Revista Multidisciplinar da Faculdade de Ciências Biológicas e da Saúde da Unigran | ISSN-1981-3775

Os artigos deverão ser enviados, exclusivamente, por email: interbio@unigran.br

PROPOSTAS TECNOLÓGICAS DA ANÁLISE DO COMPORTAMENTO À EDUCAÇÃO

TECHNOLOGICAL PROPOSALS FROM BEHAVIOR ANALYSIS TO EDUCATION

Autores:
SOUZA, Felipe Maciel dos Santos 1

Baixe o Artigo aqui (pdf)


Resumo:
A Análise do Comportamento é uma abordagem em psicologia, produto do intercruzamento do Behaviorismo Radical (pressupostos teóricos, filosóficos e históricos), da Análise Experimental do Comportamento (método de investigação científica do comportamento - dados empíricos) e da Análise Aplicada do Comportamento (criação e administração de recursos de intervenção social). Essa abordagem estuda o comportamento, entendido como relação entre classes de estímulos (público e privado, histórico e imediato, social e não social) e classes de respostas de um organismo biologicamente constituído, ambas definidas por suas funções. A Educação é considerada, por analistas do comportamento, uma instituição social privilegiada para garantir o futuro das pessoas e das culturas em que vivemos, e um mundo melhor. Os analistas do comportamento explicitam a necessidade de interferir sobre as figuras presentes no mundo educacional, o que implica utilizar uma análise experimental para todo o sistema. A Análise do Comportamento produziu conhecimento sólido acerca do comportamento humano, o que possibilita sua aplicação ao contexto educacional. Neste trabalho, são analisadas as principais propostas tecnológicas da Análise do Comportamento à Educação. As primeiras propostas comportamentais voltadas ao ensino surgiram nos anos 1950, com o ensino programado. Ao longo das últimas décadas, pesquisadores comportamentais desenvolveram e testaram diversos métodos de ensino, como sistema personalizado de instrução (PSI); direct instruction e precision teaching. Por fim, percebe-se que embora esses métodos demonstrem ser mais efetivos que os tradicionais, não se tem notícia de seu emprego em larga escala no ensino regular.


Abstract:
Behavior Analysis is an approach in psychology, a result of crossing radical behaviorism (theoretical, philosophical and historical assumptions), Experimental Analysis of Behavior (method of scientific investigation of the behavior - empirical data) and Applied Behavior Analysis (creation and management of social intervention resources). This approach studies the behavior, understood as a relation between classes of stimuli (public and private, historic and immediate, social and non-social) and classes of responses of a biologically constituted organism, both defined by their functions. Education is considered, by behavior analysts, a privileged social institution to safe guard people''s future and cultures, and a better world. Behavior analysts expose the need to interfere with the figures present in the educational world, which means using an experimental analysis for the entire system. The Behavior Analysis has produced solid knowledge about human behavior, which allows its application to the educational context. In this article, the main technological proposals of Behavior Analysis to Education are analyzed. The first behavioral proposals aimed at teaching emerged in the 1950s, with the programmed teaching. Over the past decades, behavioral researchers have developed and tested various methods of teaching, such as personalized system of instruction (PSI); direct instruction and precision teaching. Finally, it comes to notice that although these methods prove to be more effective than the traditional ones, there are no reports of their use in large scale in regular education.