Revista Multidisciplinar da Faculdade de Ciências Biológicas e da Saúde da Unigran | ISSN-1981-3775

Os artigos deverão ser enviados, exclusivamente, por email: interbio@unigran.br

QUALIDADE MICROBIOLÓGICA E FÍSICO-QUÍMICA DE AMOSTRAS DE ERVA-MATE (Ilex paraguariensis) COMERCIALIZADAS EM DOURADOS, MS.

QUALIDADE MICROBIOLÓGICA E FÍSICO-QUÍMICA DE AMOSTRAS DE ERVA-MATE (Ilex paraguariensis) COMERCIALIZADAS EM DOURADOS, MS.

Autores:
RENOVATTO, Yndilla Pedroso; AGOSTINI, Juliana da

Baixe o Artigo aqui (pdf)


Resumo:

A erva mate (Ilex paraguariensis) é uma planta muito utilizada para o preparo de bebidas como o mate frio, conhecido por tereré e mate quente conhecido por chimarrão. É importante que estes produtos sejam avaliados, haja vista que um dos contaminantes mais freqüentes de plantas e produtos desidratados sejam os fungos, agentes causadores de várias intoxicações. O objetivo deste trabalho foi submeter cinco amostras de erva de tererê e cinco de chimarrão comercializadas na região de Dourados MS a análises físico-químicas e microbiológicas. Para as análises microbiológicas procedeu-se a contagens de bolores e leveduras e bactérias aeróbias mesófilas totais utilizando o método de contagem padrão em placas. Os fungos isolados foram identificados por meio da avaliação de suas características macroscópicas e microscópicas. As análises físico-químicas consistiram na determinação do teor de umidade utilizando o método de perda por dessecação e cinzas por incineração da amostra. Quanto aos parâmetros físico-químicos (umidade e cinzas), todas as amostras estiveram dentro dos limites normais. A contagem de bactérias aeróbias mesófilas demonstrou que 40% das amostras de erva para tereré apresentaram valores acima dos limites. Apesar das contagens de bolores e leveduras estarem normais, alguns fungos foram isolados. As leveduras e bolores como Aspergillus niger e Alternaria sp foram identificados em 100, 40 e 60% das amostras de erva para chimarrão, respectivamente e Alternaria sp, Penicillium sp, Aspergillus niger, Aspergillus flavus e leveduras foram identificados em 20, 40, 100, 20 e 100% das amostras de erva para tereré, respectivamente. No geral, pode-se verificar que as amostras de ervas destinadas ao consumo de tereré apresentaram maiores índices de contaminação, bem como uma maior variedade de fungos.

 

Palavras-chave: Contaminação, análise microbiológica, bebida natural.


Abstract:

The Yerba mate (Ilex paraguariensis) is a very useful plant for the preparation of beverages like cold mate tea, called tereré, and hot mate tea, called chimarrão. This products are produced in a manual way, thus, it is common that the physicochemical and microbiological quality of them are questionable. It is important that these products are evaluated, considering that one of the most frequent contaminants of plants and dehydrated products are the fungi. The presence of these microorganisms in the foods in too large numbers is preoccupying, once some molds produce mycotoxins, that can be consumed by humans or animals causing intoxication pictures. The aim of this study was to submit five samples of tererê herb and five of chimarrão herb, marketed in the area of Dourados-MS, to physiochemical and microbiological analyses. For the microbiological analyses, molds, yeasts and aerobic total mesophile bacteria were counted using the standard counting method in plates. The isolated fungi were identified through the evaluation of their macroscopic and microscopic characteristics. The physiochemical analyses consisted in the determination of moisture degree applying loss on drying (LOD) method and ashes using the incineration of the sample. All of the researched samples were inside of the normal limits in the physiochemical parameters (moisture and ashes). The counting of aerobic mesophile bacteria demonstrated that 40% of the tereré herb samples presented values above the allowed limits. In spite of the acceptable levels of molds and yeasts for all the samples, some fungi were isolated. Yeasts, Aspergillus niger and Alternaria sp were identified in 100, 40 and 60% of the chimarrão herb samples, respectively, and Alternaria sp, Penicillium sp, Aspergillus niger, Aspergillus flavus and yeasts were identified in 20, 40, 100, 20 and 100% of the tereré herb samples respectively. In general, it can be verified that the tereré herbs samples presented larger contamination rates, as well as a larger variety of fungi.

 

Key-Words: Contamination, microbiological analysis , natural beverage.