Revista Multidisciplinar da Faculdade de Ciências Biológicas e da Saúde da Unigran | ISSN-1981-3775

Os artigos deverão ser enviados, exclusivamente, por email: interbio@unigran.br

ANÁLISE DA QUANTIDADE DE CLORETO DE SÓDIO UTILIZADA NO ALMOÇO DE UMA UNIDADE DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO EM DOURADOS-MS

ANALYSIS OF THE AMOUNT OF SODIUM CHLORIDE USED AT LUNCH OF FOOD AND NUTRITION UNIT IN DOURADOS-MS

Autores:
BERTONCELLO, Thais Fernandes 1; CINTRA, Patricia1

Baixe o Artigo aqui (pdf)


Resumo:
Atualmente é notável a mudança nos padrões alimentares da população, incluindo o consumo excessivo de produtos com alto teor de cloreto de sódio (NaCl) que é o popular sal de cozinha, sendo assim, o objetivo deste estudo foi avaliar a quantidade de sal no almoço de uma Unidade de Alimentação e Nutrição. O presente estudo foi descritivo e foram analisadas as quantidades de sal de três dias de almoço servidos para 850 funcionários. Para a quantificação do sal foram necessárias as pesagens dos alimentos e foram descontadas as sobras. Verificou-se no primeiro, segundo e terceiro dias, que as quantidades de sal per capita consumidas foram: 6,83 g, 5,07 g e 4,89 g respectivamente. Durante o período do estudo não houve adequação nas recomendações de sal estabelecidas pela Organização Mundial da Saúde, sendo que no primeiro, segundo e terceiro dias, as quantidades de sal consumidas excederam em 241,5%, 153,5%, e 144,5% respectivamente. Sugere-se que a unidade retire o saleiro das mesas, adote práticas de orientação nutricional com os clientes e o treinamento com os cozinheiros.


Abstract:
Currently it is remarkable the change in dietary patterns of the population, including excessive consumption of products with high content of sodium chloride (NaCl) that is the popular cooking salt, therefore, the objective of this study was to evaluate the amount of salt in the lunch of a Food and Nutrition Unit. The present study was descriptive and the quantities of salt were analyzed from three days of lunch served to 850 employees. For the quantification of salt were required the weighing of food and were discounted leftovers. It was found in the first, second and third days, that the quantities of salt per capita consumed were: 6.83 g, 5.07 g and 4.89 g respectively. During the study period there was no adjustment in salt recommendations set by the World Health Organization, and the first, second and third days, the amount of salt consumed exceeded 241.5%, 153.5%, and 144.5 %, respectively. It is suggested that the Unit remove the salt shaker from the tables, adopt nutritional guidance practices with customers and the training with the cooks.