Revista Multidisciplinar da Faculdade de Ciências Biológicas e da Saúde da Unigran | ISSN-1981-3775

Os artigos deverão ser enviados, exclusivamente, por email: interbio@unigran.br

PRESENÇA DE FÁRMACOS NOS RECURSOS HÍDRICOS: UMA REVISÃO

PRESENCE OF DRUGS IN WATER RESOURCES: A REVIEW

Autores:
BERNARDI, Rafaella Caroline1; SOUZA, Fabio Régis2

Baixe o Artigo aqui (pdf)


Resumo:
Junto com o aumento da qualidade de vida, envelhecimento e aumento da população, podemos observar, na mesma proporção, um aumento da complexidade e quantidade de resíduos presentes nos recursos hídricos. Isso se deve basicamente, aos avanços tecnológico e maior acesso a essas tecnologias, como as que se referem ao desenvolvimento e produção de fármacos pela indústria farmacêutica. Esta nova gama de poluentes presentes nos recursos hídricos chega ao meio ambiente, tanto por descarte inadequado, quanto pelos resíduos metabólicos que são eliminados pelas fezes e urina de humanos e animais. Estudos mostram que, a presença destes poluentes provocam inúmeros problemas aos seres vivos, inclusive ao homem, podendo ser a etiologia de diversos tipos de doenças. Atualmente as técnicas de extração de resíduos medicamentosos, em estações de tratamento de esgoto (ETE), ainda se mostram ineficiente, tanto por falta de tecnologia, como pela desestruturação e falta destas instalações no país. Políticas públicas que promovam o uso e descarte adequado pela população, assim como, programas de estruturação do saneamento básico em todo o país e, o incentivo a pesquisas que envolvam novas tecnologias de extração de resíduos medicamentosos, devem ser implantadas a fim de preservar a saúde da população e do meio ambiente.


Abstract:
Along with the increased quality of life, aging and growing population, we observe in the same proportion, an increase of complexity and amount of residues in the water resources. This is due, primarily, to technological advances and increased access to these technologies, such as, those relating to the development and production of drugs by the pharmaceutical industry. This new range of pollutants in water resources, reach the environment, either by improper discard or, by the metabolic wastes eliminated in feces and urine of humans and animals. Studies show that the presence of these pollutants cause many problems to the living beings including man, which may be the etiology of various types of diseases. Currently extraction techniques of drug residues in sewage treatment plants (WWTP), still show inefficient, both because of lack of technology, such as the disruption and lack of such facilities in the country. Public policies that promote the use and proper disposal by the population, as well as sanitation structuring programs throughout the country, and the encouragement of research involving new technologies for extraction of drug residues, should be implemented in order to preserve population health and the environment.