ISSN: 23170336

VOLUME:2 NÚMERO:1 JANEIRO/JULHO 2013 Art. Completo

TÍTULO: DESEMPENHO PRODUTIVO DE LINHAGENS PARCIALMENTE ENDOGÂMICAS S2
PERFORMANCE OF INBRED STRAINS PARTLY S2

AUTORES: PRADO, W. S.1; ESTEVÃO, M. A.2; SHIROTA, L. Y.2; ESTEVÃO, W. L.2; MAEDA, A.K. M. M2; GONÇALVES, M. C.3; DAVIDE, L. M. C.3

RESUMO: Utilizou-se 49 linhagens parcialmente endogâmicas S2 oriundas de diferentes populações base. O ensaio de avaliação das linhagens foi instalado na safrinha 2012, no campo experimental da Faculdade de Ciências Agrárias da Universidade Federal da Grande Dourados, em Dourados - MS. Caracterizado ambiente com Alto N, utilizando-se uma dosagem de 100 kg ha-1 de N, sendo aplicados 20 kg ha-1 na semeadura e 80 kg ha-1 em cobertura. O ambiente com Baixo N foi utilizado uma dose de 20 kg ha-1, sendo aplicados 20 kg ha-1 apenas na semeadura. Após a colheita foi determinada a produtividade de grãos em kg ha-1 corrigido para 13% de umidade. Em análise de variância não houve efeitos significativos para ambos os tratamentos, com alta e baixa adubação nitrogenada. As linhagens em estudo obtiveram uma pequena diferença na produtividade, em torno de 10% a mais para o tratamento com adubação nitrogenada, mas não diferindo estatisticamente entre os dois tratamentos. As médias para os tratamentos ficaram em 3781,43 e 3406,26 kg ha-1 para com alta e baixa adubação nitrogenada, respectivamente. Perante os resultados das análises individuais, realizaram-se análises conjuntas para produtividade para a interação entre os tratamentos e as linhagens. Não houve diferença significativa para a interação ao nível de 5% de probabilidade. As linhagens parcialmente endogâmicas utilizadas nas avaliações apresentaram-se com potencial produtivo bom, algumas com alto destaque, comparadas com híbridos comerciais, podendo ser usadas em condições de safrinha, sendo uma alternativa promissora com baixo custo de produção de semente e menor tempo para produção.

PALAVRAS-CHAVE: Zea mays L. Melhoramento Genético. Produtividade.

ABSTRACT: We used 49 inbred strains partially S2 from different base populations. The evaluation of test strains was conducted in off season 2012 in the experimental field of the Faculty of Agricultural Sciences, Federal University of Grande Dorados in Golden - MS. Characterized with high N environment, using a dosage of 100 kg ha-1 N, which is applied 20 kg ha-1 at sowing and 80 kg ha-1 in coverage. The environment was N Low used a dose of 20 kg ha-1, being applied 20 kg ha-1 at sowing only. After harvest was determined grain yield in kg ha-1 adjusted to 13% moisture. In analysis of variance there were no significant effects for both treatments, with high and low nitrogen fertilization. The strains under study had a small difference in productivity, about 10% more for treatment with N fertilization, but not statistically different between the two treatments. The averages for the treatments were at 3781.43 and 3406.26 kg ha-1 for high and low nitrogen fertilization, respectively. Given the results of the individual analyzes were carried out joint analyzes to yield to the interaction between treatments and strains. No significant difference for interaction at 5% probability. The partially inbred strains used in the evaluations presented with good yield potential, some with high premium compared to commercial hybrids, and can be used in conditions in late summer and is a promising alternative with low production cost and shorter time to seed production.

KEYWORDS: Zea mays L. Breeding. productivity