ISSN: 23170336

VOLUME: 4 JULHO/DEZ 2015 Art. Completo

TÍTULO: VELOCIDADE DA DECOMPOSIÇÃO E TEORES DE NUTRIENTES DE DIFERENTES ADUBOS VERDES. 1

AUTORES: DIOGO RUFINO DE SOUZA VIANA E SILVA 1 (IN MEMORIAN), FINAMORE, W. L. M. 2

RESUMO: O estudo foi conduzido na área experimental da Universidade da Grande Dourados, em Dourados, MS, o solo do local é um Latossolo Vermelho distróferrico típico argiloso .Objetivou-se avaliar a relação existente entre a composição química final e a velocidade de decomposição, visando auxiliar tomada de decisão no uso da adubação verde. O delineamento experimental foi em blocos casualisados, no esquema em parcelas subdivididas, com cinco tratamentos e quatro repetições, sendo As parcelas constituídas por tais adubos verdes: crotalária juncea (Crotalária juncea ), mucuna-preta (Mucuna aterrima), lab-lab (Dolichos lablab), feijão de porco (Canavalia ensiformis) e mucuna-cinza (Mucuna cinereum). O corte foi realizado quando os adubos verdes encontrava-se no estádio de formação de vagens e início da formação de grãos. A decomposição foi avaliada aos 5, 10, 15, 30, 60, 90, 120 e 150 dias após o corte, e pesadas amostras com 100 g de matéria fresca de todos os tipos de adubos as quais foram colocadas dentro de litter bags sobre o solo.A cada coleta, as amostras foram manualmente triadas para evitar contaminação por solo. Para avaliar a perda de massa, foi feita a secagem do material em estufa a 65ºC por 72 horas e pesadas para determinação do peso seco. A comparação entre o peso seco inicial e o peso obtido a cada data de coleta foi usado para descrever a perda de massa via decomposição, ao longo do período de avaliação.Verificou-se, nesse estudo, o bom desempenho das espécies de adubos verdes, acumulando grandes quantidades de massa e nutrientes na parte aérea das plantas, destacando-se a Crotalaria juncea e o feijão de porco.

PALAVRAS-CHAVE: Velocidade, Decomposição, mineralização, sincronia.

ABSTRACT: The study was conducted at the University's experimental area of Large golden, in golden, MS, the soil of the place is a typical distróferrico clayey red Latosol. Objective to evaluate the relationship between the chemical composition and decomposition speed, aiming to assist decision making in the use of green manure. The experimental design was in casualisados blocks, in the schema on plots subdivided, with five treatments and four replications, and parcels consisting of such green manures: Sunn hemp (Crotalaria juncea), mucuna-black (Mucuna aterrima), lab-lab (Dolichos lablab), pork bean (Canavalia ensiformis) and mucuna-grey (Mucuna cinereum). The cut was accomplished when the green manures was at the stage of formation of pods and early formation of grains. The decomposition was evaluated at 5, 10, 15, 30, 60, 90, 120 and 150 days after cutting, and heavy samples with 100 g of fresh material of all kinds of fertilizers which were placed in litter bags on the ground. Every collection, the samples were manually sorted to avoid soil contamination. To assess the loss in mass was made the material drying in an oven at 65° C for 72 hours and heavy for determining the dry weight. The comparison between the initial dry weight and the weight each pickup date was used to describe the loss of mass via decomposition, throughout the evaluation period.Furthermore, in this study, the good performance of the species of green manures, accumulating large amounts of mass and nutrients in aerial part of plants, especially the Sunn hemp and the pork beans.

KEYWORDS: Speed, decomposition, mineralization, sync.