Revista Multidisciplinar da Faculdade de Ciências Biológicas e da Saúde da Unigran | ISSN-1981-3775

Os artigos deverão ser enviados, exclusivamente, por email: interbio@unigran.br

PREVALÊNCIA DE PARASITAS INTESTINAIS EM CRIANÇAS DE 05 A 12 ANOS, EM NOVA ALVORADA DO SUL-MS

PREVALENCE OF INTESTINAL PARASITES IN CHILDREN 05 TO 12 YEARS OLD IN NOVA ALVORADA DO SUL- MS

Autores:
SILVA, Jessica Elen Correia ; PARENTE, Bruna2; BURGOS, Valdelice Oliveira

Baixe o Artigo aqui (pdf)


Resumo:
As análises de parasitas intestinais realizadas em laboratório são de suma importância, pois os mesmos podem proporcionar informações necessárias no diagnóstico da infecção e avaliar o índice de infecção parasitária. A pesquisa estabeleceu a Prevalência de Parasitas Intestinais de crianças com idade de 05 a 12 anos do Município de Nova Alvorada do Sul-MS, identificou os parasitas intestinais nas crianças e realizou o tratamento com os medicamentos antiparasitários. Durante a pesquisa foram analisadas 93 amostras fecais no Laboratório de Análises Clínicas Hemocenter, no qual os métodos aplicados durantes as análises foram o método direto, método de Faust e Colaboradores e método de Lutz ou de Hoffmann, Pons e Janer. Foi possível verificar que 35,48% da população estavam infectadas por parasitas intestinais, sendo que, as espécies identificadas nos exames parasitológicos foram cistos de Entamoeba histolytica, Entamoeba coli e em maior freqüência cistos de Giardia lamblia, também foram identificados algumas estruturas como ovos de Trichuris trichiura, Ascaris lumbricoides e Hymenolepis nana. Observou-se que 60,87% das crianças parasitadas que aderiram ao tratamento com antiparasitários continuaram contaminadas, prevalecendo à existência de cistos de Giardia lamblia, o que seria sugestivo de uma não adesão adequada aos medicamentos, bem como uma possível resistência parasitária.


Abstract:
The study established the prevalence of intestinal parasites in children aged 05 to 12 years in the City of Nova Alvorada do Sul-MS, identified intestinal parasites in children and carried out the treatment with antiparasitic drugs. During the study 93 fecal samples were analyzed at the Laboratory of Clinical Analysis Hemocenter, in which the methods applied during the analysis were the direct method, method of Faust and Collaborators and method of Lutz and Hoffmann, Pons and Janer. It was possible to see that 35.48% of the population were infected by intestinal parasites, and that the species identified in parasitological examinations were cysts of Entamoeba histolytica, Entamoeba coli and higher frequency of Giardia lamblia cysts were also identified some structures such as eggs of Trichuris trichiura, Ascaris lumbricoides and Hymenolepis nana. It was observed that 60.87% of the parasitized children who joined the treatment with Antiparasitic, continued treatment contaminated, whichever the existence of cysts of Giardia lamblia, which would be suggestive of a suitable non adherence to medication, and a possible parasite resistance.