Revista Multidisciplinar da Faculdade de Ciências Biológicas e da Saúde da Unigran | ISSN-1981-3775

Os artigos deverão ser enviados, exclusivamente, por email: interbio@unigran.br

DISTRIBUIÇÃO DAS ASSEMBLÉIAS DE MACROINVERTEBRADOS BENTÔNICOS EM DOIS TRECHOS DO CÓRREGO LARANJA DOCE, DOURADOS/MS

DISTRIBUTION OF BENTHIC MACROINVERTEBRATE ASSEMBLAGES IN TWO STRETCHES OF THE LARANJA DOCE STREAM, DOURADOS/MS

Autores:
GIULIATTI, Talma Lucia; CARVALHO, Emerson Machado

Baixe o Artigo aqui (pdf)


Resumo:

As assembléias de macroinvertebrados bentônicos de dois trechos de corredeiras do Córrego Laranja Doce em Dourados/MS foram amostradas com o objetivo de conhecer sua composição. Nos dois trechos selecionados foram observadas alterações antrópicas: o trecho situado à jusante apresenta em suas margens vegetação ciliar composta por gramíneas, árvores nativas e frutíferas (Área Fechada), e o outro, à montante, caracteriza-se pela ausência da mata ciliar e a presença de vegetação invasora (Área Aberta). Em cada um dos trechos pré-selecionados foram coletadas cinco amostras, aleatoriamente, da camada bentônica, com auxílio de coletor tipo "surber". Dos 260 invertebrados coletados, os insetos representados pela família Chironomidae (Diptera) foram mais abundantes. Também foi analisada a influência das características físicas e químicas exerciam sobre a distribuição da comunidade de invertebrados aquáticos. O trecho aberto apresentou maior diversidade e maior abundância de invertebrados podendo ser atribuído a uma maior quantidade de material alóctone e à produção de material autóctone, decorrente da maior penetração de luz. A abundância e diversidade do presente trabalho foram relativamente baixas se comparadas com a literatura, sobressaindo grupos considerados resistentes a processos de degradação ambiental.

 

Palavras-chave: ambiente lótico, macroinvertebrados bentônicos, riacho tropical.


Abstract:

The benthic macroinvertebrate assemblages from two stretches of run of Laranja Doce Stream was sampled in Dourados/MS in order to know its composition. In the two selected stretches anthropogenic alterations had been observed: the downstream stretch presents forest area composed by gramineae, native and fruitful trees (Closed Area), and the other, the upstream stretch is characterized for the deforested area and the presence of invading vegetation (Open Area). In each one of the pre-selected stretches five samples had been collected, randomly, from the benthonic layer, with aid of a "surber" type collector. Of the 260 collected invertebrate animals, the insects represented by the family Chironomidae (Diptera) they were more abundant. Also was analyzed the physical and chemistries characteristics it exercised about the distribution of the community of aquatic invertebrates. The Open stretch presented greater diversity and abundance of invertebrates, what can be a consequence of the greater amount of allochthonous material and production of autochthonous material due to the high light penetration. The abundance and diversity of the present work were relatively low if compared with the literature, standing out groups considered resistant to processes of environmental degradation.

 

Key-Words: benthonic macroinvertebrates, lotic environment, tropical stream.