Revista Multidisciplinar da Faculdade de Ciências Biológicas e da Saúde da Unigran | ISSN-1981-3775

Os artigos deverão ser enviados, exclusivamente, por email: interbio@unigran.br

AVALIAÇÃO DO CONSUMO ALIMENTAR NO PERÍODO MATUTINO E DE ADEQUAÇÃO DO CONSUMO DE CÁLCIO DE ADOLESCENTES EM UMA ESCOLA DE ENSINO MÉDIO DE FÁTIMA DO SUL - MS

EVALUATION OF THE ALIMENTARY CONSUMPTION IN THE MORNING PERIOD AND OF ADAPTATION OF THE CONSUMPTION OF CALCIUM OF ADOLESCENTS IN A SCHOOL OF MEDIUM TEACHING OF FÁTIMA DO SUL – MS

Autores:
JORGE, Caroline André de Souza ; TENTOR, Juliana, MENDES, Rita de Cássia Dorácio

Baixe o Artigo aqui (pdf)


Resumo:
A adolescência é definida como o período que compreende os 10 aos 19 anos de idade, um hábito comum entre os adolescentes é de omitir algumas refeições, principalmente o desjejum. Nesta refeição habitualmente há o consumo de alimentos fontes de cálcio, a omissão favorece a deficiência deste nutriente. Este estudo teve por finalidade verificar a qualidade do desjejum em adolescentes de uma escola particular, a prevalência da omissão desta refeição e se há relação entre a omissão do desjejum e o consumo de cálcio diário. Trata-se de um estudo quantitativo e descritivo transversal, realizado em uma escola particular, da cidade de Fátima do Sul (MS). A qualidade do desjejum foi realizada por um questionário verificando a presença de alimentos do grupo de cereais, leite e frutas e a ingestão de cálcio foi verificada através de um questionário de frequência alimentar. A amostra foi composta por 81 adolescentes, sendo, 44 (54,32%) do sexo masculino e 37 (45,67%) do sexo feminino. Verificou-se que 48,14% sempre realizam o desjejum; 35,8% realizam às vezes e 16,04% nunca realizam esta refeição. Os adolescentes que realizam sempre o desjejum apresentam maior ingestão de cálcio que os adolescentes que nunca consomem esta refeição. A qualidade do desjejum é adequada na maioria dos indivíduos em relação a ingestão do grupo de leite e cereais e inadequada no consumo do grupo das frutas. Conclui-se que houve uma relação estaticamente significativa entre a omissão do desjejum e o baixo consumo de cálcio, demonstrando que o hábito de não realizar o desjejum contribui para uma baixa ingestão de cálcio.


Abstract:
The adolescence is defined as the period that understands the 10 to the 19 years of age, a common habit among the adolescents is of omitting some meals, mainly the breakfast. In this meal habitually there is the consumption of victuals sources of calcium, the omission favors the deficiency of this nutritious one. This study had for purpose to verify the quality of the breakfast in adolescents of a private school, the prevalence of the omission of this meal and relationship there are been between the omission of the breakfast and the consumption of daily calcium. It is a quantitative and descriptive study traverse, accomplished at a private school, of the city of Fátima do Sul (MS). The quality of the breakfast was accomplished by a questionnaire verifying the presence of victuals of the group of cereals, milk and fruits and the ingestion of calcium was verified through a questionnaire of alimentary frequency. The sample was composed by 81 adolescents, being, 44 (54,32%) male and 37 (45,67%) female. It was verified that 48,14% always accomplish the breakfast; 35,8% sometimes accomplish and 16,04% never accomplish this meal. The adolescents that always accomplish the breakfast present larger ingestion of calcium than the adolescents that never consume this meal. The quality of the breakfast is adapted in most of the individuals in relation to ingestion of the group of milk and cereals and inadequate in the consumption of the group of the fruits. It is ended that there was a relationship significant between the omission of the breakfast and the low consumption of calcium, demonstrating that the habit of not accomplishing the breakfast contributes to a low ingestion of calcium.