ISSN: 23170336

VOLUME:1 NÚMERO:1 JULHO/DEZEMBRO 2012 Art. Completo

TÍTULO: INFLUÊNCIA DA RADIAÇÃO SOLAR E UMIDADE DO AR NA CONCENTRAÇÃO DO OZÔNIO
INFLUENCE OF SOLAR RADIATION AND AIR HUMIDITY ON OZONE CONCENTRATION

AUTORES: ANA PAULA LANGARO¹, EDMILSON DE SOUZA²

RESUMO: As emissões de poluentes para a atmosfera originam-se, em geral, em fontes naturais e antropogênicas. O uso de veículos automotores, nas cidades, cresce a cada dia, tornando-se a maior fonte poluidora dentre as atividades humanas. Entre os poluentes majoritários encontrados em atmosfera urbana destaca-se o ozônio, sua formação se deve a reações químicas entre poluentes primários como monóxido de carbono, óxidos de nitrogênio, hidrocarbonetos e radiação solar. A concentração deste poluente pode variar em função de fatores do relevo, condicionantes meteorológicos e das fontes emissoras. Neste contexto este trabalho se insere, com o objetivo de estudar a relação entre a concentração de ozônio urbano e dois de seus condicionantes meteorológicos, radiação solar e umidade relativa do ar, ao longo do ano de 2005, na cidade de Três Lagoas. As medidas de ozônio são oriundas do monitoramento contínuo da estação de monitoramento qualidade do ar instalada em Três Lagoas e os dados foram cedidos, gentilmente, pela Petrobrás S. A., a concentração de ozônio em função dos parâmetros meteorológicos foi estudada através de gráficos. Foi possível observar o comportamento inverso da umidade relativa do ar com a concentração de ozônio na atmosfera, e a dependência que a formação de ozônio tem com a radiação solar, sendo as maiores concentrações evidenciadas nos períodos de pico da radiação, aproximadamente 12:00 horas. As maiores concentrações de ozônio não acontecem nos meses do verão, como era esperado devido a radiação ser mais intensa, pois, sua formação e concentração depende da combinação de vários condicionantes meteorológicos.

PALAVRAS-CHAVE: Qualidade do Ar, Parâmetros Meteorológicos e Concentração de Ozônio Troposférico.

ABSTRACT: Emissions of pollutants into the atmosphere originate generally in natural and anthropogenic sources. The use of automobiles in cities grows every day, becoming the largest source of pollution from human activities. Among the pollutants found in urban atmosphere majority stands ozone, its formation is due to chemical reactions between primary pollutants such as carbon monoxide, nitrogen oxides, hydrocarbons and sunlight. The concentration of the pollutant may vary depending on the topography, meteorological conditions and sources. Therefore, this work fits with the aim of studying the relationship between the concentration of urban ozone and two of his meteorological conditions, solar radiation and relative humidity throughout the year 2005, in the town of Tres Lagoas. The ozone measurements are derived from the continuous monitoring station installed monitoring air quality in Tres Lagoas and data were provided kindly by Petrobras S. A., the ozone concentration as a function of meteorological parameters was studied through graphs. We observed the opposite pattern of relative humidity with the concentration of ozone in the atmosphere, and the dependence of ozone formation has with solar radiation, with the highest concentrations evident during periods of peak radiation approximately 12:00 hours. The highest concentrations of ozone do not happen in the summer months, as expected due to radiation be more intense, because their formation depends on the concentration and combination of various meteorological conditions.

KEYWORDS: Air Quality, Meteorological Parameters, Tropospheric Concentration Ozone.