Revista Multidisciplinar da Faculdade de Ciências Biológicas e da Saúde da Unigran | ISSN-1981-3775

Os artigos deverão ser enviados, exclusivamente, por email: interbio@unigran.br

ANÁLISE DA FORÇA DE CONTRAÇÃO PERINEAL EM PRIMÍPARAS

ANALYSIS OF THE FORCE OF PERINEAL CONTRACTION IN PRIMÍPARAS

Autores:
RIBEIRO, Joici Adriana Antoniazzo Batistão; FELICE, Thais Duarte; SOUZA, Elsiane Stangarlin Fernandes; SOUZA, Natalia Fernandes Hidalgo

Baixe o Artigo aqui (pdf)


Resumo:

Neste trabalho analisamos a força de contração perineal, em primíparas, de 1 a 30 meses pós-parto. Foi realizado um estudo transversal, para avaliar a função da musculatura do assoalho pélvico com o perineômetro pneumático. A amostra foi composta por 30 mulheres apresentaram faixa etária entre 20 a 30 anos, e foram divididas em 3 grupos de acordo com a via de parto: I com 10 primíparas de pós-parto normal; II com 10 primíparas de pós-parto cesárea e III com 10 nulíparas para grupo controle. A variável independente foi à via de parto e a dependente a força muscular do assoalho pélvico. Na pesquisa foi observado que durante a gestação é comum a perda urinária aparecer em 30 % das gestantes, foi o que mostrou o questionário respondido pelas puérperas. O parto vaginal em primíparas diminui a força de assoalho pélvico, após os períodos de 1 a 30 meses pós-parto. E o parto cesárea em primíparas, não diminui a força de contração do AP. se comparada com as nulíparas.

 

Palavras-chave: Primíparas, Assoalho Pélvico, Parto Normal, Parto Cesárea.


Abstract:

In this work we analyzed the perinea contraction’s force, in primipars, from 1 to 30 months post parturition. A traverse study was accomplished, to evaluate the function of the pelvic musculature floor with the pneumatic perineometry. The sample was composed by 30 women presenting age group among 20 to 30 years, and they were divided in 3 groups in agreement with the childbirth road: I with 10 primipars of normal post parturition; II with 10 primipars of cesarean post parturition and III with 10 nulipars for the control group. The independent variable went to the childbirth road and the dependent the muscular force of the pelvic floor. In the research it was observed that during the gestation it is common to urinary loss to appear in 30% of the pregnant women, it was what showed the questionnaire answered by the puerpers. The vaginal childbirth in primipars reduces the force of pelvic floor, after the periods from 1 to 30 months post parturition. And the cesarean childbirth, in primipars, don´t reduces the force of contraction of AP. if compared with the nulipars.

 

Key-Words: Primipars, Pelvic Floor, Normal childbirth, Cesarean childbirth.