foi realizado um estudo quantitativo descritivo em um Centro de Convivência de Dourados MS, com 47 mulheres durante e após o climatério, sendo determinado o consumo quantitativo de cálcio e estado nutricional segundo o Índice de Massa Corporal, Circunferência de Cintura, Razão Cintura Estatura e Dobras Cutâneas Tricipital e Subescapular. Foi encontrada uma alta prevalência de obesidade (59,57%) na população em questão, assim como de risco cardiovascular que esteve aumentado na grande maioria das mulheres, 95,74% por meio da circunferência da cintura e em 97,87% por meio da razão cintura-estatura. O consumo de cálcio esteve inadequado 612,72±425,70 mg/dia, ficando abaixo do recomendado pela IOM (2010) de 1000-1200mg/dia para mulheres nas faixas etárias avaliadas. Contudo, a alta prevalência de obesidade e risco cardiovascular aumentado mostram que o cuidado nutricional é de extrema importância na redução do excesso de peso e na adequação do consumo de cálcio, ficando clara a importância do profissional nutricionista na promoção da saúde de mulheres durante e após o climatério.


Abstract:
The climacterium is a physiologic phase of the life of the resultant woman of ceasing of the follicles ovarianos taking place with all the women of half an age, between 35 to 65 years. In the levels of estrogen, when the reduction noticed in the climacterium, it is made a list to the increase of the risk of developing osteoporose and bone fractures due to the reduction of the bone mineral density. In this period also a bigger diseases incidence is observed cardiovasculares, associated to the appearance of abdominal obesity. This study has since objective values the consumption of calcium and measures antropométricas of women during and after the climacterium. A descriptive quantitative study was carried out in a Center of Familiarity of Golden MS, with 47 women during and after the climacterium, when there determined the quantitative consumption of calcium and been nutricional according to the Rate of Physical Mass, Circumference of Waist, Reason Waist Stature and Folds Cutaneous Tricipital and Subescapular. There was found a high predominance of obesity (59,57 %) in the population open to question, as well as of risk cardiovascular what was increased in great most of the women, 95,74 % through the circumference of the waist and in 97,87 % through the reason waist-stature. The calcium consumption was unsuitable 612,72±425,70 mg / day, being below the recommended one for IOM (2010) of 1000-1200mg/dia for women in the evaluated age groups. Nevertheless, the high predominance of obesity and risk cardiovascular increased is shown by them that the care nutricional is of extreme importance in the reduction of the excess weight and in the adaptation of the consumption of calcium, when the importance of the professional nutritionist is clear in the promotion of the women''s health during and after the climacterium.