Revista Multidisciplinar da Faculdade de Ciências Biológicas e da Saúde da Unigran | ISSN-1981-3775

Os artigos deverão ser enviados, exclusivamente, por email: interbio@unigran.br

ATIVIDADE ANTIBACTERIANA E TOXICIDADE DO CHÁ VERDE (Camellia sinensis)

ANTIBACTERIAL ACTIVITY AND TOXICITY OF GREEN TEA (Camellia sinensis)

Autores:

SCHMITZ, Wanderlei Onofre 1; ESTEVÃO, Dirceu 2; CECCHINI, Rubens 3; FERREIRA, Dalva Trevisan 4; CAVASSIN, Emerson D. 5; SAITO, Alexandre 6; SARIDAKIS, Halha Ostrensky 7

Baixe o Artigo aqui (pdf)

Resumo:

Vários estudos vem sendo desenvolvidos para comprovar as atividades terapêuticas do chá verde (Camélia sinensis L). Seus componentes, flavonóides e catequinas, que apresentam atividades: antioxidante, quimioprotetora, antiinflamatória, anticarcinogênica e antibacteriana. Este trabalho tem por objetivo avaliar o mecanismo de ação do extrato do chá verde (ECV), como agente antibacteriano e avaliar sua toxicidade. Para testar a atividade antibacteriana foram utilizandas 07 bactérias padrão e bactérias de origem hospitalar: Escherichia coli ATCC 25922, Klebsiella pneumoniae ATCC 70063 B-lactamase positiva, Klebsiella pneumoniae ATCC 13883, Pseudomonas aeruginosa ATCC 27853, Salmonella typhimurium ATCC 14028, Staphylococcus aureus ATCC 25923, Enterococcus faecalis ATCC 23212 e 22 cepas S. aureus sendo 11 sensíveis a oxacilina (MSSA) e 11 resistentes a essa droga (MRSA), isoladas de pacientes do Hospital Universitário de Londrina-PR. Nos testes de atividade hemolítica foram utilizados eritrócitos humanos e nos testes de hepatotoxicidade foram utilizados ratos submetidos por via oral a dose única de ECV (120 mg/Kg). Os resultados indicam que o chá verde apresenta atividade antibacteriana e ao mesmo tempo baixa toxicidade, na dose testada.